sexta-feira, 29 de outubro de 2010

PRECISAM-SE VOLUNTÁRIOS PARA LIMPEZA!!!!

PRECISAM-SE DE VOLUNTÁRIOS PARA LIMPAR O RECINTO DO GRUPO DESPORTIVO DE CODESSOSO,DEVIDO A SER ESTE DOMINGO HÁ TARDE REALIZADA A RECEPÇÃO DOS ATLETAS NA SEDE DO CLUBE ATLÉTICO DE CODESSOSO E O RECINTO DAS DUAS ASSOCIAÇÕES SEREM VIZINHAS E EXISTIR UMA ASSOCIAÇÃO COM AS SUAS INSTALAÇÕES E TERRENO PERTENCENTE LIMPO,E, A SEGUNDA TER UM ASPECTO DE ABANDONO,DEVIDO À DESARRUMAÇÃO E LIXO QUE SE PODE CONSTATAR.SERÁ DESLEIXO OU SIMPLESMENTE MOSTRAR O QUÃO BEM CONSEGUEM ESTIMAR O ESPAÇO QUE TÊEM??’

SÓ FICA MAL PARA O  PROPRIETÁRIO DO RECINTO E INSTALAÇÕES.!!!!!Polegar para baixoPolegar para baixo

Eu não acredito!

Eu não acredito!

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Hugo Chávez aproveita a época de saldos de Portugal

FEIRA DA LADRA/GF – Em tempo de crise, os descontos de 30, 50 e 70% na Bershka, na Dentinho e em Portugal fazem as delícias de Hugo Chávez. Chegado este domingo, o Presidente Venezuelano já está com Sócrates, seu grande amigo, confidente e merceeiro.
“Em tempo de crise tem que se encontrar mais barato. Eu, por exemplo, gosto da lasanha do LIDL, da fruta no Pingo Doce e dos estaleiros em Portugal” disse Chávez enquanto enchia a banheira com água quente para brincar com os seus barquinhos. De cartão VISA na mão, Chávez terá passeado o dia inteiro pela nossa nação, vendo tralha a preços acessíveis, dizendo que Portugal era “uma loja dos chineses mas em bom, sem chineses”. Outra das compras que Chávez fez em Portugal foi a de mais milhão e meio de computadores Magalhães. Segundo o mesmo, serão todos para transformar em minas anti-pessoais e espalhar pela fronteira com a Bolívia. Sócrates tentou ainda regatear para que Chávez comprasse o Presidente da República, mas Chávez não precisava de bibelots.

 

fonte:Smiley surpresoindesmentiel.com

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

A “Voz” da Casa dos Segredos pode ser Osama Bin Laden

VENDA_DO_PAQUISTÃO/TBM – Fonte próxima da CIA, com ligações ao AKI, ao SIS e a trabalhar no IKEA assegurou que restam poucas dúvidas da autenticidade da voz que comanda os concorrentes no programa da TVI ser mesmo a de Osama Bin Laden.
Segundo a fonte, há muito que a CIA suspeitava de actividade terrorista na zona da venda do Pinheiro, especialmente depois de ter visto a forma como se vestem tanto a apresentadora principal do programa como o seu delfim. O plano de Osama seria convencer os concorrentes a sacrificarem-se numa emissão em directo, plano que estará ameaçado pois o líder da Al Qaeda tem tido alguma dificuldade em transmitir a mensagem: “está habituado a lidar com pessoas mais organizadas, urbanas e sobretudo mais inteligentes, está farto. Diz que já não pode ouvir falar um tal António, um campónio que por ali anda sempre a choramingar”.Smiley surpresoSmiley surpreso

fonte:oindesmentivel.com

terça-feira, 26 de outubro de 2010

88% das citações nas capas dos Jornais são manipuladas

ESTUDO RECENTE/GF – Num estudo publicado recentemente num jornal de renome, que usa citações nos seus artigos, é dito que 88% das citações utilizadas nas capas dos jornais são manipuladas, sem que o artigo tivesse citações.
Uma equipa de cientistas, que agora deve sentir alguma afinidade com Mário Crespo, estudou diversos jornais e subsequentes peças jornalísticas apercebendo-se que a realidade não tem metade da piada que os jornais faziam crer. “Eu (…) gosto (…) de (…) homens (…)” foi a revelação bombástica que o coordenador do estudo tinha para comunicar apesar de insistir em falar do estudo. Os maiores jornais portugueses já rebateram este estudo defendendo que a “maldade está nos olhos de quem vê” e que uma frase como “eu queria era que me enfiassem uma pen com o Orçamento de Estado numa entrada USB e depressa!!” só é maldosa se o leitor assim quiser. O nosso jornal, no entanto, tem orgulho de se colocar nos 12% restantes deste estudo, sendo que todas as citações aqui utilizadas são originais, indesmentíveis e dão demasiado trabalho a escrever para terem partes verdadeiras.

