quarta-feira, 31 de outubro de 2012

A verdade que todos já sabiam ou suspeitavam:"Fortes indícios" de corrupção na implementação da TDT

O investigador da Universidade do Minho Sergio Denicoli afirmou, esta terça-feira, que há "fortes indícios" de corrupção na implementação da Televisão Digital Terrestre em Portugal e sublinhou que o processo foi conduzido de forma a "não funcionar". foto Pedro Rocha/Global Imagens "Fortes indcios" de corrupo na implementao da TDT "Houve uma Televisão Digital Terrestre (TDT) planeada muito diferente da que foi implementada. Foram prometidos, por exemplo, muitos canais, mas ficou-se apenas pelos quatro que já existiam no analógico. Isso ocorreu por interferências políticas e económicas, o que nos leva a crer que pode ter havido a captura do regulador pela Portugal Telecom [PT], ou seja, a Anacom teria trabalhado em favor da PT", disse à Lusa o investigador. Sérgio Denicoli defendeu hoje, na Universidade do Minho, a sua tese de Doutoramento em Ciências da Comunicação, especialidade de Sociologia da Comunicação e da Informação, intitulada "A implementação da televisão digital terrestre em Portugal". O investigador sublinhou à Lusa que a PT foi, "de longe, a principal beneficiada" com a TDT, tendo conseguido 715 mil novos clientes para a MEO. "Naturalmente, não interessava à PT que a TDT tivesse muitos canais e a entidade reguladora [Anacom] permitiu isso, beneficiando grupos económicos em detrimento do interesse público", referiu. E acrescentou que, segundo a organização não-governamental Transparência Internacional, esta atuação configura "uma espécie de corrupção, pois utiliza algo público de forma a garantir lucros privados". "Não posso afirmar categoricamente que houve corrupção, pois cabe à Justiça tal constatação, mas posso dizer que há fortes indícios e que é importante que as autoridades competentes façam uma averiguação", acrescentou. O investigador disse que as questões técnicas não foram devidamente explicadas à população, numa estratégia "deliberada ou não" que serviu para "legitimar decisões contrárias ao interesse público", beneficiando sobretudo grupos económicos, cujos laços com o poder político são evidentes". "No caso da Portugal Telecom, que receberia o direito de utilização de frequências da TDT, a ligação era mesmo simbiótica, oficializada por meio de 'golden shares' do Estado na empresa e também através de ações da PT detidas pelo banco público Caixa Geral de Depósitos", afirmou. Segundo Sergio Denicoli, a TDT que existe hoje em Portugal "foi feita para não funcionar, para apresentar falhas, para oferecer poucos canais e serviços interativos limitados, de forma a incentivar a migração da população para serviços de TV por subscrição". O investigador referiu que, somente no período de implementação da TDT (2009 a 2012), a TV paga em Portugal cresceu mais de 32,3%. "E estamos a falar de um período de crise económica. Isso, certamente, deve-se à fraca oferta da TDT. Hoje, o que verificamos é que o sinal da TDT apresenta falhas constantes, devido a erros técnicos que poderiam ser evitados", apontou. Para o investigador, em Portugal, ao contrário do que acontece noutros países da União Europeia, "as autoridades públicas legislaram respondendo primordialmente aos interesses empresariais" e não se preocuparam sistematicamente com a população ou com a inclusão digital. O país "não aproveitou a tecnologia disponível para proporcionar às pessoas uma televisão em sinal aberto de qualidade equiparável aos serviços de TV por subscrição, mesmo havendo plenas condições para tal", considerou. "Os lóbis económicos, que, no caso português, parecem ser intrínsecos aos lóbis políticos, conseguiram fazer com que fosse estabelecido um modelo de TDT de qualidade muito inferior ao apresentado pela maioria dos países da União Europeia e muito aquém do que os operadores de TV paga ofereciam aos seus clientes", criticou. jn.pt
This work is licensed under a Creative Commons license.


















Fantástica Claque do Borussia Dortmund

grandelata.com

Em caso de a equipa estar a perder até é vantajoso:12 contra 11 num jogo de futebol. Poderá acontecer na Noruega

A Federação Norueguesa de Futebol propõe a utilização de um 12º elemento, sempre que uma equipa esteja com uma desvantagem de quatro golos.
É no mínimo original a proposta da Federação Norueguesa de Futebol. Numa perspectiva de equilibrar um jogo de futebol, a FNF quer permitir a utilização de um 12º elemento, por parte das equipas que estejam a perder por uma diferença de quatro golos.
Como resultado prático, jogariam 11 contra 12. A medida não é, como facilmente se conclui, consensual. Henning Berg, antigo internacional norueguês, gostou da ideia, explicando que “não é divertido perder 17-0, mas também não é divertido vencer 17-0″. Berg entende que a regra tornaria os jogos de futebol mais interessantes.
Por outro lado, Kjetil Rekdal, treinador do Aalesund, da I Liga da Noruega, não concorda com a proposta da FNF: “Pode ser positivo ter mais um jogador em campo, mas é negativo punir aqueles que são melhores”. O Aalesund é nono no campeonato e, esta época, caso a regra estivesse em vigor poderia ter utilizado 12 jogadores ao mesmo tempo, em duas ocasiões.
Curiosamente, em 26 jornadas da liga norueguesa verificaram-se 16 resultados em que o desnível foi de quatro golos.

arcodavelha.eu

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Empresário doa 20 milhões de euros à Cáritas

A Cáritas, confederação com 164 organizações de solidariedade social em todo o mundo, acaba de receber um donativo volumoso, de 20 milhões de euros, feito pelo terceiro homem mais rico do mundo, Amancio Ortega, dono do grupo Inditex, que detém lojas como a Zara, Massimo Dutti e Oysho.

O donativo feito pela fundação Ortega destina-se a contribuir para o programa Atenção Básica da Cáritas dando resposta aos crescentes pedidos de pessoas que não têm possibilidades de garantir as suas necessidades básicas.

Alimentação, medicamentos, habitação e material escolar são algumas das áreas onde o dinheiro será aplicado, segundo disse à agência EFE José Luís Pérez Larios, diretor de gestão da Cáritas em Espanha.
Esta doação chega num período crítico em que a organização, que tem 164 associações espalhadas pelo mundo, viu os pedidos de ajuda triplicar, após várias famílias ficarem em condições difíceis.

No ano passado a organização prestou assistência a quase dois milhões de espanhóis, mais 200 mil do que no ano de 2010. Em países do terceiro mundo foram auxiliadas quatro milhões e meio de pessoas, através de projetos de cooperação.

Em Portugal, a Cáritas ou Rede Nacional da Cáritas está presente em 20 cidades através de grupos locais que atuam em proximidade, com a colaboração de profissionais e voluntários.

boasnoticias.pt

Há dias de sorte e nos quais vemos que tudo podia ter acabado mal:Para bem destas pessoas, a morte tirou férias naquele dia!

grandelata.com

Emagrecer sem sair do sofá:Ver filmes de terror emagrece!

