domingo, 30 de março de 2014

Dieta rica em fruta e vegetais previne aterosclerose

Dieta rica em fruta e vegetais previne aterosclerose
As jovens que pratiquem uma dieta rica em fruta e vegetais são aquelas que apresentam artérias em melhor estado ao fim de 20 anos. Quem o diz é um estudo levado a cabo no Instituto de Coração de Minneapolis, segundo o qual uma alimentação saudável reduz significativamente o endurecimento das artérias.
 
O mesmo, no entanto, parece não acontecer nos homens, o que está ainda a criar dúvidas entre os especialistas relativamente ao motivo que leva esta dieta a ter efeitos benéficos apenas ao nível do género feminino. As conclusões foram agora apresentadas em conferência, no Colégio Americano de Cardiologia, ao fim de trinta anos de experiências.
 
A equipa de investigadores começou a acompanhar mais de 2.500 participantes nos anos 80, quando estes ainda tinham idades compreendidas entre os 18 e os 30 anos. As mulheres que, na altura, comiam oito a nove porções diárias de fruta e vegetais, revelaram menos 40% de probabilidade de ter aterosclerose vinte anos mais tarde, comparativamente com aquelas que comiam apenas três a quatro porções.
 
Os efeitos mantiveram-se mesmo depois de os investigadores considerarem outros comportamentos que podiam ter impacto na saúde cardiovascular. "Estes resultados confirmam que o desenvolvimento da aterosclerose é um processo que dura a vida inteira mas que também pode ser atrasado com uma dieta saudável na juventude", refere Michael Miedema, líder da investigação e cardiologista no Instituto do Coração de Minneapolis, citado pela Lusa.
 
"É normalmente nesta idade que se estabelecem os hábitos alimentares, por isso é importante saber que as escolhas que fazemos na juventude têm impacto para o resto da vida, trazendo-nos benefícios", acrescenta.
 
Os especialistas querem, agora, perceber porque motivo é que os homens não apresentam os mesmos benefícios, admitindo que o número de homens que participaram no estudo (63%) pode não ter sido suficiente para um resultado mais claro.

boasnoticias.pt

Quando corria para reclamar com árbitro, jogador vira herói e empata jogo

sexta-feira, 28 de março de 2014

Vídeo: Mulher de 42 anos ouve pela primeira vez

Portugal é o mais inovador dos países do sul da Europa

Portugal é o mais inovador dos países do sul da Europa
Portugal é o mais inovador entre os países do sul da Europa, ultrapassando, inclusive, a vizinha Espanha. As conclusões são do barómetro de inovação da COTEC, segundo o qual, este ano, Portugal subiu duas posições relativamente a 2013, ocupando, agora, a 29ª posição no 'ranking' composto por 52 países.
 
De acordo com o relatório, a recuperação portuguesa permite que o país se volte a aproximar da média global. Depois de melhorar em todas as dimensões da análise - condições, recursos, processos e resultados -, Portugal figura entre os países considerados 'inovadores moderados'.
 
Este mesmo grupo conta também com a presença de países anglo-saxónicos (Canadá e Austrália), da Europa do Sul (Espanha e Itália), do Leste da Europa (Estónia, República Checa, Eslovénia, entre outros) e ainda China e Israel. Em 2014, o 'ranking' anual de inovação da COTEC (Associação Empresarial Para a Inovação) continua a ser liderado pela Suíça, que, inclusive, ganhou terreno relativamente à Finlândia, em segundo lugar.
 
A melhoria mais significativa registada em Portugal aconteceu ao nível dos processos, o que corresponde a uma maior agilização, fundamental para a passagem de conceito a produto o mais rapidamente possível. Esta recuperação permite ao país voltar a aproximar-se da média global, superando a Espanha e a média dos países PECO (Países da Europa Central e Oriental).
 
A maior queda aconteceu no pilar capital humano, incluído na análise aos recursos,  justificada pela menor despesa em educação, pelo menor número de doutorados em Portugal e pelas crescentes dificuldades em atrair e reter talento.
 
Além disso, apesar da crescente visibilidade em termos de inovação, Portugal continua a ser visto como um 'país cigarra', ou seja, que ainda desperdiça as condições e os recursos que detém.
 
A COTEC Portugal foi criada em Abril de 2003 com a missão de promover o aumento da competitividade das empresas localizadas em território nacional, através do desenvolvimento e difusão de uma cultura e de uma prática de inovação, bem como do conhecimento residente no país.

Consulte AQUI, em detalhe, os resultados do barómetro de inovação 2014.

boasnoticias.pt

Britânico dá toques na bola durante 20km

Soldado Russo vê a morte a chegar....Impressionante!

Nova moda preocupa polícia no Peru: turistas a tirar fotos nus no Machu Picchu

quinta-feira, 27 de março de 2014

Pêssegos inibem metástases no cancro da mama

Pêssegos inibem metástases no cancro da mama
Os pêssegos têm potencial para ajudar a combater o cancro da mama ao inibir o aparecimento de metástases. A conclusão é de um grupo de investigadores norte-americanos que realizou umtratamento com extratos deste fruto em ratinhos com a doença e obteve resultados animadores.
 
Os cientistas responsáveis pelo estudo, da Texas AgriLife Research,agência de investigação estatal do Texas, nos EUA, afirmam que uma mistura de compostos fenólicos presentes nos extratos de pêssego conseguem impedir que se formem metástases, uma descoberta particularmente importante já que a maioria das mortes e complicações associadas ao cancro da mama se deve a esse problema.
 
A equipa, coordenada por Luis Cisneros-Zevallos, administrou extrato de pêssego a ratinhos com um tipo de células agressivas de cancro da mama, as MDA-MB-435, observando "uma inibição de um gene marcador nos pulmões após algumas semanas, indicando uma inibição das metástases", pode ler-se em comunicado.
 
"Além disso, depois de determinar a dose necessária para observar os efeitos nos ratinhos, calculámos que, para humanos, tal seria o equivalente a comer entre dois a três pêssegos por dia", afirma o investigador, realçando os benefícios do consumo deste fruto.
 
Este trabalho vem reforçar resultados de estudos anteriores desenvolvidos pela AgriLife e publicados há uns anos, que davam conta de que os polifenóis presentes nos pêssegos e nas ameixas eram capazes de matar, de forma seletiva, as células cancerígenas agressivas do cancro da mama sem afetar as células saudáveis, acrescenta Cisneros-Zavalos.

Dois a três pêssegos por dia podem ser o suficiente
 
Embora o estudo tenha sido conduzido com a variedade "Rich Lady", o cientista afirma que a maior parte dos pêssegos, independentemente do tipo, partilham os mesmos componentes ao nível dos polifenóis, que inibem as metástases ao atacar e modular a expressão de um grupo de enzimas denominadas "metaloproteinases".
 