DinheiroDinheiro

fonte:http://www.oindesmentivel.com/destaque/88-das-citacoes-nas-capas-dos-jornais-sao-manipuladas

domingo, 24 de outubro de 2010

CURIOSIDADES SOBRE O NÚMERO 7

O 7 é um número sagrado, perfeito e poderoso, afirmou Pitágoras, matemático e Pai da numerologia, sendo, juntamente com todos os números ímpares considerados mágicos.

O número 7 é o mais presente em toda a filosofia e literatura sagrada desde os tempos imemoriais até aos nossos dias.

Os números são expressões de diferentes processos primordiais, por isso têm significados distintos, representam símbolos que se expressam no mundo material e são utilizados para que compreendamos, o que está encoberto pelo "mundo das aparências".
A soma de 3 + 4 = 7 e está presente em várias religiões.

O 3, representado por um triângulo (a Santíssima Trindade).

O 4, representado por um quadrado (a representação dos elementos do mundo físico: terra, água, ar e fogo). É a Matéria.

- O 7 é o Espírito na Terra, sustentado pelos quatro Elementos, ou a Matéria. É o espírito encarnado.
- O 7 é um número místico por excelência, indica o processo de passagem do conhecido para o desconhecido; ele detém uma clara relevância, não apenas entre os ocultistas, mas também em todas as religiões, das mais antigas às mais modernas.
VEJAMOS ALGUMAS CURIOSIDADES RELACIONADOS AO NÚMERO SETE:

- 7 são as virtudes: Fé, Esperança, Caridade, Prudência, Justiça, Força e Temperança.
- 7 são os pecados capitais: Soberba, Ira, Inveja, Luxúria, Gula, Avareza e Preguiça.
- 7 são os sacramentos da Igreja Católica: Baptismo, Confirmação, Eucaristia, Penitência, Unção dos Enfermos, Ordem e Matrimónio. Nos sete sacramentos estão atendidas todas as necessidades da vida sobrenatural do cristão.
- 7 são as Obras de Misericórdia: Dar de comer a quem tem fome. Dar de beber a quem tem sede. Vestir os nus. Dar pousada aos peregrinos. Assistir os enfermos. Visitar os presos. Cuidar dos que partem pela morte

- 7 são os braços do candelabro Judeu, O símbolo sagrado do judaísmo é o memorá, candelabro com sete braços. indicando os 7 dias da criação.
- 7 são as notas musicais com 7 escalas, 7 pausas e 7 valores.
- São 7 as cores do Arco-Íris.
- 7 foram as pragas do Egipto.

No sonho do Faraó Egípcio (ver Bíblia) tinha 7 vacas gordas, 7 vacas magras, 7 espigas cheias, 7 espigas vazias.

José decifrou o sonho como = 7 anos de fartura e 7 anos de seca.

- São 7 os Arcanjos: Miguel, Jofiel, Samuel, Gabriel, Rafael, Uriel e Ezequiel,
- 7 são as Leis Universais: Natureza, Harmonia, Correspondência, Evolução, Polaridade, Manifestação e Amor.
- 7 são os dons do Espírito Santo: Sabedoria, Entendimento, Conselho, Força, Ciência, Piedade e Temor a Deus.
- São 7 as glândulas endócrinas: Hipófise, Tiróide, Paratiroides, Supra-renais, Sexuais, Timo e Pâncreas.
- São 7 os nossos chacras :Básico, Esplénico, Umbilical, Cardíaco, Laríngeo, Frontal e Coronário.
- 7 são os grandes mensageiros:

Krisna, Buda, Lao-Tsé, Confúcio, Zoroastro ou Zaratustra, Moisés e Jesus.
- 7 são as personalidades de Deus (segundo Zoroastro): Luz Eterna, Omnisciência, Rectidão, Poder, Piedade, Benevolência e Vida Eterna.
- 7 meios tem o homem para se tornar puro ( segundo o Budismo) : Domínio de si mesmo, Investigar a verdade, Energia, Alegria, Serenidade, Concentração e Magnanimidade.
- 7 são as virtudes: Humildade, Liberdade, Castidade, Paciência, Abstinência, Caridade e Diligência.
- 7 são as Obras de Misericórdia Espiritual: Dar um Bom Conselho, Instruir os Menos Esclarecidos, Corrigir os que Erram, Consolar os Aflitos, Perdoar as Injúrias, Suportar Pacientemente as Fraquezas do Próximo e Rezar pelos vivos e Falecidos.
- A Lua tem 4 fases de 7 dias cada.
- No Apocalipse de São João encontramos: 7 Estrelas, 7 Igrejas, 7 Cornos, 7 Selos, 7 Candelabros, 7 Anjos, 7 Trombetas, 7 Coroas, 7 Trovões e 7 Taças.
70 x 7 é a conta do perdão.

- A criação do mundo 6+1= 7

- 7 São os dias da semana. Smiley pensativo

FONTE:FONTEDELUZ.COM

sábado, 23 de outubro de 2010

terça-feira, 19 de outubro de 2010

PROVA DE ATLETISMO C.A.C./COM PRESENÇA ESPECIAL!!!

A prova de atletismo a realizar no dia,31 de OUTUBRO,pelas 14 h,terá a especial do ex atleta ANTONIO PINTO,de seguida mostraremos  uma pequena biografia do atleta.Ainda edtá a tempo de se inscrever,faça a sua inscrição através do numero 939452701, participe!!A prova realiza-se em CODESSOSO CELORICO DE BASTO.

António Coelho Pinto, António Pinto (Vila Garcia, Amarante, 22 de Março de 1966) é um ex-atleta português especialista em provas de longa distância.

Começou a carreira atlética em 1986 após trocar o Ciclismo pelo Atletismo e nesse ano de 1986 representou o Amarante , onde esteve até 1987 onde se transferiu para o Futebol Clube do Porto.

Em 1988 Representou o Futebol Clube do Porto onde esteve até 1991. Entre 1992 até 1993 representou o Sport Lisboa e Benfica. Representou o Maratona CP entre 1994 e 2002.

Venceu a Maratona de Londres em 1992, 1997 e 2000, a Maratona de Berlim em 1994 e a final dos 10 000 metros no Campeonato da Europa de Atletismo de 1998 em Budapeste. O seu recorde pessoal na maratona é de 2:06:36, que permanece recorde português e europeu. Competiu em quatro Olimpíadas consecutivas, de 1988 a 2000.

Ex-ciclista, Pinto dedicou-se à corrida de fundo em 1986. Terminou seis maratonas com tempos inferiores a 2:09:00, o que faz dele um dos melhores maratonistas de sempre. Retirou-se das competiçõepropriedade próxima de Amarante.s em 2002 e dedica-se à vinha na sua Polegar para cima

fonte:wikipedia

domingo, 17 de outubro de 2010

Morte cruel!!

A associação internacional de defesa dos insectos,veio a público defender a forma cruel como são mortas as moscas no mundo,segundo essa instituição as referidas moscas acabam por ter um fim de vida demasiado doloroso.As pessoas utilizam umas fitas com cola onde as referidas moscas acabam por morrer depois de largos minutos ai coladas,e, a tentando sem êxito sair com sucesso,fazendo um terrível esforço no seu coração,ao qual provocam um ataque cardíaco,depois de longos minutos de sofrimento.Assim sendo a organização pede que as pessoas arranjem formas menos dolorosas, mais eficazes e rápidas de as matar, acabando assim o seu sofrimento.A melhor solução passaria por deixar os insectos vivos,mas são bastante chatos e incómodos.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

A tradição já não é o que era!