Quer queimar calorias? Veja muitos filmes de terror! Quem o diz são os cientistas da Universidade de Westminster, em Londres.
Analisando os batimentos cardíacos e o volume de oxigénio que entra no corpo e de dióxido de carbono de sai, os cientistas concluíram que assistir a um filme assustador pode fazer a pessoa perder as calorias contidas numa pequena barra de chocolate!
O sentimento de medo, que provoca a libertação de adrenalina e aumenta o ritmo do metabolismo, pode queimar 113 calorias em 90 minutos – o mesmo de uma caminhada de 30 minutos.
O estudo elegeu o filme com maior potencial emagrecedor: “Shining“, protagonizado por Jack Nicholson, em 1980.
“A adrenalina é conhecida por diminuir o apetite, aumentar o ritmo do metabolismo e queimar calorias”, disse Richard Mackenzie, um dos envolvidos na pesquisa, de acordo com o “Daily Mirror”.
Vamos ao ranking do terror emagrecedor:
1 – “Shining” – 184 calorias
2 – “Tubarão” – 161
3 – “O exorcista” – 158
4 – “Alien, o 8º Passageiro” – 152
5 – “Saw — Enigma Mortal” – 133
6 – “Pesadelo em Elm Street” – 118
7 – “Atividade paranormal” – 111
8 – “O Projeto Blair Witchr” – 105
9 – “Massacre no Texas” – 107
10 – “[Rec]” – 101

arcodavelha.eu

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Labirinto para gato visto por três milhões no YouTube (COM VÍDEO)

Um gato chamado 'Rufus' teve direito a um presente memorável do seu dono, Billy Browne, que documentou num vídeo, visto por mais de três milhões de pessoas no YouTube, como planeou e construiu um enorme labirinto que desde então faz as delícias do felino.
Nos pouco mais de cinco minutos de duração do vídeo, o australiano Billy Browne mostra como arquitectou uma enorme estrutura, edificada com dezenas de caixotes de cartão engenhosamente interligadas em prol da diversão de 'Rufus'.
"É Um presente para o meu gato 'Rufus'. Ele começou a afastar-se de mim porque lhe punha pingos nos ouvidos para combater uma infecção. Fugia quando eu voltava do trabalho! Agora que tem as orelhas melhores, quis demonstrar-lhe a minha gratidão por ter suportado a minha tortura", escreveu o australiano.
O amor pelo gato é tão imenso que Billy chegou a criar uma página de Facebook para 'Rufus', que ameaça tornar-se um dos gatos mais populares nas redes sociais.
 
cmjornal.xl.pt

A relação dificil entre Cavalo e homem bebado

grandelata.com

Argumento para evitar de pagar multa de trânsito:Russo alega o ‘fim do mundo’ para não pagar multa de trânsito

Um morador da região de Kemerovo (na Rússia) recusa-se a pagar uma multa de cerca de 25€ por uma infração de trânsito que acarretou um acidente sem gravidade.
O russo justifica o calote de uma forma inusitada: por causa da proximidade do fim do mundo, o pagamento da multa não faz o menor sentido!
Ele enviou ao organismo que tutela as infrações de trânsito uma justificativa de 10 páginas. Pelos cálculos do motorista (de inspiração maia?), o mundo vai acabar no fim deste ano. Então para que pagar uma multa?
Todos os dias, o russo visita as autoridades locais para fazer uma atualização das suas previsões apocalípticas, mostrando desenhos e gráficos.
“O devedor acha que as pessoas têm que ser mais generosas umas com as outras, para que o apocalipse não ocorra”, disse Irina Felzinger, oficial de Justiça de Kemerovo, ao “Moscow Times”.
Segundo uma suposta previsão dos maias, o mundo acabará em 21 de dezembro.

arcodavelha.eu

sábado, 27 de outubro de 2012

Ex-jogador da Liga portuguesa marca auto-golo para a história

 
Giourkas Seitaridis, jogador que passou pelo FC Porto em 2004/05, actualmente no Panathinaikos, dificilmente esquecerá a tarde do último dia 25 de Outubro. Tudo porque o autogolo que marcou, no jogo diante da Lazio, promete correr o mundo, tal foi a forma caricata como o defensor o marcou.
A Lázio entrou com vontade de resolver o jogo cedo e sufocou o Panathinaikos até conseguir inaugurar o marcador. Os italianos adiantaram-se no resultado, ao minuto 25, através de um auto-golo de... Seitaridis. Veja
 
gmtv.pt

Combustíveis: Nova descida:gasolina 5cêntimos e gasóleo 2cêntimos

Os preços dos combustíveis vão voltar a cair na próxima semana: menos cinco cêntimos na gasolina e menos dois cêntimos no gasóleo. O preço médio do gasóleo deverá descer para 1,455 €/litro e a gasolina ficará nos 1,582. Em duas semanas, a gasolina acumula dez cêntimos de descida.

cmjornal.xl.pt

Ventos de 112 km/h levantam boeing 747 estacionado

grandelata.com

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Professora bateu mais de cem vezes em crianças durante 30 minutos

Foram mais de 100 as agressões, entre bofetadas e pontapés, que uma professora infligiu a crianças de 5 e 7 anos, num infantário ilegal, situado no Norte da China. A educadora foi detida e o estabelecimento encerrado. Veja o vídeo (as imagens podem chocar os leitores mais sensíveis).

As imagens das agressões foram capturadas por uma câmara colocada no interior de uma sala do jardim de infância Blue Sky, em Taiyuan, na província chinesa de Shanxi, no Norte do país.
Nas imagens, vê-se a professora, Li Zhuqing, agredir uma criança de 5 anos, a quem causou, alegadamente, lesões nos olhos, avança a Imprensa local, e mais três crianças de 7 anos.
O pai de da menina que ficou com lesões oculares disse ao jornal "China Daily" que Li Zhuqing "além de bofetadas, deu pontapés com força". Agora, o encarregado de educação exige uma indemnização de mais de 60 mil euros. "Ela não devia ser professora. É um monstro", classificou.
A educadora agrediu a criança depois de a menina lhe dizer que não sabia qual era o resultado da soma de dez mais um. Quando chegou a casa, com a cara inchada e hematomas, o pai exigiu ver as imagens das aulas e o caso foi denunciado.
Entretanto, a polícia deteve a professora e encerrou a escola, que funcionava sem licença. A Blue Sky acolhia um total de 43 crianças que foram reencaminhadas para outros infantários.

O caso levou as autoridades a avançar com uma inspeção mais profunda sobre os infantários locais e foram descobertos cerca de 200 a funcionar ilegalmente.

jn.pt




Virgindade de brasileira leiloada por 600 mil euros

A virgindade da brasileira Catarina Migliorini, de 20 anos, que estava a ser leiloada na internet, foi esta quarta-feira arrematada por 780 mil dólares (601 mil euros), oferecidos por um japonês.
A "experiência" de Catarina faz parte de um projeto intitulado "Virgins Wanted", do australiano Justin Sisely. No documentário, Sisely afirmou pretender mostrar a "transformação" da primeira vez na vida dos jovens.
Além da brasileira, também faz parte do projecto o russo Alexander Stepanov, cuja virgindade foi vendida por três mil dólares (2.300 euros), num lance feito por um comprador não identificado, no Brasil.
De acordo com o regulamento, a cena do acto não será filmada, apenas os preparativos e depoimentos dos participantes, antes e após a experiência.
Em entrevistas à imprensa brasileira, Catarina disse ser "responsável pelo próprio corpo" e não ver qualquer problema com a sua decisão, já que "não está a prejudicar ninguém".
A primeira vez dos jovens deverá ocorrer dentro de um avião, daqui a dez dias. O documentário ainda não tem data de estreia.
O leilão começou a 15 de Setembro e hoje, último dia, cinco propostas foram feitas por um australiano, um indiano e três americanos.
Na página online onde decorreu o leilão, uma foto de Catarina aparece coberta com uma faixa vermelha a dizer "Sold" [vendida, em inglês]. O comprador é identificado apenas por "Natsu".
 
cmjornal.xl.pt

Coveiros criam um novo desporto macabro,intitulado"tiro ás caveiras"

Quando recebeu uma chamada anónima, em Janeiro deste ano, a contar-lhe a "situação macabra", Guilherme Dias, presidente da Junta de Belas, Sintra, ficou sem reacção. "Nem queria acreditar", disse ao CM. Quatro coveiros – funcionários da Junta – munidos de espingardas de pressão de ar, atiravam sobre caveiras depositadas em valas comuns do cemitério de Belas.
Só um se mantém como funcionário do local, depois de terem sido indiciados por crimes como profanação de cadáver, cometidos há cerca de dois anos. O processo corre no Tribunal de Sintra.
"Recebi a denúncia anónima de alguém que até me disse que ainda lá estavam as armas. Confirmei a situação e levei-as à PSP. No dia seguinte foi lá a Polícia Científica", conta o presidente da Junta. Por pura diversão e sempre após o almoço, os quatro funcionários, entre os 30 e os 40 anos, juntavam-se numa das duas valas comuns do cemitério – espaço subterrâneo onde são depositadas ossadas que as famílias não querem após o levantamento – e disparavam durante vários minutos. "Achamos que isto durou muito tempo".
Os coveiros foram identificados, mas nenhum confessou. Dois já não se encontram a trabalhar para a junta – um deles foi dispensado e o outro saiu após a queixa do presidente. Os restantes suspeitos continuam ao serviço: um é coveiro no cemitério; o outro é jardineiro na freguesia.
Segundo contou ao CM Rui Santos, actual chefe dos coveiros, o funcionário suspeito que lá permanece "nunca falou sobre o assunto". Apesar de o caso ser desconhecido para a maioria da população de Belas, os problemas com os quatro funcionários já vêm de longe. "Cobravam às pessoas dinheiro a mais, à revelia da Junta. Por exemplo, por um balde de terra nova pediam 20 euros para eles; por mudar uma lápide eram 50 euros", contou ontem ao CM uma florista da zona.
 