"A importância das nossas conclusões é muito significativa, porque mostra, 'in vivo', o efeito que os compostos naturais, neste caso os polifenóis dos pêssegos, podem ter contra o cancro da mama e as metástases", sublinha o coordenador da investigação publicada narevista científica Journal of Nutritional Biochemistry.
 
"[A descoberta] dá-nos a oportunidade de incluir na dieta uma ferramenta adicional para prevenir e combater esta doença terrível que afeta tantas pessoas", refere ainda, garantindo que a equipa está "entusiasmada com a ideia de que dois a três pêssegos por dia possam obter efeitos benéficos similares [aos que se verificaram em laboratório] em humanos".
 
Apesar dos bons resultados, os investigadores terão ainda de aprofundar esta questão, pretendendo agora continuar a testar estes extratos de pêssego noutros tipos de cancro e na diabetes com vista a compreender os mecanismos envolvidos no papel que desempenham.

Clique AQUI para aceder ao resumo do estudo (em inglês).

boasnoticias.pt

Portugueses estudam poder do agrião no combate ao cancro

Portugueses estudam poder do agrião no combate ao cancro
Um grupo de investigadores portugueses está a estudar as vantagens fortificantes e antioxidantes do agrião de água nos doentes com cancro, capazes de tornar as células mais resistentes e de abrandar o crescimento das malignas. 
 
"O objetivo é levar a cabo um ensaio clínico em doentes com neoplasia da mama e investigar se as dietas fortificadas com um alimento rico em nutracêuticos, nomeadamente o agrião de água, têm algum tipo de impacto na resistência das células saudáveis aos tratamentos", esclarece Paula Ravasco, do Instituto de Medicina Molecular (IMM) da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. 
 
Em declarações à Lusa, a cientista adianta que a fortificação dadieta com esse alimento poderá ter um impacto em termos da resistência do DNA das células e, com isso, na qualidade de vidados doentes, na manutenção da capacidade funcional e no seu estado metabólico.
 
A investigação tem por base estudos anteriores, que concluíram que o agrião de água é rico numa substância que pode ter efeitos ao nível da doença oncológica. "O objetivo passa por tentar otimizar a terapêutica antineoplásica e, ao mesmo tempo, tentar reduzir osefeitos adversos dessa terapêutica que os doentes obrigatoriamente têm de fazer", refere a investigadora.
 
Segundo Isabel Monteiro Grillo, também do IMM, está provado que os doentes com cancro experimentam alterações nutricionais importantes que, "em determinadas circunstâncias, podem mesmo levar à morte", por desnutrição e caquexia.
 
No entanto, sendo o agrião uma substância tão rica, sobretudo num elemento protetor das células benignas, em vitamina A, C, em complexo B, ferro, magnésio, zinco, enxofre, cálcio, fluor e potássio, acredita-se que este poderá ser um importante bloqueador do crescimento das células cancerígenas.
 
"Estava na altura de experimentar este produto no sentido de, não só, melhorar o prognóstico da doença, como a resistência ao tratamento e a diminuição da toxicidade das células derivada" da terapia, acrescenta esta especialista.
 
A investigação vai ter a participação de 200 doentes e resulta da "colaboração entre uma empresa que se disponibilizou para ajudar um instituto de investigação". 

boasnoticias.pt

Conheça a Europa em 5 minutos…

quarta-feira, 26 de março de 2014

Portugal: Projeto pioneiro dá apoio a vítima de violação

Portugal: Projeto pioneiro dá apoio a vítima de violação
A Associação de Mulheres Contra a Violência vai avançar com um projeto pioneiro em Portugal, na área da violência sexual. O mesmo visa a criação do primeiro gabinete de apoio às vítimas de violação, financiado pelo Programa Cidadania Ativa do Mecanismo Financeiro e do Espaço Económico Europeu (EEA Grants).
 
Apesar de lidar há já vinte anos com situações na área da violência doméstica e da violência sexual, a falta de apoios nunca permitiu o desenvolvimento de um projeto. Na Irlanda, no entanto, já existemserviços especializados para vítimas de violação há mais de trinta anos.
 
"Portugal tem de fazer uma grande viagem nesta área, até porque damo-nos cada vez mais conta de crianças, jovens e também adultos, identificados como alvo de violação e violência sexual, e sem uma resposta especializada", aponta Margarida Martins, presidente da Associação de Mulheres Contra a Violência (AMCV), à Lusa.
 
Para a responsável, a violência sexual é "um problema que tem estado escondido nos últimos séculos e que é preciso atacar", não bastando prender o agressor. "É preciso tratar o trauma, o sofrimento, lutar pelos direitos humanos e para que haja quem faça a defesa jurídica destas pessoas", acrescenta.
 
O projeto vai ser apresentado ao público esta terça-feira, com a indicação de que "está tudo por fazer em todas as áreas", sendo a educação a mais problemática. "Precisamos que, a nível nacional, as escolas tenham o mote dos direitos humanos de forma obrigatória em todos os níveis de escolaridade e tenham programas de prevenção de violência anti-bullying, programas de prevenção de abuso sexual", defende.
 
Outra das áreas problemáticas é a justiça, entendendo a presidente da AMCV que "não é aceitável" a forma como os vários profissionais, nomeadamente os juízes, ainda abordam, encarando-a como "um caso pontual".
 
"Têm sido muito frágeis em relação à condenação e à prisão deste tipo de abusadores, numa ignorância total do caráter compulsivo que muitas destas situações têm e isso também já não é aceitável", sublinha.
 
O projeto da AMCV decorre até Fevereiro de 2016 e engloba a criação de uma rede articulada e integrada, a funcionar na região de Lisboa, a criação de um gabinete especializado para vítimas de violência sexual, a criação de um grupo de autoajuda e a construção de um 'booklet', com informação acessível.
 
O mesmo conta com o apoio da Direção-Geral de Saúde, o Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses de Lisboa e a Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres.


boasnoticias.pt

2 motas a dançar(e os pilotos só queriam continuar a prova....)

Massagista gasta 99.000 dólares para ficar parecida com boneca insuflável

terça-feira, 25 de março de 2014

Empresa lusa conquista maior prémio mundial de Design

Empresa lusa conquista maior prémio mundial de Design
A marca portuguesa de mobiliário urbano LARUS acaba de vencer o 'Red Dot Award', o maior prémio mundial de Design. A distinção foi conseguida graças à papeleira 'Sheet', desenhada por Pedro Martins Pereira para o 'Al Shaheed Park', o mais importante projeto urbanístico do Golfo Pérsico, no Kuwait.
 