 

Para manter de pé as tradições as pessoas fazem tudo para conseguir.É  mau quando as pessoas impõe a quem se disponibiliza para as manter as regras e cedências, quando devia ser o contrário!!!!A maioria dos eventos são feitos para alguns ficarem bem na fotografia,isso é mau porque as pessoas podem ter muito a perder,e,não ganham nada com a “tal fotografia”,repensem essa situação,não vamos deitar a perder o trabalho e investimento das pessoas só para ficarem bem na imagem!Sinceramente!!!!PelículaAnotação

Cidade ecológica em Portugal terá cérebro e sistema nervoso

Cidade ecológica em Portugal terá cérebro e sistema nervoso

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

1ª prova de atletismo dos santos/organização clube atletico de codessoso

A Associação cultural e desportiva de Codessoso ( C.A.C.) vem através desta informar e convidar a vª prestigiada Associação, que o  C.A.C vai organizar no dia 31/10/2010 pelas 14.00 h a grande Corrida dos Santos em Codessoso para Benjamins (A e B ) infantis, iniciados,  juvenis masculinos e femininos e, prova aberta a todos os atletas nascidos antes de 1993.
Assim sendo o C.A.C convida a vª Associação a associar-se a este evento, pondo assim a juventude em actividade.
Agradece-mos que nos confirme a vossa participação até ao dia 24/10/2010.
Obrigados.

contactos:939452701 ou

Clubeatleticodecodessoso@hotmail.com

Polegar para cima

Imagem do mapa

AMADEO DE SOUZA CARDOSO

Amadeo de Souza Cardoso nasceu a 14 de Novembro de 1887 em Manhufe, freguesia de Mancelos, no concelho de Amarante. Fez estudos liceais em Amarante e frequentou a Academia de Belas Artes de Lisboa em 1905, tentando seguir o curso de Arquitectura que interrompeu para partir para Paris, em 1906, instalando-se, então, em Montparnasse. Frequentou ateliers preparatórios para o concurso de admissão às Beaux-Arts parisienses, ainda, com destino a Arquitectura, vindo, no entanto, a dedicar-se exclusivamente à Pintura, tendo frequentado a Academia Viti do pintor espanhol Anglada Camarasa. Nesta primeira época realizou várias caricaturas e algumas pinturas marcadas por aspectos naturalistas e impressionistas. Em 1910 fez uma estadia de alguns meses em Bruxelas e em 1911 expôs trabalhos no Salon des Indépendants, em Paris, havendo-se aproximado progressivamente das vanguardas e de artistas como Modigliani, Brancusi, Archipenko, Juan Gris, Robert e Sonia Delaunay. Em 1912 publicou o álbum XX Dessins e expôs no Salon des Indépendants e no Salon d’Automne. Em 1913 tomou parte, com oito trabalhos, nos Estados Unidos da América, no Armory Show, aí restando algumas das obras expostas, hoje patentes ao público nos museus americanos. Nesse ano participou ainda no Herbstsalon da Galeria Der Sturm, em Berlim. Em 1914 encontrou-se em Barcelona com Gaudi, parte para Madrid onde é surpreendido pela guerra. Regressou a Portugal, instalando-se em Manhufe e casou no Porto com Lucia Pecetto que conhecera em Paris, já, em 1908. Pintou com grande constância, refez algumas obras no seu atelier da Casa do Ribeiro, cultivou a amizade com Eduardo Viana, Almada Negreiros e os Delaunay (que então se instalaram em Vila do Conde). Em 1916 expõe no Porto 114 obras como título Abstraccionismo que serão também expostas em Lisboa, num e noutro caso com novidade e algum escândalo. Em 25 de Outubro de 1918 Amadeo morre em Espinho vítima da "pneumónica" que então grassava em Portugal

http://oseculoprodigioso.blogspot.com/2005/10/souza-cardoso-amadeo-de-cubismo.html

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

S.GONÇALO DE AMARANTE

 

Gonçalo de Amarante

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre

São Gonçalo (O.P.) (também conhecido como São Gonçalo de Amarante; Arriconha,Tagilde, Vizela, 1187 - Amarante, 10 de Janeiro de 1259), eclesiástico português considerado santo pela Igreja Católica, gozando de grande devoção popular, sobretudo no Norte do país. Existem, em sua honra, as Festas de S.Gonçalo. A forma correcta de o denominar é "Beato Gonçalo de Amarante".

Origens

Nasceu Gonçalo de Amarante, da família dos Pereiras, no lugar de Arriconha, freguesia de Tagilde, próximo de Vizela, igualmente concelho de Vizela. Em Arriconha não falta, desde tempos imemoriais, a capela dedicada a S. Gonçalo.

Os seus pais eram pessoas de nobre linhagem e deram ao seu filho uma esmerada educação cristã não só pela palavra como sobretudo pelos exemplos das suas virtudes cristãs.