cmjornal.xl.pt

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Homem chegou a casa e deu com o seu próprio velório

Um homem chegou a casa e deparou-se, no domingo à noite, com o seu próprio velório, na cidade de Alagoinhas, a cerca de 100 quilómetros de Salvador, no Brasil. Houve desmaios, claro, mas ficou logo esclarecido que tinha havido confusão, devido à sua semelhança com o homem realmente morto.
É fácil de perceber por que motivo os familiares de Gilberto Araújo, de 41 anos, lavador de automóveis de profissão, o confundiram com outro morador na cidade. É que Gilberto, apesar de viver em Lagoinhas, passa muito tempo fora da casa onde vive com a mãe. Dizem os familiares que só de ano a ano aparece em casa.
Por essa razão, os familiares enganaram-se quando, no domingo de manhã, acorreram ao Departamento da Polícia Técnica para reconhecer um corpo e tomaram-no - dada a semelhança - como sendo o de Gilberto.
Trouxeram-no para casa, encomendaram o caixão e, no domingo à noite, receberam amigos e familiares para o velório.
Gilberto veio a descobrir o que se passava quando telefonou para um amigo que - claro - estava no velório. O amigo ficou incrédulo e disse que só podia ser brincadeira porque estava justamente no seu velório.
Então, Gilberto correu a casa para confirmar a notícia."Foi um susto. As meninas caíram, desmaiaram, Teve gente correndo. A rua encheu de moto, de carro, de tudo", disse ao jornal "O Globo" a vendedora Maria Menezes.
"Eu fiquei muito alegre, porque qual é a mãe que tem um filho que dizem que está morto e depois aparece vivo?", disse a mãe de Gilberto, Marina Santana, ao referido diário.

jn.pt

Quando os membros de uma banda se entusiasmam as coisas podem correr mal(de rir)


Para manter a diversidade e qualidade de serviço de tv:Governo recua e mantém RTP2

Governo recua e mantém RTP2
© RTP
Independentemente do que vier a ser decidido para o futuro da televisão pública (concessão ou privatização), o governo vai manter a RTP2 tal como está embora com orçamento reduzido. Segundo apurou a Antena 1, ao contrário do que tinha sido avançado pelo consultor António Borges, o futuro do segundo canal não passa pelo fecho.

Certo é que a estação terá de operar com menos dinheiro em 2013. Esta é a primeira decisão conhecida depois da entrada em funções do novo conselho de administração, presidido por Alberto da Ponte, embora careça de confirmação oficial da tutela.

Na solução que tinha sido avançada publicamente por António Borges, consultor do governo, e que foi depois considerada apenas uma das hipóteses possíveis, a RTP2 seria encerrada e a RTP1 concessionada a um privado, com o respectivo contrato de serviço público e um cheque de cerca de 140 milhões de euros do Estado ( correspondente à taxa do audiovisual que os portugueses pagam).
O Governo comprometeu-se a anunciar uma decisão sobre a privatização/concessão da RTP até ao final do primeiro trimestre do próximo ano.

boasnoticias.pt

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Jovem quase morre a praticar parkour(com video,que pode ser muito violento para pessoas sensiveis)

Mário Crespo vs Valentim Loureiro(de rir)

grandelata.com

Todos os prémios deviam sair a quem precisa:EUA: Sem-abrigo ganha 200 mil dólares em raspadinha

EUA: Sem-abrigo ganha 200 mil dólares em raspadinha
Veja no link abaixo uma breve reportagem sobre este prémio conquistado por um sem-abrigo dos EUA
Esta notícia tem conteúdo multimédia, clique aqui para visualizar
Para um sem-abrigo da cidade de Greenville, na Carolina do Sul (EUA), a última sexta-feira foi um dia de sorte. Depois de ter comprado uma raspadinha por 10 dólares (7.67 euros), o homem ganhou um prémio de 200 mil dólares (cerca de 153 mil euros).
Segundo a imprensa norte-americana, o sem-abrigo contou aos funcionários da lotaria que, quando raspou o bilhete, nem queria acreditar no que lhe tinha acontecido e começou a gritar e a saltar de contentamento.
Antes de viver nas ruas, este homem (que não se quis identificar) trabalhava na construção civil, mas quando as coisas se complicaram ficou sem trabalho e teve de recorrer a um abrigo da Misericórdia local.
O homem explicou ao jornal Greenville Online que, com o prémio, pretende recuperar a sua vida e usar o dinheiro para arranjar uma casa e ajudar a sua família.
 
 
boasnoticias.pt

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Proteger o que é nosso não é crime:Menina de doze anos dá tiro a ladrão que lhe entrou em casa

Num momento de tensão, a jovem Kendra St. Clair, de doze anos, decidiu agir: sozinha em casa, ao ver um ladrão a entrar-lhe pela residência adentro, a adolescente pegou na arma de família e disparou sobre o gatuno, que imediatamente ficou imobilizado.
O caso aconteceu esta semana, em Oklahoma (EUA), quando o criminoso, Stacey Jones, 32 anos, rebentou com a porta da vivenda da família St. Clair.

Nesse instante, de acordo com a polícia, a menina contactou a sua mãe por telefone, que lhe deu as instruções sobre como devia agir, incluindo, esconder-se no guarda-roupa com a arma e ligar para a polícia.

“Quando estava de volta (ao guarda-roupa) ao telefone com o ‘911’ (número americano equivalente ao ‘112’), ouvi a luz da casa-de-banho a ser ligada que dava até ao armário. Quando vi a porta deste a abrir-se, disparei”, descreveu a adolescente, citada pelo ‘Daily Mail’.

Foi o que Kendra fez. As autoridades concluíram que o tiro foi em legítima defesa e, ao chegarem ao local, encaminharam o ladrão para o hospital e, daí, para a prisão de Bryan County, onde se encontra desde este sábado.

Stacey Jones enfrenta agora uma acusação de roubo em primeiro grau, arriscando-se a uma pena que pode ir até aos 20 anos de prisão.

cmjornal.xl.pt

Recordação do comboio a vapor/linha do tâmega


ACIDENTES (TEM CADA BATIDA !!!!!!!)


sábado, 20 de outubro de 2012

"Está para cair um santo do altar"(como diz o povo).

Combustíveis deverão ter maior descida do ano
Os preços dos combustíveis deverão registar a maior descida deste ano na próxima semana. De acordo com a Associação Portuguesa das Empresas Petrolíferas (APETRO), a correção acentuada das cotações dos combustíveis nos mercados internacionais deverá levar a uma queda de cerca de cinco cêntimos por litro na gasolina e de dois no gasóleo.
Em declarações à TVI, o secretário-geral da APETRO, António Comprido, confirmou que "olhando para a evolução das cotações até ontem", os indícios são de que "poderá haver uma descida significativa". Segundo o responsável, "tudo indica que, se não for a maior [descida] do ano, será uma das maiores".
A gasolina deverá cair 7,18%, com a cotação média a recuar mais de 60 euros para apenas 790 euros, um valor inferior até ao do diesel. O preço do gasóleo também deverá baixar, mas de forma menos notória.