O anúncio foi feito esta segunda-feira por Peter Zec, fundador e CEO do 'Red Dot Award', em Essen, na Alemanha. A empresa de Albergaria-a-Velha soma, desta forma, o seu terceiro prémio mundial, conseguindo conquistar o maior galardão internacional, que reconhece a excelência do Design.
 
O júri do prémio, comporto por 40 especialistas de todo o mundo, avaliou um mais de 4.800 propostas, da autoria de mais de 1.800 empresas, arquitetos e designers, de 53 países diferentes. No fim, a escolha recaiu sobre a portuguesa LARUS e a sua papeleira 'Sheet'.
 
"A ideia é evocar uma folha de papel dobrada", explica Pedro Martins Pereira, fundador e presidente da empresa lusa. "É um produto que cria uma relação simbólica e empática contra a aversão que as pessoas desenvolvem face aos resíduos".
 
Em estrutura de chapa de aço, decapada, metalizada e pintada, a papeleira possui uma porta com fecho de segurança e fixação direta ao pavimento por pernos roscados. A entrega do prémio aconteve dia 7 de Julho, na Gala do 'Red Dot Award', a decorrer na Opera Home, em Essen.
 
Em comunicado enviado ao Boas Notícas, a LARUS lembra que, em 2008, foi também galardoada com o 'Red Dot Award', com a 'Coluna de Iluminação 17º', da autoria de Francisco Providência. Em 2011, foi merecedora do segundo prémio com a 'Linha +' de João Nunes, obtendo uma menção honrosa com a papeleira 'Tom', também de Pedro Martins Pereira.
 
Atualmente, a empresa encarrega-se da  'mobília urbana' de lugares como Serralves e a Avenida dos Aliados, no Porto, o parque do Museu do Prado, em Madrid, a Baída de Luanda e a Ilha do Cabo, em Angola, a Cidade da Cultura, em Santiago de Compostela, entre outros.

Saiba mais sobre os 'Red Dot Awards' AQUI.


boasnoticias.pt

Nova plataforma lusa serve de rede social para artistas

Nova plataforma lusa serve de rede social para artistas
© Shair
Uma empresa bracerence decidiu criar uma plataforma para divulgação de artistas, onde os mesmos vão poder expor as suas obras numa "galeria online", mas também "física e tradicional". O novo espaço destina-se a artistas de "todos os quadrantes" e vai estar disponível a partir do próximo dia 5 de Abril.
 
Pelo nome 'SHAIR', a plataforma nasceu do "desafio" lançado pelaempresa de construção bracarense aos trabalhadores do grupo para "encontrarem uma ideia de negócio" que dinamizasse a Galeria Emergentes dst.
 
A mesma tem por base a "oportunidade" de os artistas exporem as suas obras, sujeitando-as à votação do público e de um especialista convidado pela galeria. As mais votadas são, depois, expostas no espaço físico da instituição.
 
"Todos os meses, as setenta obras mais votadas vêm fisicamente para galeria e entram no processo de leilão eletrónico, acessível atodo o mundo", explica José Teixeira, presidente do conselhoadministrativo da construtora, à Lusa.
 
Para isso, será criada uma "dinâmica de rotatividade no espaço da galeria, dando oportunidade aos artistas, de exporem os seus trabalhos". As obras selecionadas ficam em exposição no espaço físico durante um mês, para que sejam apreciadas e vendidas. Caso isso não aconteça, as mesmas "ficam em permanência na plataforma SHAIR, continuando, desta forma, acessíveis ao público".
 
O preço base de cada criação é decidifo pelo artista, ficando a plataforma com 30% do valor de venda. "Trata-se de uma alternativa às galerias tradicionais que só fazem 2 ou 3 exposições por ano e apenas com determinados artistas ou correntes, refere o responsável. "Aqui, temos um leque muito mais aberto e possibilitamos, de forma muito mais próxima e competente, a internacionalização dos artistas".
 
Disponível a partir do dia 5 de Abril, altura em que será publicamente apresentada, a SHAIR poderá ser visitada AQUI.

boasnoticias

Bombeiro combatia incêndio quando algo de inesperado acontece!

segunda-feira, 24 de março de 2014

Triatlo: Atleta português é bronze na Taça do Mundo

Triatlo: Atleta português é bronze na Taça do Mundo
© Nuno Veiga/Lusa

O atleta português João Silva terminou, este domingo, na terceira posição a prova de triatlo da Taça do Mundo de New Plymouth, na Nova Zelândia. João Silva ficou apenas atrás do terceiro e do primeiro do “ranking mundial”.

De acordo com a Lusa, o triatleta do Benfica, concluiu a prova em 52.56 minutos, a 26 segundos do primeiro classificado, o espanhol Mario Mola. O segundo lugar pertenceu a Javier Gomez que terminou os três segmentos da prova em 52.33 minutos.

“Tive uma prestação bastante sólida nos três segmentos, apesar de o percurso não ter sido nada fácil. Demonstrou bons indicadores para a próxima competição, a primeira etapa do circuito mundial, em Auckland, dentro de duas semanas”, disse o atleta em declarações à Federação Portuguesa de Triatlo.

Já o atleta português Vasco Pessoa, do Águias do Alpiarça, foi o 63.º classificado com o registo de 01.00.15.

boasnoticias.pt

Mama: Exercício físico diário diminui risco de cancro

Mama: Exercício físico diário diminui risco de cancro
Fazer exercício físico durante mais de uma hora por dia reduz o risco de cancro da mama em mulheres de todas as idades e pesos. A conclusão é de uma investigação francesa, baseada na análise de dezenas de estudos internacionais, que revelou que as mulheres ativas têm uma probabilidade 12% menor de vir a sofrer da doença.
 
Os resultados da metánalise conduzida pelo Internacional Prevention Research Institute, em Lyon, França, foram apresentados na quinta-feira durante a 9ª Conferência Europeia do Cancro da Mama, que decorreu na cidade escocesa de Glasgow, pelo diretor da investigação, Mathieu Boniol.
 
Os investigadores analisaram 37 estudos - todos os que já foram feitos na área - publicados entre 1987 e 2013, representando mais de quatro milhões de mulheres de todo o mundo.

"Estes são todos os estudos que se debruçaram sobre a relação entre o exercício físico e o risco de cancro da mama e que foram publicados até à data, pelo que acreditamos que os resultados da nossa análise são credíveis", afirmou Boniol, citado em comunicado.
 
Embora os resultados tenham variado com o tipo de tumor e o efeito protetor do exercício tenha sido anulado no caso das mulheres em terapia de substituição hormonal, a mensagem geral é encorajadora, acreditam os cientistas, até porque o uso desta terapia tem sido diminuído em muitos países, o que significa que os benefícios do exercício devem crescer nos próximos anos.
 