O sacerdote

Atingido o uso da razão, foi confiado a um douto e virtuoso sacerdote sob cuja direcção iniciou os seus estudos. Chamava a atenção a sua modéstia, a candura, o esforço em se aperfeiçoar na prática da vida cristã e os progressos que ia fazendo nos estudos. Entre outros foram estes os motivos principais que moveram o Arcebispo de Braga a admiti-lo, como seu familiar, e, sob os auspícios do Prelado, cursou as disciplinas eclesiásticas, vindo a ser ordenado sacerdote e nomeado Pároco da freguesia de São Paio (ou São Pelágio) de Riba-Vizela, apesar da sua humildade e resistência.

No desempenho do seu múnus pastoral começou a brilhar na prática das virtudes, sobressaindo no zelo apostólico, na castidade e na prática das obras de misericórdia para com os pobres, gastando a maior parte dos rendimentos da paróquia em aliviar as suas necessidades materiais, sem esquecer as necessidades espirituais do seu rebanho, prodigalizando a todos amor e consolação.

Alimentava no seu coração um desejo ardente de visitar os túmulos dos Apóstolos S. Pedro e S. Paulo e os Lugares Santos da Palestina afim de melhor viver as Mistérios da nossa Redenção. Obtida a licença do seu Bispo, deixou os seus paroquianos ao cuidado dum sobrinho sacerdote, peregrinou primeiro a Roma donde passou a Jerusalém e demais terras da Palestina onde se demorou 14 anos. Entretanto, começou a sentir certo remorso por tão longo abandono da sua paróquia, avivaram-se as saudades da Pátria e dos seus filhos espirituais e veio-lhe ao íntimo o pressentimento dos males espirituais de que padeciam, provocados por tão longa ausência e possível falta de zelo de seu sobrinho. Foram motivos mais que suficientes para regressar apesar dos inumeráveis incómodos e perigos que a viagem supunha.

Regressa da Terra Santa

O seu sobrinho, além de o não aceitar e não reconhecer como verdadeiro e legítimo pároco, escorraçou-o de casa e conseguiu, mediante documentos falsos, provar ao Arcebispo D. Silvestre Godinho que Gonçalo morrera e ser nomeado pároco da freguesia.

Resignado com semelhante atitude, deixou S. Paio de Riba-Vizela e foi-se pregando o Evangelho por aquelas terras até à margem do Tâmega, vindo a encontrar o lugar onde hoje é a cidade de Amarante, então sítio inculto e quase despovoado, mas apto para a vida eremítica. Construiu uma pequena ermida que dedicou a Nossa Senhora da Assunção, nela se recolheu, saindo, de vez em quando, a pregar nos arredores e consagrando o tempo que lhe sobrava à oração e à penitência.

Sentia, no entanto, necessidade de encontrar um caminho mais seguro em ordem a alcançar a glória eterna. Jejuou uma Quaresma inteira a pão e água e suplicou fervorosamente a Nossa Senhora lhe alcançasse do Senhor esta graça… Diz-se que a Virgem Maria lhe apareceu e lhe disse procurasse a Ordem em que iniciavam o seu Ofício com a Saudação angélica ou Ave-Maria. Essa Ordem era a dos Pregadores ou Dominicanos.

Abraça a vida Dominicana

Encaminhou-se para o Convento de Guimarães da Ordem dos Pregadores, recentemente fundado por S. Pedro González Telmo, grande apóstolo da região de Entre-Douro e Minho o qual lhe deu o hábito e, uma vez feito o noviciado, ao modo daquele tempo, o admitiu à profissão religiosa e, depois de algum tempo lhe deu licença para, com um outro religioso, voltar para o seu eremitério de Amarante, continuando a sua vida evangélica e caritativa.

Com o seu ministério operou muitas conversões, levou o povo à prática duma autêntica vida cristã, sem esquecer de os promover socialmente em muitos aspectos. Sobressai neste particular a construção de uma ponte em granito sobre o rio Tâmega, angariando pessoalmente donativos em terras circunvizinhas e levando os moradores mais abastados a darem ajuda vultosa para assim pagarem aos operários.

O povo atribui-lhe muitos milagres, mesmo de ordem material, desde o começo até terminar a construção da referida ponte.