No primeiro caso, o litro, que está atualmente nos 1,729 euros (valor de referência), deverá cair mais de cinco cêntimos a partir de segunda-feira, ao passo que, no segundo caso, a diminuição rondará os dois.
 
boasnoticias.pt

Um exemplo a ser seguido:Islândia: Desemprego cai de 12% para 5% em 2 anos

Islândia: Desemprego cai de 12% para 5% em 2 anos
Depois de em 2008 a Islândia ter entrado em bancarrota devido ao colapso do sistema bancário nacional, o país volta a reerguer-se. Em apenas dois anos, a taxa de desemprego no país nórdico desceu de 12% para 5%, confirmando-o como um caso de sucesso.
De acordo com os dados conhecidos, esta sexta-feira, através do gabinete de estatísticas deste país, existem na Islândia mais de 180.770 pessoas que fazem parte da população ativa, das quais 171.700 trabalham e apenas 9.000 se encontram desempregadas, no momento.
Desta forma, a cotação da Islândia na agência financeira, Standard & Poor`s (S&P), é de BBB-, melhor que a de Portugal e Espanha, sendo considerada pela agência uma economia “próspera e flexível”, com boas políticas que incentivam a criação de emprego e o crescimento económico sustentável.
A S&P também acrescenta que “o rápido ajustamento a seguir à crise, tanto orçamental como da balança externa, permitiu à Islândia completar o programa do FMI e recuperar o acesso aos mercados”.

FMI considera Islândia um exemplo a seguir
Recentemente, a chefe da missão do FMI na Islândia, Daria Zahkarova, disse ao Bloomberg que este país era um “exemplo a seguir” e que a Islândia tinha “uma perspetiva muito positiva de crescimento, especialmente para este ano e para o próximo”.
O compromisso do país em cumprir com o programa de ajuda estabelecido por esta instituição financeira internacional e a escolha em responsabilizar as organizações credoras em detrimento de medidas de austeridade aplicadas aos cidadãos conduziram a uma recuperação forte e sustentável da economia.
“O facto de a Islândia ter conseguido manter um sistema de bem-estar social face a uma consolidação fiscal muito significativa é um dos maiores feitos do governo da Islândia", concluiu a chefe de missão
 
boasnoticias.pt

Uma pessoa de certa forma confusa que diz:"Estou constantemente a ser raptado por extraterrestres"

grandelata.com

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Saber gerir é isto:Lucros do bar e papelaria pagam refeições de alunos

Lucros do bar e papelaria pagam refeições de alunos
Há escolas portuguesas que estão a utilizar os lucros obtidos no bar ou papelaria ou através do aluguer de pavilhões para prestar apoio ao número crescente de crianças e jovens carenciados que ainda não está abrangido pelo Apoio Social Escolar (ASE).
Muitas destas crianças e jovens pertenciam a famílias de classe média que, de forma repentina, perderam os empregos, fazendo com que, diariamente, professores e funcionários dos estabelecimentos de ensino nacionais descubram novos casos de alunos com dificuldades, que tentam ajudar com a oferta de refeições quentes, lanches e manuais escolares.
Um dos exemplos chega da Escola Secundária de Palmela, onde, escreve a agência Lusa, os funcionários detetaram, em apenas um mês, cerca de 10 alunos que precisam de ajuda mas não dispõem de ASE, visto que as últimas declarações que entregaram ainda dizem respeito à situação vivida pelos encarregados de educação há dois anos.
Para ajudar estes jovens, revela um dos funcionários dos serviços de ação social daquela escola, a direção passou a usar parte dos lucros do bar e da papelaria para pagar os lanches durante os dias de semana.
Outros caso idênticos estão a verificar-se no agrupamento de Escolas nº 2 de Portalegre e na Escola Secundário Gago Coutinho, em Alverca do Ribatejo, onde as crianças a necessitar de apoio são cada vez mais.
Nestas instituições, os responsáveis têm-se empenhado em garantir "pelo menos uma refeição quente e um reforço a meio da manhã e a meio da tarde", dando resposta aos pedidos de auxílio com recurso a verbas próprias angariadas, entre outros meios, com o aluguer de pavilhões.
 
 
boasnoticias.pt

Decididamente ela ficouassustada:Levou com o ramo na testa! Já não casa

grandelata.com

Grandes malucos:Casal faz sexo sobre mesa de restaurante cheio

O clima no Paddy Murphy’s Irish Pub & Restaurant, em Orlando (Flórida, EUA), aqueceu entre Jeremie Calo e Tiffani Lynn Barganier. De carícias bem comportadas, a coisa evoluiu rapidamente e os dois passaram à ação, ou seja, a fazer sexo sobre uma mesa do restaurante, que estava cheio – incluindo crianças.
A polícia foi chamada, mas, como nenhum cliente quis apresentar queixa formal, os dois não puderam ser indiciados por atentado ao pudor, de acordo com o site “Click Orlando”.
Se pelo sexo não teve consequências, Jeremie complicou a sua vida porque brigou com o gerente e recusou-se a pagar a conta de 101 dólares (77€). Foi levado para uma esquadra e depois, libertado. Ele e Tiffani estão proibidos de aparecer no restaurante durante um ano.

arcodavelha.eu

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Um exemplo a seguir pelos politicos Portugueses.Holanda: Políticos vão de bicicleta para o trabalho

Holanda: Políticos vão de bicicleta para o trabalho
Primeiro-ministro Mark Rutte (esquerda) e líder parlamentar Stef Blok chegam ao Catshuis, a residência oficial do primeiro-ministro, de bicicleta © AFP
Milhares de internautas portugueses estão a partilhar, nas redes sociais, fotografias do primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, e de outros políticos daquele país a usar a bicicleta como meio de transporte. Estas imagens ganham especial significado, em Portugal, após as alegadas declarações de um deputado do PS que ridicularizou a ideia de um membro do parlamento andar com carros de marcas “menores”.
Não se sabe ao certo qual terá sido a frase de Francisco Assis, uma vez que foi feita em reunião da bancada parlamentar do PS durante uma conversa sobre a polémica renovação da frota automóvel socialista com carros de alta cilindrada, mas é certo que o deputado ridicularizou a ideia dos membros do parlamento circularem em carros de modelos e cilindradas inferiores, como por exemplo um Renault Clio.
Mas se em Portugal os governantes têm vergonha de circular pelo asfalto em veículos modestos, exigindo marcas famosas e caras como a Audi, a BMW ou a Volkswagen, já na Holanda os políticos parecem não ter estas inseguranças.
Sem qualquer pudor, e até mesmo com um certo orgulho, o primeiro-ministro holandês circula, com frequência, de bicicleta no seu dia-a-dia como o provam as fotografias que estão a ser partilhadas nas redes sociais e que foram obtidas pela agência de notícias AFP durante as negociações que decorreram, em Maio e Abril, no parlamento holandês, para discutir a aprovação de cortes orçamentais.

Embora seja apontado por alguns críticos como um comportamento algo demagógico, que terá sobretudo a intenção de conquistar a simpatia do eleitorado, as pedaladas de Mark Rutte - do Partido pela Liberdade e Democracia e que lidera um governo de coligação - não deixam de servir como um bom exemplo.
Petição para ver Assis a andar de Clio
De acordo com informação divulgada nos últimos dias pela imprensa portuguesa, o grupo parlamentar do Partido Socialista (PS) comprou quatro carros novos para renovar a sua frota, com dinheiro proveniente do Orçamento da Assembleia da República, tendo adquirido um Audi e três Volkswagen num valor que rondou os 210 mil euros.
Aproveitando a declaração infeliz de Francisco Assis, a Renault Portugal criou uma campanha de marketing irreverente lançando, na semana passada, uma petição informal, na sua página de Facebook, intitulada "Francisco Assis de Clio". “Se quer ver o deputado a andar no novo Clio, escreva o comentário Eu quero ver o Francisco Assis a andar de Renault Clio! e partilhe esta petição com os seus amigos”, lê-se no texto.
Em poucos dias, a página já tinha sido partilhado por mais de 10 mil pessoas e tinha mais de 7 mil comentários onde os portugueses puderam desabafar expondo as suas críticas, como por exemplo ao facto de, neste contexto de crise, os portugueses terem de pagar as frotas automóveis dos deputados que não são membros do governo.
Andar de bicicleta pode ser demasiado duro para os nossos políticos, tendo em conta os declives acidentados das ruas de Lisboa, mas talvez - sobretudo neste contexto de dura austeridade que afeta de forma dramática a vida das famílias - pudessem dar um exemplo, optando por cortar as suas próprias despesas, pelo menos em assuntos tão insignificantes para o futuro do país como a frota automóvel de um grupo parlamentar.

boasnoticias.pt

Bombeiro impede suicídio de jovem de 16 anos

grandelata.com

Aterragem assustadora no Aeroporto de Bilbau

grandelata.com

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Vegetarianos vivem mais tempo, conclui estudo(com a falta de guito para comprar carne é no que nos vamos tornar,ainda bem!