Além do cancro da mama, sabe-se que a atividade física desempenha um papel protetor ao nível de outros cancros e de problemas como doenças cardiovasculares. Os mecanismos por trás deste efeito protetor ainda não são claros, mas, no caso em causa, os benefícios provaram ser independentes do índice de massa corporal e da idade com a qual se inicia o exercício.
 
Segundo o responsável do instituto francês, os investigadores não encontraram qualquer indicação de que o risco de cancro da mama diminuísse apenas quando as mulheres começavam a fazer atividade física na juventude.
 
"Acrescentar o cancro da mama, incluindo os tipos mais agressivos, à lista de doenças que podem ser prevenidas com a ajuda da atividade física deve encorajar o desenvolvimento de cidades que apoiem a prática desportiva, tornando-se amigas dos ciclistas e dos adeptos das caminhadas, que disponibilizem novos espaços para a realização de exercício e que o promovam através de campanhas educacionais", defendeu Boniol.
 
Para o especialista, esta é "uma estratégia simples e de baixo custo para reduzir o risco de uma doença que, atualmente, acarreta elevadas despesas, quer para os sistemas de saúde, quer para os pacientes e as suas famílias." É uma boa notícia quer para as autoridades responsáveis, quer para os indivíduos", concluiu.

boasnoticias.pt

Americana de 27 anos leiloa a ‘virgindade’

Uma mulher que diz ser estudante de medicina e se identifica como Elizabeth Raine, de 27 anos, está a “oferecer” a sua virgindade a quem pagar mais num leilão online.
Elizabeth garante ser aluna de uma das mais famosas escolas médicas dos EUA. Ela espera arrecadar pelo menos  400 mil dólares (cerca de 289.000€) no leilão. Para isso, está a usar um agente australiano a fim de não violar as leis americanas contra a prostituição.
A dona da “virgindade” leiloada, que diz ser loura de olhos verdes e ter 1,78m de altura, divulgou fotos no seu site, sem exibir o rosto.
Ela acrescenta que pretende doar 35% do valor arrecadado no leilão para uma instituição de caridade.
O vencedor terá direito a passar 12 horas com Elizabeth, que garante ter o apoio dos pais.
No site, a americana listou os motivos que a fizeram partir para o leilão: dinheiro, aventura, erotismo, escândalo e desafio à virgindade.
Será que é uma partida? É que o leilão terá o seu inicio a 1 de abril…


arcodavelha.eu

domingo, 23 de março de 2014

Rooney marca GOLÃO a 40 metros e é candidato a golo do ano!

Policias do Havaí querem lei que lhes permita sexo com prostitutas

policia sexoPolicias de Honolulu (Havaí, EUA) querem que os deputados do estado americano aprovem uma lei que permita que os agentes façam sexo com prostitutas enquanto estiverem disfarçados em alguma investigação criminal.
Os defensores da lei argumentam que o sexo com as profissionais do sexo ajudará a compor o personagem e ajudar nas investigações em curso. Os opositores dizem que a medida só contribuirá para o sofrimento das profissionais do sexo, noticiou NBC News.
O Congresso havaiano está a avaliar a questão.

arcodavelha.eu

sábado, 22 de março de 2014

Jovem português cria saco de pão 100% ecológico

Jovem português cria saco de pão 100% ecológico
É português. É bonito. É prático. E é 100 por cento ecológico. Para combater a poluição causada pelo excesso de sacos de plástico, um jovem português decidiu recuperar a tradição do saco do pão. O Saco Pa-pão, feito de restos de lençóis, está a pegar e até já chegaram encomendas da Austrália.

por Patrícia Maia

André da Silva tem 34 anos e é formado em Microbiologia. Embora seja natural do Porto, viveu “grande parte da sua vida em Seia, próximo da Serra da Estrela, onde tinha "como diversão brincar pelas florestas”. Daí, conta ao Boas Notícias, vem a sua forte “ligação emocional à Natureza”.

Mas a ideia de recuperar o tradicional saco de pano para o pão, surgiu mais recentemente, quando André decidiu começar a levar um saco de pão sempre que ia à padaria do seu amigo Wilson.



Sacos feitos de restos de lençóis

“O meu saco dava sempre motivo para conversa animada e com ele tive noção da quantidade de sacos que as pessoas levam para casa mensalmente, bem como a despesa que as lojas têm”, conta.

Assim nasceu, no início de 2013, o Saco Pa-pão. Embora já haja marcas e lojas que vendem este tipo de sacos, André decidiu pô-los à venda no local mais óbvio: as padarias. Além disso, quis apostar num produto 100% ecológico. Para isso contactaram a portuguesa NaturaPura que fabrica os dois modelos, o Zinho (6,9 euros) e o Zão(8,5 euros), do Saco Pa-pão atualmente disponíveis.

Esta empresa trabalha com algodão biológico e não usa tintas, aproveitando as cores naturais do algodão. E como os Sacos Pa-pão são feitos de sobras de lençóis “os padrões são sempre uma surpresa: às vezes vêm com riscas grossas, outras com riscas finas, por vezes de cor verde, ou castanho”, conta o jovem empreendedor.
 
André da Silva sublinha que “não inventou nada de novo”. “A minha avó já tinha o hábito de reutilizar os sacos”, recorda. E avança com números para reforçar a importância desta escolha ecológica: “se eu for 200 vezes à padaria por ano, evito desperdiçar 200 sacos por ano. Se 1 milhão de pessoas o fizer, serão 200 milhões de sacos de plástico a menos”. 
 
Sacos Pa-pão já chegaram à Austrália
 
Neste momento, André da Silva já vendeu cerca de 500 Sacos Pa-pão, tanto nos locais de venda (lojas e padarias) como online. A maior parte das encomendas vem do Porto e de Lisboa, mas André conta que já enviou Sacos Pa-pão para Macau, para a Alemanha, para Inglaterra, para o Brasil e até para a Austrália.


Aliás, a aposta no estrangeiro é uma das prioridades deste projeto português. Ainda este ano, André da Silva conta colocar o Saco Pa-pão em, pelo menos, “algumas padarias de Londres, Roma, Barcelona, Paris e Berlim”.
 
Na calha está também uma inovação. “Temos tido muita gente a pedir Sacos Pa-pão para sandes individuais para o almoço no trabalho”, conta André revelando que em breve, esse novo produto deverá estar disponível.
 
Além deste projeto, André da Silva também toca na banda Be-dom e lançou, este ano, uma empresa de entrega de cabazes com produtos biológicos domicílio, a www.Bioemcasa.com, que faz distribuição na região do Porto. Atividades que, mais uma vez, refletem uma aposta na criatividade e no ambiente.

Clique AQUI para saber mais sobre o Saco Pa-pão

boasnoticias.pt

Uma Freira foi ao programa de talentos e deixou todos... de boca aberta!