Concluída a ponte, S. Gonçalo viveu ainda alguns anos dedicado à pregação e à vida de oração, enriquecendo-se de virtudes e merecimentos. Reza a tradição que Nossa Senhora lhe revelou o dia da sua santa morte para a qual se preparou com a recepção dos Sacramentos da Igreja. Descansou santamente no Senhor, a 10 de Janeiro de 1262. O seu venerado corpo, após a celebração das solenes exéquias por sua alma, foi sepultado na referida ermida, continuando a efectuar-se muitos milagres, atribuídos à sua intercessão.

Mais tarde a ermida primitiva construída por S. Gonçalo foi ampliada em igreja. Sobre esta, em 1540, D. João III mandou erguer o sumptuoso templo e convento que ainda hoje existem e que são monumento histórico da cidade de Amarante de que S. Gonçalo pode muito bem ser considerado segundo fundador.

Elevado às honras dos Altares

Efectuaram-se três Processos canónicos em ordem à Beatificação e Canonização de S. Gonçalo, o último dos quais foi levado a cabo por D. Rodrigo Pinheiro, Bispo do Porto, por comissão do Papa Pio IV (1561). A instâncias de EI-Rei D. Sebastião, do Arcebispo de Braga, da Ordem dos Pregadores, do Cardeal D. Henrique e da população de Amarante, a sentença de Beatificação foi promulgada a 16 de Setembro de 1561 pelo representante da Sé Apostólica, confirmando-se a concessão de lhe tributar culto público permitido antes pelo Papa Júlio III (1551).

Mais tarde o Papa Clemente X, em 10 de Julho de 1671, estendeu a toda a Ordem dos Pregadores e a todo o reino de Portugal a concessão de honrarem este glorioso Santo, um dos santos mais populares de Norte a Sul do País, especialmente no Norte, com Missa e Ofício litúrgicos próprios. O seu culto espalhou-se pelos domínios ultramarinos de Portugal, chegando à Índia e ao Brasil como o confirma um longo e engenhoso sermão do Padre António Vieira sobre S. Gonçalo. É celebrado a 10 de Janeiro.

Tornou-se o santo patrono da cidade de Amarante, onde faleceu, e ainda das cidades de São Gonçalo do Amarante nos estados brasileiros do Rio Grande do Norte e do Ceará (nessas cidades homónimas também o padroeiro permaneceu idêntico).

É, no entanto, importante salientar que Gonçalo de Amarante, apesar de chamado "Santo" pelo povo, na verdade, é apenas "Beato", porque o processo de Canonização nunca foi levado a bom termo, ao contrário da sua Beatificação. Deste modo, a forma correcta de o denominar é "Beato Gonçalo de Amarante", o que é atestado pelos calendários litúrgicos portugueses.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Gon%C3%A7alo_de_Amarante

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

historia de AMARANTE

 

Amarante teve provavelmente a sua origem nos povos primitivos que habitaram a serra da Aboboreira (habitada desde a Idade da Pedra), embora se desconheça exactamente o nome dos seus fundadores. Contudo, só começou a adquirir importância e visibilidade após a chegada de São Gonçalo (1187-1259), nascido em Tagilde, Guimarães, que aqui se fixou depois de peregrinar por Roma e Jerusalém. A este santo se atribui a construção da velha ponte sobre o Rio Tâmega.

Amarante torna-se alvo de peregrinações e a povoação foi crescendo. Já no Século XVI, D. João III ordena a construção do Mosteiro de São Gonçalo sobre a capela junto à ponte sobre o Rio Tâmega, onde segundo a tradição São Gonçalo terá vivido e foi sepultado.

Em 1763, ocorre a derrocada da velha Ponte de São Gonçalo devido às cheias do Rio Tâmega. Nos anos seguintes foi reconstruída com o aspecto que ainda hoje apresenta.

No início do Século XIX, Napoleão Bonaparte tenta invadir Portugal e sobre Amarante passaram também estas invasões francesas, sendo palco do heróico episódio da Defesa da Ponte de Amarante que valeu ao General Silveira o título de Conde de Amarante e a própria vila de Amarante teve a honra de ser agraciada com o colar da Ordem Militar da Torre e Espada que reflecte no seu brasão municipal. Após este episódio criam-se planos para a reconstrução da vila, pois os franceses tinham incendiado quase a totalidade das casas.

As reformas liberais do século XIX reorganizaram administrativamente o território e em 1855 extinguiram-se os municípios de Gouveia, Gestaço e Santa Cruz de Ribatâmega, tendo o de Amarante recebido a maioria das suas freguesias e ainda algumas de Celorico de Basto.