Vegetarianos vivem mais tempo, conclui estudo
Os vegetarianos vivem mais tempo do que os que seguem uma dieta "carnívora". Esta é a conclusão de um estudo sobre saúde desenvolvido pela faculdade de Saúde Pública da Universidade de Loma Linda, na Califórnia, EUA, através da análise, ao longo de várias décadas, de milhares de fiéis da Igreja Adventista do Sétimo Dia, que encoraja os seus seguidores a adotar o vegetarianismo, desaprovando as bebidas alcoólicas, o tabaco e a utilização de drogas.
O estudo, denominado "Adventist Health Study", deu início ao acompanhamento de mais de 96.000 pessoas dos EUA e do Canadá no final de 1950 e indica que limitar o consumo de carne pode fornecer proteção contra doenças crónicas que tendem a encurtar o tempo de vida, nomeadamente o cancro, e reduzir a incidência de problemas cardiovasculares.
De acordo com a Examiner, os dados mais recentes da investigação mostram que os homens adventistas vegetarianos cujos casos foram estudados vivem, em média, 83,3 anos - mais 9,5 anos do que os que consomem carne. Já as mulheres vegetarianas vivem, em média, 85,7 anos (mais 6,1 do que as que não são vegetarianas). Além disso, acrescentam os investigadores, há vários outros benefícios resultantes das dietas vegetarianas.
Segundo a equipa da Universidade de Loma Linda, os que consomem, essencialmente, alimentos como vegetais, frutos secos e frescos e grães têm um menor risco de sofrer de doenças de coração, uma das principais causas de morte a nível mundial.

Proteção contra o cancro e a diabetes

Adicionalmente, as dietas vegetarianas podem dar uma ajuda na proteção contra o cancro, em particular o cancro do pulmão, da mama e o cancro colorretal, uma vez que os "bons" nutrientes e os antioxidantes encontrados nos legumes contribuem para reduzir a inflamação que pode conduzir ao desenvolvimento da doença.
Este tipo de dieta pode também diminuir o risco de diabetes tipo 2, já que os vegetarianos e os "veganos", que seguem um regime ainda mais restrito, são menos resistentes à insulina do que os carnívoros, e o risco de obesidade, já que, especialmente os que se alimentam de acordo com os ideais "veganos", são, em média, 13kg mais leves que os "carnívoros".
Os responsáveis pelo estudo em questão salientam, no entanto, que não é necessário ser vegetariano ou "vegano" para desfrutar destes benefícios. Segundo a equipa, as pessoas que consomem peixe e os "semi-vegetarianos", que consomem produtos animais, por exemplo, apenas uma vez por semana, também têm uma proteção "intermédia" contra as doenças associadas a estilos de vida pouco saudáveis.
Clique AQUI para aceder à página do "Adventist Health Study".
 
boasnoticias.pt

Mesmo após levar dois tiros, cão salvou dono

grandelata.com

Striptease em funerais? Sim, em Taiwan

Muitos acendem uma vela e fazem uma oração. Em Taiwan, as pessoas vão muito além para velar os mortos. Dançarinas de striptease costumam ser contratadas para “dançar” em homenagem ao falecidos.
Com as suas roupas sexy e mínimas, elas apresentam-se diante de adultos, idosos e crianças. Tudo em clima “respeitoso”.
De acordo com reportagem da AFP, a presença de dançarinas eróticas em festivais religiosos está a torna-se cada vez mais comum no país oriental. As mulheres exibem os seus corpos para, entre outras coisas, acalmar as almas penadas.
Em 2011, o antropólogo Marc L. Moskowitz fez um documentário sobre a prática, sob o título de “Dancing for the Dead: Funeral Strippers in Taiwan”.

arcodavelha.eu

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Motorista de autocarro agride passageira e atira-a porta fora

A vida de motorista de autocarro não será fácil e a paciência de Artis Hughes, motorista do sistema de transportes de Cleveland, nos EUA, foi testada até o limite. Após uma acesa discussão com uma passageira que se teria esquecido do passe, Artis levantou-se, deu um murro a Shidea N. Lane e atirou-a para fora do autocarro. Veja o vídeo
Não se sabe como começou, mas a discussão entre o motorista foi gravada em vídeo por outro passageiro, durante uma viagem no mês passado. Durante cerca de três minutos, Shidea berra e gesticula com o motorista, alegadamente por este não a ter deixado entrar no autocarro sem pagar, já que garantia ter-se esquecido do passe em casa.

A troca de insultos e ameaças continuou até que o motorista se cansou da situação e resolveu terminar a discussão de forma violenta. Ainda antes de agredir a passageira, Artis anunciou: "Ela quer ser um homem, vou tratar-te como homem". Após esta frase, o homem levantou-se, deu um murro à passageira e atirou-a pela porta fora sob protesto dos outros clientes que se encontravam no autocarro.

Artis Hughes foi suspenso pela empresa de transportes de Cleveland e o caso está agora a ser investigado.

jn.pt

Molina imita higuita e marca golo à escorpião

grandelata.com

Melhores gaffes da TV Portuguesa

grandelata.com

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Salto em queda livre ultrapassou velocidade do som

O paraquedista austríaco Felix Baumgartner tornou-se, este domingo, o primeiro homem ultrapassar a barreira do som, numa queda livre de 39.068 metros. Dos quatro recordes que pretendia bater, só não conseguiu alcançar um. Por poucos segundos.

foto Stefan Aufschnaiter/REUTERS
Salto em queda livre ultrapassou velocidade do som
Paraquedista austríaco Felix Baumgartner
Felix Baumgartner, de 43 anos, conseguiu o feito à quarta tentativa na missão "Red Bull Stratos", devido a condições meteorológicas desfavoráveis nas anteriores datas previstas.
O austríaco preparava este salto há já cinco anos, procurando bater quatro recordes mundiais de uma só vez, como o do salto mais alto e mais rápido do mundo que permitirá ultrapassar a barreira do som.
O recorde de salto em queda livre pertencia a um antigo militar norte-americano, Joe Kittinger, por, em 1960, ter saltado a partir de um balão de hélio de uma altura de 36576 metros. Agora, Kittinger, com 83 anos, integra a equipa da "Red Bull Stratos" que apoia Félix Baumgartner.
foto Joerg Mitter/RED BULL/AFP
Salto em queda livre ultrapassou velocidade do som
Austríaco celebra sucesso do salto a mais de 39 mil metros
O paraquedista saltou em queda livre a 39068 metros de altitude. "Foi mais difícil do que esperávamos", disse na primeira entrevista à televisão austríaca Servus após o bem sucedido salto.
O grande risco que o austríaco enfrentava era poder vir a perder o controlo e começar a girar sobre si mesmo, o que poderia fazer com que perdesse os sentidos. "Durante alguns segundos pensei que ia perder os sentidos", acrescentou, devido à velocidade da queda a 1173 quilómetros por hora, que alcançou em 40 segundos.
Os cálculos da missão indicam que terá sido nestes primeiros 40 segundo de queda livre que foi ultrapassada a velocidade do som.

Baumgartner conseguiu assim bater três dos quatro recordes a que se propôs: ultrapassar a velocidade do som sem apoio mecânico; realizar o maior salto de pára-quedas e subir até ao ponto mais afastado da Terra. Apenas não conseguiu realizar o maior tempo em queda livre. O austríaco esteve em queda livre durante quatro minutos e 19 segundos e o recorde anterior era de quatro minutos e 36 segundos.

jn.pt

Condutor pára para tirar satisfações com outro e é intimidado com arma de fogo


Na Suiça, as vacas podem “enviar” SMS quando querem touro!