Holandês já engravidou 98 mulheres… por solidariedade!

ed-houbenNa Holanda há um guia turístico que se tornou famoso, não pelo seu trabalho ligado ao turismo mas sim pela ajuda que diz prestar a mulheres que querem ser mães.
Ed Houben já engravidou 98 desconhecidas que o procuraram unicamente pelos lendários poderes de inseminação. Uma delas foi Kati, uma enfermeira de 28 anos. “Sou solteira. Tenho uma vontade imensa de ter um filho, mas nunca encontrei o homem certo.” Acontece que esta mulher não queria recorrer a uma doação anónima de espermatozóides, queria saber quem seria realmente o homem com quem ia gerar o seu filho. “Então, depois de seis anos à procura, comecei a olhar para alguém como o Ed”, conta Kati à BBC.
“Eu queria ser capaz de dar respostas quando o meu filho começasse a fazer perguntas”, desabafa a enfermeira. Kati também espera que o pai venha a desempenhar um papel na vida da filha. “Eles até se podem reunir uma ou duas vezes por ano.” Foi desta relação que nasceu Madita, o 98ª filho de Ed Houben.
O holandês Ed Houben é um “doador de esperma solidário”, já que ajuda casais de lésbicas, mulheres solteiras e até casais heterossexuais com problemas de fertilidade a ter filhos de forma gratuita. Tudo começou em 2002 com uma doação para um banco de esperma. Mas a sua carreira como dador evoluiu quando na Holanda a doação de esperma anónima foi proibida. E foi aí que começou a oferecer os seus serviços gratuitamente na Internet.
Houben doa esperma de “forma tradicional”. Porque acredita que tendo relações sexuais “há muito mais hipóteses da concepção se concretizar”. No seu apartamento em Maastricht, existem dezenas de fotografias de crianças em várias partes do mundo. Houben comprou uma moldura eletrónica que vai fazendo circular 89 fotografias de crianças, ao longo do dia. Com tantos descentes o guia turístico tem receio que eles se apaixonem uns pelos outros, e por isso mantém uma lista com todas as informações dos seus descendentes para evitar relacionamentos involuntários. “Se, mais tarde, um dos meus filhos encontra alguém que não sabe quem é o pai biológico, pode consultar esta lista”, diz.

arcodavelha.eu

sexta-feira, 21 de março de 2014

EUA: Portugueses são finalistas em concurso de 'covers'

Ninguém acredita nisto, combate durou... 1 segundo!(vejam o video.)

Homem é preso por falar demais em reunião

falar demaisMark A. Adams foi preso por falar demais. Isso mesmo.
Durante uma reunião aberta ao público na autarquia de Bridgeport (Michigan, EUA), o homem, que completava 59 anos exatamente naquele dia (4/3), acabou por exceder em 3 minutos o tempo-limite para participação na reunião. Os responsáveis pela conduçção da reunião pediram-lhe que parasse de falar, já que havia outros na fila. Ele recusou-se. A polícai foi chamada ao local e o morador acabou preso por perturbação da ordem, de acordo com a agência AP.
Pelo crime, o americano pode ser condenado a até 2 anos de prisão.

arcodavelha.eu

quinta-feira, 20 de março de 2014

Homem salva desconhecida e pede-a em casamento

Homem salva desconhecida e pede-a em casamento
© Divulgação/Airton Neves
Um acidente que podia ter acabado em tragédia transformou-se numa história de amor invulgar para dois brasileiros. Depois de o carro onde seguia ter capotado e caído de uma ribanceira, Magna Carrijo foi resgatada pelo condutor de um camião e a química foi tão imediata que, no mesmo dia, Nilton Neves, que a salvou, decidiu pedi-la em casamento.
 
Em Outubro passado, Magna Carrijo, de 48 anos, conduzia numa estrada perto de Rondonópolis, no estado brasileiro de Mato Grosso, quando um dos pneus do seu carro saltou e a fez perder o controlo do veículo, embatendo contra uma árvore, capotando e caíndo de uma altura de vários metros.
 
Nilton Neves, o seu atual companheiro e, à data, um completo desconhecido, seguia atrás com o irmão ao volante de um camião e, ao testemunhar o acidente, imediatamente decidiu parar e socorrer a mulher.
 
"O camião avariou duas vezes e acabou por atrasar a minha viagem em dois dias. Eu achava que aquilo era para me proteger de alguma coisa. Hoje penso que se nada tivesse acontecido com o camião, jamais me iria cruzar com a Magna na estrada", conta o vendedor de 47 anos em entrevista ao portal de notícias G1, da Globo.

Momento do salvamento foi "uma coisa inexplicável"
 
Nilton Neves desceu a ribanceira onde o carro se despenhou e constatou que não era possível abrir as portas do veículo, que ficou completamente destruído. Optou, portanto, por partir o pára-brisas. "Ela ainda estava consciente, então pedi-lhe que protegesse o rosto e parti o vidro com um bocado de madeira", recorda.
 
E, então, tudo mudou. "Foi aí que aconteceu uma coisa inexplicável. Foi como se tivesse aberto um baú do tesouro. Vi uma luz maravilhosa", partilha o brasileiro, que, após conseguir retirar a vítima que, entretanto perdeu a consciência, de dentro do carro, deu início a uma série de telefonemas para a família de Magna.
 
"Todos os familiares dela estavam muito distantes e não tinham como chegar ao local do acidente. Nesse momento percebi que não conseguiria abandoná-la", admite Nilton, que, enquanto a atual noiva se manteve desperta, tentou acalmá-la. "Peguei na mão dela e disse: nunca segurei a mão de uma mulher tão bonita. Ela conseguiu olhar para mim e dizer obrigada", relata.
 
Também Magna, que diz não se lembrar exatamente do momento do acidente mas tem na memória o salvamento, acredita que o encontro não foi obra do acaso. "Senti-me protegida quando ele apareceu. Caí numa ribanceira e o meu medo era ninguém aparecer e eu morrer ali. Quando ele surgiu, vi que era um anjo da guarda na minha vida", confessa.
 
O homem acabou por acompanhá-la na viagem de cerca de 80 quilómetros até ao hospital após a chegada da ambulância, manteve-se ao seu lado durante os exames e foi então que, inesperadamente, o pedido de casamento aconteceu.
 
"Estava com ela na sala de exames quando ela se virou para mim e disse que não sabia o que fazer para agradecer o apoio que eu lhe estava a dar. Eu só disse: simples, casa comigo. Na altura ela riu-se e disse que não daria certo, porque eu era camionista, viajante, e ela era muito 'agarrada' nos relacionamentos", relembra Nilton.

Casal já está a planear o casamento
 
Após Magna ter tido alta hospitalar, ambos mantiveram contacto por telefone e, ao fim de uma semana, combinaram encontrar-se pessoalmente. "A família dela queria conhecer-me e ela brincava, ao telefone, [a dizer que] eu precisava de ir até Rio Verde [de onde é natural] para oficializar o pedido de casamento. Eu ia viajar a trabalho naquela semana e resolvi ir".
 