O apogeu cultural dá-se nos inícios do Século XX, graças a amarantinos como Teixeira de Pascoaes nas letras e Amadeo de Souza-Cardoso na pintura.

Amarante adquiriu estatuto de cidade a 8 de Julho de 1985, sendo esta também a data do seu feriado municipal.

FONTE:::WIKIPEDIA     

Nuvem de tempestade

terça-feira, 5 de outubro de 2010

PREOCUPANTE!

 

População do concelho de Celorico de Basto (1801 – 2004)

Clicando no link abaixo referido,vê-se a estatistica do  numero de habitantes,desde 1801 a 2004 e nota-se que entre 1801 e 2004 houve uma perda no concelho de aproximadamente de 5000 pessoas aproximadamente,será que em 2010 o concelho perdeu mais pessoas?Será uma questão para preocupar a perda de pessoas e envelhecimento inerente?

Smiley triste

http://pt.wikipedia.org/wiki/Celorico_de_Basto

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

brevemente no seu blogue preferido!

 

A historia de AMARANTE  e todos os acontecimentos marcantes,desde a invasão FRANCESA,até aod nossos dias!

LINHA DO TÂMEGA (CONTINUAÇÃO)

Aparentemente o povo está a perder a luta, pois a reabertura parece um cenário cada vez mais distante, e tanto a linha até aqui como os quilómetros restantes aguardam o seu futuro, sendo engolidos pela natureza e pela mão criminosa do homem. Em Mondim é das últimas hipóteses que temos para ver o Tâmega, pois o rio separa-se agora da linha enquanto que esta segue para a aldeia de Padredo onde se encontra o penúltimo apeadeiro da linha (ainda com abrigo de betão). Uma das desculpas da autarquia para ajudar a fechar era a construção da variante rodoviária da N210, que ligaria A4, Amarante, Celorico, Fermil, Canedo, A7, Arco de Baúlhe e Cabeceiras em melhores condições que a linha ou a velha N210 poderiam oferecer. 19 anos passaram e essa via continua a ser uma promessa não cumprida, pois a variante não passa de Lordelo, e quem quer ir para o Arco ou para Cabeceiras vê-se obrigado a fazer as curvas sinuosas da estrada Nacional durante cerca de 20 km. O troço da linha entre Canedo e Arco é feito quase sempre paralelo a esta estrada nacional, se bem que a nível de curvas a estrada tem de longe mais, indo sempre junto à encosta enquanto que a linha desbrava por entre campos o seu trajecto, menos ondulado e mais acessível. A estação de Canedo e o apeadeiro de Vila Nune estão praticamente encostados à estrada, se bem que a um nível mais baixo, passando despercebidos do olhar dos passageiros rodoviários. Já no concelho de Cabeceiras, o terminal da linha, Arco de Baúlhe é a casa do Museu Ferroviário do Tâmega, mantido pela câmara municipal. Nele podem encontrar uma locomotiva a vapor e uma automotora a gasolina, bem como algumas carruagens e vagões (tudo dentro das remises da estação). Sugiro à CP que ceda a este museu uma das duas Nohab 9100 sobreviventes, de preferência a que mantém preservada dentro de uma remise na estação de Livração pois estas automotoras são um marco importante na história dessa linha, fazendo serviço nela durante muitos anos, até 2001 quando as LRV2000 (série 9500) tomaram o seu lugar na parte a sul de Amarante, que até há meses ainda estava em funcionamento (estando agora fechada para obras).







A. Pires

fonte:http://terminalintermodal.isgreat.org/reportagens/tr.-ferroviário/perdida-nas-terras-de-basto.php







domingo, 3 de outubro de 2010

LINHA DO TÂMEGA (CONTINUAÇÃO)

Embora o canal da via tivesse ficado praticamente livre de vegetação em 2005 devido a um grande incêndio que deflagrou pelas terras de Basto, 3 anos depois a dificuldade de fazer o troço a pé é cada vez maior e chegar a esta ponte, que possuí uma vista magnífica sobre o Tâmega, onde será a última vez que o iremos ver até Mondim de Basto. Aqui o rio contorna uma pequena colina, enquanto que no fundo vemos algumas casas de Mondim, bem como o Monte Farinha, mais conhecido por Alto da Senhora da Graça. Por entre mato e trincheiras ainda encontramos alguns (embora escassos) objectos de via, tais como este PK que com o passar do tempo não resistiu e caiu do leito da linha.