Um inovador sistema funciona na Suiça e permite, através de um sensor, que as vacas leiteiras enviem aos seus donos um SMS a avisar que estão no cio. Deste modo, os proprietários podem atuar, ou seja, podem “chegar-lhe” os touros com o objectivo de facilitar a reprodução, pois nesta espécie de vacas o cio não acontece com muita frequência.
Os inventores do sistema explicam que para garantir que este funcione bem deve colocar-se o sensor nos genitais da vaca, com o objetivo de medir a temperatura corporal. Este dado é então transmitido a outro sensor, colocado no pescoço, que deteta o movimento corporal. Cruzados os dados (temperatura alta e movimento), e uma vez que as vacas leiteiras se movimentam mais na altura do cio, o sistema envia uma mensagem ao proprietário. Esta mensagem pode, por escolha do proprietário, chegar em vários idiomas: alemão, francês, italiano, inglês o espanhol.
Um dos ideólogos do sistema, o engenheiro Claude Brielmann, explicou que o índice de acerto do sistema ronda os 90%. Cada vaca dispõe então de um dispositivo que contém um cartão SIM (como o dos telemóveis) que envia a mensagem e serve ainda para que o proprietário possa pagar tal envio.


arcodavelha.eu

domingo, 14 de outubro de 2012

Carrinho de bebé motorizado atinge 80 km/hora.

Um jovem pai decidiu criar um carrinho de bebé motorizado para evitar o cansaço de o empurrar. Não satisfeito com o trabalho tornou-o no que será provavelmente o mais rápido carrinho jamais construído...
foto DR
Carrinho de bebé motorizado atinge 80 km/hora
O canalizador Colin Furze decidiu instalar um motor no carrinho de bebé feito com metal prateado permitindo-lhe atingir a fabulosa velocidade de 80 km/hora.
Apesar disso, este extremoso pai britânico de 33 anos convertido à tecnologia reconhece que o carro tem potência a mais para andar com o seu filho Jake.
O trabalho de conversão do carrinho durou quatro semanas e custou cerca de 550 euros, através da instalação de um motor de 125 cc escondido junto das rodas. Colin Furze instalou ainda um sistema de acelerador, travão e mudanças.
Após os primeiros testes de condução, o dedicado pai reconhece alguma dificuldade de controlo do veículo recompensado pelos "inúmeros olhares de inveja de mães e pais, especialmente quando estão a empurrar os seus carrinhos em subidas".
Colin Furze tem esperança de um dia levar o seu filho Jake para um passeio completo mas admite que não sabe ainda se a mãe ficará muito feliz com a ideia.


jn.pt

Estudantes indonésios jogam futebol descalços e com bola de fogo.

grandelata.com

Equipa perde jogo a 0.6 segundos do fim.

grandelata.com

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Ganha três mil por mês e pais ajudam!


Paulo Campos garante que precisa de ajuda dos pais para pagar as suas despesas mensais; mas como deputado do Partido Socialista ganha 3605 euros por mês, aproximadamente 57 500 euros anuais.
Além do salário, o ex-governante conta ainda com 23,05 euros diários de ajudas de custo - ou seja, no mínimo 600 euros todos os meses -, a que tem direito como parlamentar, uma vez que vive em Cascais.
Campos vive numa moradia milionária na Costa da Guia, com um valor aproximado de 1,4 milhões de euros. Apesar disso, em entrevista à SIC Notícias, o deputado socialista, de 47 anos, afirmou na quarta-feira que vive com a ajuda financeira dos pais.
Ao CM, Paulo Campos recusou-se a responder a qualquer pergunta sobre os seus rendimentos. A moradia em Cascais, onde vive, terá sido comprada antes de ser secretário de Estado das Obras Públicas nos governos de José Sócrates, quando ainda era administrador de empresas.
O deputado do PS, envolvido no escândalo das
 
Parcerias Público-Privadas, foi presidente do conselho de administração da Aquapor Serviços, SA, e do Grupo Águas de Portugal, entre 1997 e 2002. Manteve-se na área das águas até ser nomeado secretário de Estado das Obras Públicas em 2005.
Ainda que tenha afirmado à SIC Notícias não dispor neste momento de outros rendimentos que não sejam os que recebe da política - e, por isso, precise da ajuda de seus pais -, a declaração que entregou ao Tribunal Constitucional em 2010, a que o CM teve acesso, dava conta de valores acima dos 80 mil euros, com 19 mil euros na sua conta à ordem e mais 6500 euros numa conta poupança.
FILHO "ATLETA" ESTÁ A ESTUDAR NA CALIFÓRNIA
Filho do militante histórico do PS, António Campos, o deputado Paulo Campos referiu na entrevista de quarta-feira à SIC Notícias que o seu próprio filho apenas estuda numa universidade no estrangeiro por ser um "atleta" - e, por isso, ter direito a uma bolsa especial. Das suas declarações, depreendeu-se que, apesar da bolsa, o facto de um dos filhos estar numa universidade na Califórnia é uma das suas fontes de despesa.
Questionado sobre os seus rendimentos pelo jornalista da SIC, José Gomes Ferreira, Paulo Campos afirmou: "Tenho 47 anos e neste momento sou apoiado pelos meus pais". E explicou a razão: "Para dar uma boa educação aos meus filhos, tenho de o fazer."
 
moradia de Paulo Campos situada na Costa da Guia, em Cascais, vale mais de 1 milhão
 
cmjornal.xl.pt
 
 

Apanhados em pleno acto sexual(ao volante)

grandelata.com

É possível alimentar o mundo inteiro sem pesticidas

É possível alimentar o mundo inteiro sem pesticidas
Clique no link abaixo para assistir ao documentário (por enquanto apenas disponível em francês)
Esta notícia tem conteúdo multimédia, clique aqui para visualizar
Alimentar o mundo inteiro é possível sem pesticidas. Quem o defende é Marie-Monique Robin, uma jornalista e documentarista francesa que percorreu o mundo para ouvir as opiniões de especialistas - de camponeses a engenheiros agrónomos - e concluiu que, sem o recurso a químicos, a população internacional seria capaz de produzir alimentos em quantidade suficiente para que ninguém passasse fome.
Robin, que tem trabalhado numa série documental de três partes sobre a contaminação alimentar desde 2008, acaba de lançar o seu mais recente trabalho, "Les Moissons du Futur" (As Colheitas do Futuro, em português), que se debruça sobre a questão da "agroecologia", uma combinação entre a agricultura, a sustentabilidade e a proteção do meio ambiente.
"Durante a realização dos meus filmes participei em dezenas de conferências em que as pessoas me perguntavam: mas, afinal, é possível alimentar o mundo sem pesticidas?", conta a jornalista, também autora de várias obras sobre os direitos humanos na América Latina, em declarações à AFP.
Com o seu novo documentário, o último da trilogia, Robin tentou compreender se é ou não possível resolver a crise alimentar seguindo a "agroecologia". Andou pelo planeta, do Japão ao México, passando pelo Quénia e os EUA, e reuniu-se com peritos, camponeses, agricultores e engenheiros agrónomos.
A conclusão foi clara: não só é possível produzir bens alimentares em quantidade suficiente para que não haja fome no mundo e sem prejudicar o planeta, como o facto de não se poder alimentar o mundo inteiro atualmente "se deve aos pesticidas", garante a jornalista.