Com uma cesto de chocolates e de roupa nova, Nilton fez-se à estrada. Em casa da família da mulher que salvou e, depois de longas horas de conversa, teve, por fim, direito ao primeiro beijo.

"Até então eu tinha levado aquele pedido de casamento na brincadeira", assume a noiva.  (Foto © Reprodução G1/Fernanda Testa)
 
"Achava que ele estava a fazer aquilo para me descontrair, porque eu estava com muitas dores, mas quando ele apareceu em minha casa eu percebi que ele estava mesmo interessado em algo sério", acrescenta em entrevista ao portal brasileiro.
 
Desde então, Magna começou a acompanhar o noivo nas suas viagens de camião. Os dois já vivem juntos e encontram-se, neste momento, a planear o casamento. Apesar de ter sido o "herói" da brasileira, Nilton assegura que foi ela a sua verdadeira salvadora.
 
"Conhecer a Magna foi, para mim, uma segunda oportunidade de viver. Eu estava numa fase difícil e só pensava em morrer. No meio disso tudo ela apareceu. Hoje eu penso que não fui eu que a salvei. Foi ela, naquele acidente, que me salvou", concluiu.

boasnoticias.pt

UPorto: Investigação química vence prémio internaciona

UPorto: Investigação química vence prémio internacional
O Centro de Investigação em Química da Universidade do Porto (CIQ – UP) acaba de conquistar um prémio internacional. O galardão “Food Chemistry Research Article of the Year Award 2013” foi atribuído ao CIQ-UP pela American Chemical Society (ACS), a maior sociedade científica do mundo pelo melhor trabalho na àrea das Ciências Alimentares.
 
Sediado no Departamento de Química e Bioquímica da Faculdade de Ciências da UP, o centro de investigação ganhou o galardão com um trabalho cujo objetivo passa por perceber como diferentes compostos fenólicos ativam diferentes recetores do sabor amargo nos seres humanos.

O projeto destacou-se, assim, entre cerca de 2000 artigos científicos publicados ano passado.
 
O CIQ –UP foi criado com o intuito de contribuir para o avanço da investigação fundamental em variadas áreas da química bem como a prestação de serviços à comunidade.
 
Em comunicado a Universidade do Porto revela que o prémio vai ser entregue aos membros do centro no ACS National Meeting (Encontro Nacional da American Chemical Society), que vai ter lugar em São Francisco, nos EUA, em Agosto.
 
A American Chemical Society é uma das maiores fontes de informação científica autorizada, que está na vanguarda da evolução química mundial.

boasnoticias.pt

O que aconteceu neste comboio vai deixar-te a pensar..

quarta-feira, 19 de março de 2014

Pâncreas: Novo método deteta cancro precocemente

Pâncreas: Novo método deteta cancro precocemente
O cancro do pâncreas é, habitualmente, diagnosticado já em fase avançada, o que diminui de forma muito significativa as hipóteses de tratamento e sobrevivência. Agora, porém, um grupo de cientistas suecos desenvolveu um método que permite um diagnóstico precoce e que poderá ajudar a salvar vidas.
 
A técnica em causa é da autoria de um conjunto de especialistas da Academia Sahlgrenska, pertencente à Universidade de Gotemburgo, e é capaz de identificar os precursores visíveis do cancro com 97% de eficácia, evitando que a deteção seja feita somente depois de a doença já ter alastrado a outros órgãos.
 
Além de contribuir para detetar a doença ainda num estágio inicial, a solução, que deverá começar a ser introduzida nas instituições de cuidados de saúde dentro de cinco anos, vai também minimizar os riscos de cirurgias desnecessárias, avança uma nota de imprensa divulgada pela universidade.
 
Os quistos - "compartimentos" cheios de fluido que aparecem no interior do pâncreas - são, de acordo com o que tem sido observado em estudos recentes, um dos principais sinais de que a doença poderá estar a desenvolver-se e podem, atualmente, ser detetados através de TAC (tomografia axial computorizada) e ressonâncias magnéticas.
 
No entanto, as técnicas de imagens não chegam para determinar se estes quistos constituem um verdadeiro risco de aparecimento de cancro e, muitas vezes, removê-los com recurso a uma intervenção cirúrgica é igualmente problemático já que a mesma é complexa e constitui um perigo sério para o paciente.

Novo teste é semelhante a endoscopia comum
 
Com a nova alternativa desenvolvida em Gotemburgo, que deteta a presença de mucoproteína no fluido dos quistos pancreáticos, os cientistas conseguiram um diagnóstico preciso em 77 das 79 lesões examinadas.
 
"Este é um resultado excecionalmente bom para um teste de diagnóstico e temos esperança de que este método venha a permitir a descoberta precoce do cancro, numa fase em que possa ainda ser tratado ou prevenido", afirmou Karolina Jabbar, estudante de Doutoramento e uma das responsáveis pelo estudo, em comunicado.
 
Em entrevista posterior à AFP, a cientista explicou que, "graças a esta análise é possível perceber em que fase está o cancro" e que o exame funciona como uma endoscopia comum, em que um tubo é colocado dentro da boca do paciente e conduzido até ao estômago.
 
"A diferença é que este tubo é capaz de captar imagens que nos permitem observar muito melhor o órgão e, depois, remover os fluidos", esclareceu Jabbar, cuja investigação foi publicada na revista científica Journal of the National Cancer Institute.
 
De realçar que os investigadores testaram também um novo método de análise de tumores e, com cerca de 90% de precisão, conseguiram determinar quais deles já se tornaram cancros.

A técnica poderá ser usada para decidir em que situações é necessária uma cirurgia imediata e em que casos é melhor esperar e acompanhar o desenvolvimento dos quistos. 

Clique AQUI para aceder ao estudo (em inglês). 



Projeto português ilumina centenas de famílias na Guiné

Projeto português ilumina centenas de famílias na Guiné
Um projeto português vai iluminar as casas de centenas de famílias da Guiné-Bissau e, ao mesmo tempo, dar-lhes formação para gerir uma central solar e a própria rede elétrica. Pelo nome 'Bambadinca sta claro' (em português,'Bambadinca está iluminada'), a iniciativa vai desafiar aquela aldeia a garantir a sustentabilidade do seu fornecimento de energia elétrica.
 
Para isso foi desde já construída uma central fotovoltaica híbrida de 312 kW, sendo que, nos próximos meses, será feita a instalação da rede elétrica em toda a zona de Bambadinca. Entre o total de 840 agregados familiares de Bambadinca, a ação tem como grupo-alvo os 400 mais carenciados.
 