Não falta muito para Mondim. Mas antes dessa paragem (e durante muito tempo cruzamento), há que atravessar a maior ponte de alvenaria desta linha de Via Estreita, conhecida por Ponte de Matamá.
Os seus 6 arcos e 194 metros de extensão total relembram os que passam na N210 que ali é (ou era) a linha do Tâmega. Certamente que muitos locais têm boas memórias desta ponte, ainda com comboio e os mais velhos devem guardar nas suas memórias o dia que primeira locomotiva deu entrada nas plataformas da estação de Mondim – várias pessoas afirmam que esse dia foi um dia de grande festa com bastante gente na estação e à volta dela, até mesmo fora das plataformas, algo nunca imaginável hoje em dia…


Os tempos mudam, e as mentalidades também, e parece que para pior.


A estação de Mondim de Basto, embora fora da povoação que lhe dá o nome (e do concelho e distrito! Situa-se em Veade que pertence a Celorico e fica a 2 km de Mondim), é de fácil acesso, quer pela estrada N304, onde ainda resiste a indicação de “Estação CF de Mondim” quer pela própria ponte de Matamá (onde há uma pequena estrada que atravessa a linha, mesmo junto à ponte). A própria estação é bem visível a partir da saída de Mondim para a N304 até praticamente a esse cruzamento. Contudo, o que foi em outrora uma lindíssima estação com um lindíssimo jardim vencedor de vários prémios, hoje nada resta desse jardim, e do edifício… bem… vejam com os vossos olhos:


Tendo sido projectada por Cassiano Branco, esta estação tem grandes semelhanças com Duas Igrejas – Miranda na já extinta linha do Sabor. Aliás, é uma versão “espelhada” da mesma, mas com varanda aberta e azulejos (que estão praticamente perdidos) diferentes.


Há uns anos atrás, houve aqui uma concentração e organização de um cordão humano contra a anunciada ecopista e a favor da reabertura da linha. Uma iniciativa organizada pela CDLT onde estiveram presentes alguns órgãos de comunicação social.


Terá sido talvez por essa altura que estas brilhantes palavras foram escritas nas paredes do degradado cais de mercadorias

fonte:http://terminalintermodal.isgreat.org/reportagens/tr.-ferroviário/perdida-nas-terras-de-basto.php

(continua).

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

LINHA DO TÂMEGA (CONTINUAÇÃO)

A linha segue para a Norte sendo engolida aos poucos por vegetação e após atravessar uma pequena ponte começa a sua escalada para Britelo, onde uma pequena plataforma sem abrigo serviu em outrora como apeadeiro para esta freguesia, que curiosamente é uma das 3 freguesias a que pertence Celorico de Basto (sendo as outras duas Gémeos e Arnoia). É também em Britelo, junto à antiga passagem de nível que encontramos outra casa da via (neste caso de guarda) recuperada e transformada em vivenda privada. A linha procura agora a companhia do seu rio durante mais algum tempo, isolando-se de novo do “mundo humano”. E como o homem a abandonou, a natureza tomou conta dela. Um bom exemplo é a Ponte do Caniço, de difícil acesso onde alguns pinheiros cresceram em cima da ponte, vindos do balastro da via:



Embora o canal da via tivesse ficado praticamente livre de vegetação em 2005 devido a um grande incêndio que deflagrou pelas terras de Basto, 3 anos depois a dificuldade de fazer o troço a pé é cada vez maior e chegar a esta ponte, que possuí uma vista magnífica sobre o Tâmega, onde será a última vez que o iremos ver até Mondim de Basto. Aqui o rio contorna uma pequena colina, enquanto que no fundo vemos algumas casas de Mondim, bem como o Monte Farinha, mais conhecido por Alto da Senhora da Graça. Por entre mato e trincheiras ainda encontramos alguns (embora escassos) objectos de via, tais como este PK que com o passar do tempo não resistiu e caiu do leito da linha.

(CONTINUA)
 
 
FONTE:
http://terminalintermodal.isgreat.org/reportagens/tr.-ferrovi%C3%A1rio/perdida-nas-terras-de-basto.php

Publicação em destaque

A tosse de fumador pode esconder problemas de saúde graves

http://ptjornal.com/a-tosse-de-fumante-pode-esconder-problemas-de-saude-graves-62045