Agricultura ecológica é a solução, assegura Robin
Para mudar esta realidade, adianta, deverá recorrer-se, então, à agricultura ecológica, que consiste num tratamento adequado do solo, no uso eficiente da água e no investimento em diversidade vegetal, uma mistura de fatores que permitiria pôr fim à situação atual e alimentar a Terra, alargando os benefícios à própria Natureza.
O filme, que será lançado em DVD no dia 16 de Outubro e acompanhado de um livro, ambiciona provar tal possibilidade, reunindo uma série de testemunhos de camponeses de todo o mundo que têm substituído os inseticidas por técnicas aparentemente simples, que matam as ervas-daninhas sem prejudicar o solo e sem efeitos nefastos na saúde.
A obra inspira-se também num trabalho de Oliver De Schutter, relator especial das Nações Unidas pelo direito à alimentação, que foi dado a conhecer em 2011 e que afirma que o método baseado na renovação dos solos e na eliminação dos fertilizantes químicos pode, inclusive, permitir melhorar os rendimentos das regiões mais pobres e adaptar-se mais facilmente às alterações climáticas.
 
 
boasnoticias.pt

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Os mais espetaculares acidentes em corridas de automoveis,a maioria com final feliz.


PSP avisa no Facebook onde vai pôr radares.

 
PSP avisa no Facebook onde vai pôr radares
PSP quer reduzir número de infrações


A PSP vai passar a avisar mensalmente no Facebook onde vai pôr radares e fazer fiscalizações de trânsito, uma medida que tem o intuito de "reduzir a sinistralidade rodoviária e as infrações", segundo justificou ao JN um oficial da Direção Nacional da PSP.

Os primeiros locais serão em Lisboa, Coimbra, Vila Franca de Xira, Leiria, Caldas da Rainha e Setúbal, já com informação no Facebook, mas novas operações, com aviso prévio, estão a ser preparadas para o norte e sul do país, segundo adiantou o comissário Ruben de Castro, chefe do Núcleo de Protocolo, Marketing e Assessoria Técnica da Direção Nacional(DN).
A PSP parte do princípio, segundo comunicado da DN, que é "fundamental apostar na sensibilização e formação dos condutores, alertando para os comportamentos de risco ao volante e para as suas terríveis consequências, dando visibilidade à nossa presença como forma de prevenir infrações".
O comissário Ruben de Castro entende que esta medida não vai ajudar os infratores, mas vai sim reduzir a sinistralidade e dá como exemplo o exemplo da Segunda Circular, em Lisboa, onde o anúncio da existência de radares "tem vindo a reduzir a sinistralidade".
Os locais anunciados estão associados a pontos com elevado número de acidentes e esta quarta-feira vai ter lugar uma operação em Lisboa, no IP-7, sentido sul-norte, das 20h00 às 00h00, e na EN 6-3, frente à tribuna do Estádio Nacional. Para dia 16, vai decorrer uma operação em Coimbra, às 19h00, na Avenida D. João Alves, Tavarede, e em Vila Franca, na EN 10, na Reta do Cabo. Estão também previstas operações para os dia 24 em Leiria e Caldas da Rainha e a 27, em Setúbal.


jn.pt

A melhor maneira de ajudar um bêbado a entrar no carro

grandelata.com

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

O golo anulado mais absurdo.

grandelata.com

Ligar para a SPORTTV em directo/...VoÇês tem reclamações?

grandelata.com

Agressões no futebol já viu concerteza. E auto-agressão?


No Sul Americano Sub20 em 2011, o jogador chileno Byron Carrasco “ganhou” o prémio de melhor ator.
No futebol muitas equipas ganham pela experiência mas também matreirice dos seus jogadores mas, provavelmente nunca viu uma dramatização em que o próprio jogador se auto-agride. O patético lance foi realizado pelo jogador Carrasco quando defendia a Selecção Sub-20 do Chile.
 
 
arcodavelha.eu

terça-feira, 9 de outubro de 2012

(Re)Construir Portugal: A luta contra a corrupção

(Re)Construir Portugal: A luta contra a corrupção
Este é o primeiro artigo da nova rubrica mensal do Boas Notícias intitulada (Re)Construir Portugal
Os responsáveis políticos negam-na, a população pressente-a, mas a justiça não a castiga. A corrupção afeta a vida de todos nós, contribuindo para o défice financeiro e democrático do país. A boa notícia é que há gente disposta a combatê-la. Como é o caso da Transparência e Integridade, Associação Cívica (TIAC) que tem por missão mudar o contexto cultural, social, político e económico português de maneira a oferecer um combate eficaz contra a corrupção.

por Patrícia Maia

Em Maio deste ano, a TIAC apresentou o primeiro relatório sobre a realidade da corrupção em Portugal escrutinando os principais atores públicos e não-estatais - desde o parlamento e do governo, passando pelo Tribunal de Contas, entre outras entidades - com vista à criação de um "Sistema Nacional de Integridade" (SNI) capaz de enfrentar o fenómeno da corrupção de forma sólida e competente. Este relatório integrou um estudo mais vasto, de 25 países europeus, elaborado pela Transparency International, que aponta Portugal, Espanha e Grécia como sendo os países com mais limitações no combate às más práticas, estabelecendo uma ligação entre este fenómeno e a crise financeira.

Image and video hosting by TinyPicEm entrevista ao Boas Notícias, Luís de Sousa (na foto), presidente da TIAC e investigador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, admite que a corrupção mais comum em Portugal é a corrupção tipo cunha. "Os portugueses consideram normal, por exemplo, ligar a uma prima no hospital para conseguirem saltar uma lista de espera que tem 30 pessoas mas não percebem que isso prejudica os cidadãos que não têm acesso a esses contactos privilegiados", exemplifica.

Embora a cunha e os favorecimentos - categoria em que pode cair outro tipo de 'pequenas aldrabices' como o deputado que dá a morada falsa para receber um subsídio de deslocação - seja o tipo de corrupção mais "banal" no nosso país, o presidente da TIAC sublinha que a corrupção que mais prejudica o funcionamento da sociedade é a alta corrupção política e empresarial.

Ou seja, "aquela que põe os interesses privados à frente do interesse dos cidadãos causando sérios prejuízos ao erário público e que passa, por exemplo, por negócios opacos, despesas ministeriais não orçamentadas, adjudicações de obras sem concurso, derrapagens financeiras em investimentos públicos, financiamentos ilegais de partidos, entre outras situações que resultam num grave défice democrático e financeiro".

O maior desafio deste tipo de corrupção é que segue, muitas vezes, os trâmites legais, ou seja, fere a ética e o interesse público mas é feita, aparentemente, dentro da lei pelo que a sua condenação em tribunal se torna mais complexa. "Esta corrupção não envolve um envelope cheio de dinheiro mas sim tráfico de influências de alto nível, como acontece com o indivíduo que detém determinado cargo ministerial e que satisfaz alguns interesses privados - como adjudicações de certas obras - que lhe garantem posições favoráveis, mais tarde, em certas empresas", explica Luís de Sousa.



A impunidade ou a "corrupção sem corruptos"

"Portugal é um país onde há corrupção mas não há corruptos", lê-se na introdução do relatório da TIAC, numa referência direta ao regime de impunidade que impera na Justiça. O episódio recente em que Cândida Almeida, diretora do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), afirmou, num congresso do PSD, que "os políticos em Portugal não são corruptos", ilustra bem esta realidade. A afirmação gerou uma onda de indignação entre os portugueses, que não esquecem os negócios obscuros envolvendo partidos e políticos do nosso país que vieram a público.

Há o caso dos submarinos que, na Alemanha, resultou na condenação de diretores da empresa Ferrostaal por suborno a responsáveis governamentais portugueses mas que, em Portugal, não causou nenhuma "vítima"; o caso Somague onde foi provado e condenado o financiamento ilícito de um partido mas cuja multa acabou por ser anulada; Isaltino Morais condenado, em 2009, a sete anos de prisão efetiva e cujos recursos conseguiram adiar a sentença até o caso prescrever em 2011; o caso de Fátima Felgueiras, condenada em 2008 a três crimes de corrupção, no processo "Saco Azul", que acabou absolvida de todos os crimes, em 2011, pelo Tribunal de Guimarães.

Estes são apenas alguns dos exemplos mais mediáticos onde a corrupção foi além da mera suspeita mas escapou impune. Os números ilustram de forma ainda mais flagrante esta realidade: segundo relata o livro "Corrupção", da autoria de Luís de Sousa, entre 2004 e 2008 chegaram aos tribunais portugueses mais de 850 casos de corrupção. Deste total apenas 14 resultaram em condenações que, contudo, não foram além da pena de multa.