"Esperamos poder fornecer energia a partir de Setembro", refere David Afonso, coordenador do projeto, na sessão de apresentação do tarifário do Serviço Comunitário de Energia de Bambadinca.
 
O esboço prevê que as famílias mais carenciadas possam ter acesso a energia elétrica a partir de 7,5 euros por mês, mas o responsável acredita ser possível baixar ainda mais o valor.
 
O projeto prevê que cada agregado familiar aderente reduza a sua despesa em eletricidade (geradores privados de 24% para 10% do rendimento disponível, pelo têm vindo a ser levadas a cabo ações de formação, tanto a nível técnico, como a nível da gestão e administração.
 
Nas perspetivas estão também a fixação de novas empresas e a criação de novos postos de trabalho diretos e indiretos, naquele que é um dos países mais pobres do mundo e onde só 5% da população tem acesso a eletricidade.
 
O projeto é coordenado pela TESE - Associação para o Desenvolvimento pela Tecnologia, Engenharia, Saúde e Educação, financiado pela Cooperação Portuguesa, contando ainda com o apoio da Universidade de Lisboa.


boasnoticias.eu

Pessoas preconceituosas morrem mais cedo

homofobiaPesquisadores da Universidade Columbia analisaram dados sobre a orientação sexual e atitudes homofóbicas de mais de 20 mil heterossexuais, recolhidas ao longo de 20 anos. Eles mediram o grau de preconceito com perguntas como “você acha que gays deveriam ser permitidos a ensinar em colégios públicos?” ou “casamento entre pessoas do mesmo sexo é moralmente errado?”.
Durante os 20 anos, mais de 4 mil entrevistados morreram. E o risco era maior entre os homofóbicos. Os não preconceituosos viviam, em média, 2 anos e meio a mais que os outros.
O estudo não investigou por que motivo os homofóbicos morrem mais cedo. Mas suspeita-se que seja pela mesma razão que, segundo outra pesquisa, as pessoas racistas também correm mais riscos de morrer. É culpa do stress: o nível de cortisol aumenta quando elas interagem com negros. E stress crónico pode desencadear uma série de doenças.
Pela sua vida é bom livrar-se logo de preconceitos.

arcodavelha.eu

terça-feira, 18 de março de 2014

Homem devolve carteira perdida com 3.500 euros(compensa ser honesto mas a recompensa podia ser melhor!)

Homem devolve carteira perdida com 3.500 euros
© Reprodução/The Jersey Journal
Um carteiro de New Jersey, nos EUA, devolveu uma carteira com quase 3.500 euros (4.800 dólares) depois de a ter encontrado no passeio enquanto distribuía o correio na sua rota habitual. A honestidade apanhou de surpresa o dono do dinheiro, que julgava tê-lo perdido para sempre, e valeu ao trabalhador dos correios um prémio por parte do serviço postal norte-americano.
 
Marcario Panuil, veterano da estação de Bergen South em Jersey City há 20 anos, encontrou no chão a carteira recheada com notas de 100 dólares no passado mês de Janeiro. Ao abri-la e deparar-se com a quantia avultada que continha, o carteiro não hesitou. "[A primeira coisa que pensei foi:] tenho de a devolver ao dono", contou ao jornal local The Jersey Journal.
 
Graças aos documentos no interior, Panuil conseguiu descobrir a quem pertencia: Rudolph Daniels, um pastor da Igreja Presbiteriana que tinha acabado de levantar o dinheiro para o oferecer aos filhos como presente tardio de Natal.
 
Quanto se apercebeu de que tinha perdido a carteira, Daniels ia a caminho de um centro de voluntariado local e pensou que nunca mais a veria. "Supus que tinha perdido o dinheiro definitivamente", admitiu, confessando, ainda assim, ter-se agarrado a uma ponta de esperança.
 
"Continuo a ter um bom sentimento em relação às pessoas... e fiz uma oração", recordou. No dia seguinte, e inesperadamente, as suas preces foram ouvidas: o norte-americano recebeu uma chamada dos correios para se dirigir à estação e, quando o fez, a carteira estava à sua espera.
 
De acordo com o pastor, abrir a carteira e ver todo o dinheiro no interior "foi inacreditável" e deixou-o "sem palavras. "Ele [Panuil] é um exemplo brilhante de integridade", elogiou, garantindo que não voltará a carregar consigo uma quantia tão elevada.
 
Esta semana e como reconhecimento pelo seu gesto de honestidade, o carteiro Marcario Panuil foi distinguido pelos correios de Jersey City. Steven Hernandez, responsável local dos serviços postais, destacou que Panuil é "uma grande inspiração".
 
"Deixa-nos orgulhosos o facto de apesar de tudo o que têm de fazer diariamente, os nossos funcionários não deixarem de ter em conta os interesses dos nossos clientes", disse Hernandez ao The Jersey Journal.
 
Apesar de ter recusado qualquer recompensa por parte de Daniels por ter encontrado o dinheiro e de assegurar que o reconhecimento dos colegas foi mais do que suficiente, Panuil recebeu uma carta de agradecimento do serviço postal dos EUA (USPS) e um certificado-presente no valor de 100 dólares (cerca de 71 euros).

boasnoticias.pt

O melhor e mais estranho golo que já viram!

Erro de pesquisa no Google leva americano a ser perseguido como bombista(cuidado com o que pesquisa, ainda pode ter uma surpresa desagradável)

pesquisa googleTodos nós reconhecemos que a internet sem o Google não seria a mesma coisa. Larry Page e Sergey Brin revolucionaram o mundo da internet. Pois, mas não foi só isso que revolucionaram.
Que o diga Jeffrey Kantor, um homem que trabalhava para o governo americano e que viu a sua vida mudar de um momento para o outro. Tudo porque, umas semanas antes do aniversário do filho e pensando num presente para lhe oferecer, usou o motor de busca Google para pesquisar por ‘How do I build a radio-controlled airplane’ algo como “Como construir ao avião telecomandado”. Como sabemos o Google tem a função autocomplete (autocompletar) e mal o americano escreveu How do I build a radio-controlled  o Google sugeriu logo  ‘how do I build a radio controlled bomb’, algo como ”Como construir uma bomba telecomandada”. Sem se aperceber da sugestão “malévola” o homem carregou no Pesquisar. Não reparou que a função autocompletar da pesquisa Google, havia completado “bomb” (bomba) em vez de “airplane” (avião).
Foi o fim do seu sossego. Desde então, Kantor ficou sob vigilância constante, com todos os seus movimentos físicos e virtuais rigidamente controlados pelo governo, pensando que ele era um potencial bombista.
Ele recorreu à Justiça, dizendo ser regularmente visitado por dois investigadores federais, que o tem ameaçado com observações anti-semitas. O recorrente alega também que, depois de sofrer assédio moral de superiores e colegas, incluindo ameaças de morte, foi demitido da empresa onde trabalhava a Appian Corporation.
Kantor agora pede uma indemnização de cerca de US$ 58,8 milhões de dólares (cerca de 42 milhões de €) por danos de vários tipos. Acresce ainda uma providência cautelar para que o Estado pare de imediato de o espiar.
Jeffrey Kantor iniciou o processo contra a empresa que o despediu, alegadamente por causa da busca no Google, a Appian Corporation. Mas para além da empresa Kanror tem demandado uma série de funcionários do governo – incluindo o procurador-geral Eric Holder, o diretor dos Serviços de Inteligência dos EUA James Clapper, o diretor da CIA, John Brennan, o secretário de Defesa Chuck Hagel e o secretário de Estado John Kerry .
Veja aqui a ação principal:PDF

arcodavelha.eu

segunda-feira, 17 de março de 2014

Apanhados na rádio(josé malhoa)