"A justiça portuguesa não tolera o reformado que roubou arroz no supermercado mas o presidente de câmara que é acusado de subornos de corrupção, de abuso de poder, peculato, nalguns casos acumulando dezenas de crimes, anda anos e anos a fio em recursos que acabam por fazer o processo prescrever", critica o investigador.

Despertar para a Tolerância Zero

Por outro lado, diz o investigador, “a própria população portuguesa mostra-se tolerante em relação a determinado tipo de corrupção, sobretudo aquela praticada pelo autarca que rouba mas faz”. De acordo com o inquérito "Corrupção e Ética em Democracia: O Caso de Portugal", realizado em 2006 por Luís de Sousa e João Triães para o CIES-ISCTE e cujos dados foram incluídos no relatório SNI, 64% dos portugueses tolera a corrupção desde que essa produza efeitos benéficos para a população em geral.

“Isto é muito grave… É preciso que haja uma mudança de mentalidade, uma tolerância zero quanto a estes comportamentos, mostrando sobretudo às pessoas que é possível fazer melhor e que, para isso, não é preciso roubar”, sublinha Luís de Sousa.

Nesta mesma linha, o relatório da TIAC aponta o dedo à atuação de entidades como o Tribunal de Contas (TC), que tem a missão de fiscalizar a gestão do dinheiro público. Embora o TC seja descrito “como o órgão que melhor cumpre o seu papel”, a TIAC denuncia a sua “incapacidade de imputação de responsabilidades financeiras aos responsáveis pela má gestão de dinheiros públicos”, apelando a uma maior eficiência nesta área. Talvez as suspeitas levantadas, recentemento, pelo TC em relação a algumas Parcerias Público-Privadas já sejam um reflexo desta pressão exercida pela TIAC.

Medo de denunciar e de julgar

Esta impunidade dos atores da corrupção resulta, segundo Luís de Sousa, de várias razões. A escassez de recursos e a burocracia, por exemplo, tornam a investigação criminal lenta e dificultam a recolha de provas. Uma das situações que dificulta a investigação de atos corruptos, resulta do facto de muitos dos crimes de corrupção, em Portugal, serem denunciados de forma anónima.

Segundo o mesmo inquérito acima referido,os principais receios dos denunciantes são "a inconsequência da denuncia, o medo de represálias e o medo de ser encarado como o bufo", três receios que, segundo alguns especialistas, são mais frequentes em países que viveram ditaduras longas e opressivas.

Mas a impunidade está, sobretudo, ligada "à incapacidade da justiça portuguesa em julgar e condenar estes casos", defende Luís de Sousa para quem, em Portugal, é demasiado "fácil" ser juiz ou procurador. "A tipificação do crime de corrupção em Portugal é idêntica à da Suécia ou à de França, porque é que os outros conseguem resultados e nós não?", questiona o responsável da TIAC, dando ao mesmo tempo a resposta: "Porque há falta de coragem".

Por fim, Luís de Sousa aponta o dedo aos partidos políticos que não têm mostrado vontade de "combater efetivamente a corrupção". "Claro que se mostram contra o problema, do ponto de vista discursivo, mas combatê-lo dentro das suas próprias estruturas - por exemplo a nível de ações disciplinares - isso não", salienta. Além disso, defende, "as próprias ordens deveriam ter um papel mais ativo". "Quase todos os casos de corrupção têm advogados à mistura e espanta-me que a Ordem dos Advogados não faça mais a nível disciplinar e preventivo", salienta.

Image and video hosting by TinyPic
[Mapa do Index de Perceção da Corrupção elaborado pela Transparency Internacional em 2011]

Aliás, o presidente da TIAC vai mais longe a traça uma relação entre esta inércia das autoridades, da justiça e dos políticos e o aumento da abstenção e do descrédito dos políticos. "Esta impunidade faz com que as pessoas sintam que o voto não faz diferença", sublinha. Por outro lado, este jogo de interesses e de tráfico de influências, "afasta as pessoas mais credíveis da política", abrindo espaço a políticos que "não tem qualidade para estar no poder".

Compreender, formar e apoiar para prevenir e combater

Um dos pontos de partida da TIAC foi criar um retrato da situação atual da corrupção em Portugal através do relatório do "Sistema Nacional de Integridade". Este estudo está a servir de base para algumas das ações da TIAC, sobretudo na área da formação, uma vez que o principal objetivo da associação é prevenir mudando comportamentos.

Em Setembro, a associação organizou o primeiro curso livre no âmbito do próprio SNI, que contou com mais de 40 participantes de vários quadrantes: ativistas, funcionários públicos, jornalistas, funcionários de embaixadas, e até uma deputada municipal. "Queremos que as pessoas aprendam a gerir e a prevenir os riscos de maneira a que regressem à sua atividade e questionem o seu funcionamento, implementando, por exemplo, planos de gestão de riscos de corrupção", explica o investigador.

Embora seja uma formação menos imediata, a TIAC gostaria também de chegar às escolas, por exemplo através da distribuição de um kit escolar que já está a ser pensado: "Há um conjunto de professores que nos contactaram e que se mostram interessados em avançar com este dossier. É importante porque os miúdos vão para casa e corrigem os comportamentos dos pais", explica Luís de Sousa. Este projeto está, no entanto, condicionado às limitações humanas e financeiras da associação, cujos membros trabalham em regime ‘pro bono’.



Uma outra área de atuação da TIAC é o apoio à denúncia. Através do email provedoria@transparencia.pt, a associação ajuda o cidadão a formular a sua denúncia de uma forma correta e a encaminhá-la para as autoridades. Neste processo, Luís de Sousa confessa que é fundamental que o denunciante forneça a sua identidade, no entanto admite que a TIAC já recebeu "denúncias anónimas que estavam tão bem documentadas - com fotos e documentos - que optámos por encaminhá-las, mesmo assim, para o DCIAP".

Nesta área de apoio à denúncia, a TIAC elogia, por exemplo, o novo portal de denúncias aberto por parte da PGR, que possibilita ao cidadão conhecer este instrumento ao mesmo tempo que alerta potenciais agentes corruptos para uma maior possibilidade de denúncia, funcionando como um elemento dissuasor.

Por fim, a TIAC aposta em "criar sinergias entre vários grupos de pessoas da sociedade civil que estão a fazer um trabalho muito discreto mas muito importante no combate à corrupção, como é o caso do grupo Má Despesa Pública e da Associação Nacional para o Software Livre (ANSOL) - que criou uma página Pela Transparência das Despesas Públicas (entretanto suspensa) onde foram evidenciados vários os contratos do Estado, alguns deles muito flagrantes".

No futuro, a Transparência e Integridade ambiciona dar continuidade a estes projetos criando uma espécie de portal que "reunirá toda a informação pertinente sobre negócios que envolvam dinheiros públicos, de forma a fazer chegar esses dados a todas as pessoas", explica Luís de Sousa, admitindo mais uma vez que esse projeto está condicionado pelas limitações financeiras e humanas da TIAC.

Apesar dos desafios, o investigador tem esperança num Portugal mais transparente e acredita que, esta época de crise, é ideal para alertar a sociedade. "As pessoas saíram à rua muito indignadas porque começaram a perceber que lhes foram ao bolso", explica, considerando este fenómeno natural "uma vez que, quando a corrupção ocorre em momentos de crescimento económico, as pessoas não fazem muitas perguntas mas quando surgem credores e medidas de austeridade, começam a questionar os negócios mais obscuros".

No fundo, como sugere o relatório SNI, "este período de grande ansiedade que Portugal atravessa" será um teste mas também uma oportunidade para as entidades públicas e privadas e, claro, para o cidadão comum resolverem "o problema da corrupção definindo o seu papel no combate a esse fenómeno".

Clique AQUI para visitar o site da TIAC e AQUI para visitar o blogue da associação intitulado "Às Claras".
 
 
boasnoticias.pt

Reportagem sobre a vida dos politicos na Suecia

grandelata.com

Publicação em destaque

A tosse de fumador pode esconder problemas de saúde graves

http://ptjornal.com/a-tosse-de-fumante-pode-esconder-problemas-de-saude-graves-62045