Nova técnica remove pedras nos rins numa só operação

Nova técnica remove pedras nos rins numa só operação
Foi desenvolvido, no Reino Unido, um tratamento pioneiro que permite remover as pedras nos rins através de uma única intervenção cirúrgica. O procedimento, conhecido como ureteroscopia bilateral simultânea, permite visualizar, em ambos os rins, o posicionamento das pedras por meio de um uretroscópio e destruí-las com um laser.
 
Normalmente, os pacientes têm que passar por várias operações para remover as pedras nos rins. Agora, Bhaskar Somani, cirurgião urológico no Hospital Geral de Southampton, no Reino Unido, está a trabalhar nesta nova técnica que permite limpar os dois rins ao mesmo tempo.
 
"Em particular nos pacientes com infeções do trato urinário que têm pedras em ambos os rins é sensato tentar limpar tudo de uma vez pois não se consegue ter a certeza de que lado está a causar a infeção", explica, em comunicado, Bhaskar Somani.
 
As pedras nos rins, que afetam mais os homens do que as mulheres, desenvolvem-se quando os cristais de sal se acumulam em pedaços, parecidos com pedras, e que não são expulsos para fora do corpo. Estas podem levar a bloqueios no sistema urinário, causar infeções, dores fortes no abdómen e nas virilhas ou mesmo causar sépsis. 
 
“De acordo com as nossas investigações, as primeiras a ser publicadas e apresentadas no Reino Unido sobre este tema, esta é uma técnica segura e eficaz, com complicações menores, equivalentes a um procedimento normal, e pode vir a ser um tratamento comum”, acrescenta Somani.
 
O coordenador da investigação realizou 22 operações utilizando a técnica da uretroscopia bilateral simultânea para remover pedras de um tamanho combinado de 21 milímetros.
 
O método inovador obteve uma taxa de sucesso de 92% com os pacientes a sofrerem o mínimo de complicações. Para além disso, mais de três quartos dos pacientes foram para casa no mesmo dia da operação.
 
“Muitos cirurgiões podem ter receio de tentar ambos os rins devido ao risco e à preocupação de causar um trauma duplo aos órgãos, mas com a experiência certa e com confiança, os benefícios de um único procedimento superam os riscos de realizar mais do que uma operação”, conclui Bhaskar.

boasnoticias.pt

Fármaco com veneno de caracol mais eficaz que morfina

Fármaco com veneno de caracol mais eficaz que morfina
Na Austrália, um grupo de investigadores conseguiu criar um analgésico ainda mais eficaz que a morfina. O mesmo é feito a partir de uma proteína presente no veneno dos caracóis e pode vir a ser um passo determinante no desenvolvimento de fármacos para o tratamento de doenças crónicas.
 
O anúncio foi feito por David Craik, professor na Universidade de Queensland, na Austrália, no âmbito de um encontro da American Chemical Society, em Dallas, no Texas (EUA). Na conferência, o especialista referiu ter criado cinco "substâncias experimentais" com base numa proteína presente no veneno do carnívoro caracol-cone.
 
Por serem até cinco vezes mais eficazes que a morfina, as mesmas serviram para idealizar toda "uma nova classe de fármacos analgésicos, capazes de aliviar algumas das doenças crónicas mais graves e difíceis de tratar". Um, desenvolvido pela equipa de Craik, já foi inclusive testado, apresentando resultados promissores.
 
O caracol-cone vive em águas tropicias, sendo facilmente encontrado em zonas como a região do oceano Índico e Pacífico, onde usa o veneno para paralisar as presas que pretende caçar.
 
Agora que os cientistas descobriram que a proteína 'conotoxina' tem um efeito analgésico nos humanos, o objetivo passam pelo desenvolvimento de um medicamento que seja administrado via oral, uma vez que o atual necessita de injeção direta na coluna vertebral do paciente.
 
Antes disso, os próximos passos requerem testes com humanos, uma vez que até agora as experiências foram apenas realizadas com ratinhos de laboratório. "Falta perceber se há ou não efeitos colaterais", esclarece David Craik, citado pela AFP. "No entanto, uma vez que ele atua de forma completamente diferente da morfina, achamos que as possibilidades de ele produzir esse tipo de efeitos são mínimas".

boasnoticias.pt

Mulher processa Playboy após tacada (forte) nas nádegas

Liz Dickson PlayboyUma modelo americana candidata a ser uma das coelhinhas da Playboy está a processar a revista e um locutor de rádio (Kevin Klein) onde pede uma indemnização de 500.000 dólares (cerca de 360.000€). Tudo por causa de uma tacada, mal dada, pelo locutor de rádio, nas nádegas da moça. Não, não se ponham c0m ideias esquisitas. Foi uma tacada de golfe!
Decorria, em Los Angels, em março de 2012, um torneio patrocinado pela revista com  a participação de alguns convidados entre eles Kevin Klein (o radialista) que decidiu fazer uma brincadeira. Com a modelo de bruços, o colocou o tee (um pequeno  suporte para a bola de golfe e que se costuma espetar no chão) espetado na minissaia da modelo entre as suas nádegas. Até aqui nada traumatizante. A seguir fez dos cálculos e deu a tacada final. Os cálculos parecem não ter sido os adequados pois o taco “raspou” com força na nádega (direita) da modelo. Resultado, uma nádega negra como se vê na foto.
Liz Dickson era uma perfeita desconhecida para o mundo da moda mas estava na “calha” para uma carreira no universo paralelo das belezas da Playboy, até que ficou gravemente lesionada neste incidente.
Entretanto processou a Playboy alegando trauma físico e emocional .

arcodavelha.eu

Publicação em destaque

A tosse de fumador pode esconder problemas de saúde graves

http://ptjornal.com/a-tosse-de-fumante-pode-esconder-problemas-de-saude-graves-62045