sábado, 31 de maio de 2014

Tubo de ensaio(Bruno nogueira-)Deu que falar Junker e Stones-

Oficina da Psicologia: Aprender a aceitar a dor

Oficina da Psicologia: Aprender a aceitar a dor
Na vida todos passamos por momentos de dor, medo ou ansiedade. Acontece connosco, com quem nos é mais próximo e até com aquelas pessoas que achamos serem imperturbáveis. Estas experiências são inevitáveis, fazem parte da natureza humana. Porém, passamos a vida a tentar evitá-las, a tentar fugir delas, a tentar distrair-nos destes momentos e destas emoções.

por Inês Custódio, Psicóloga Clínica
 
Image and video hosting by TinyPic
Na verdade, faz sentido fugirmos sempre que possível, pois desde muito novos nos é ensinado que não temos de passar por situações negativas e que devemos procurar apenas aquelas que nos fazem sentir bem.

Refletindo um pouco, percebemos que de facto é desta forma que lidamos com o mundo, por exemplo, “não quero apanhar chuva, utilizo um guarda-chuva”, “estou a queimar-me, tiro a mão”, etc.

O problema é que esta estratégia deixa de funcionar quando falamos da nossa experiência interna. Cá dentro (e poderá ver pela sua experiência) quanto mais tentamos afastar a ansiedade ou quanto mais tentamos distrair-nos da dor, evitando a todo o custo pensar nela, mais está presente.

Ao tentar evitar a dor estamos a:
 
Aumentar a experiência negativa, pensando mais sobre ela e criando outras emoções como a frustração, por não conseguirmos controlar a nossa dor.
Aumentar a perceção de que a dor é perigosa e insuportável, quando na maioria das vezes não é. Já pensou que se estas emoções existem no humano é porque as conseguimos aguentar?
Aumentar o medo da situação, pois o facto de não nos permitirmos estar verdadeiramente com ela faz com que a emoção não seja totalmente conhecida. E nós tememos mais o desconhecido.
Não estamos a encontrar uma verdadeira solução para a situação, estamos simplesmente a tentar aliviar temporariamente uma situação que voltará.

Se todas as nossas estratégias parecem falhar, uma nova solução poderá ser algo tão simples e tão assustador como aceitar e deixar estar.
Quando aceitamos que uma emoção negativa também tem espaço na nossa vida e por isso pode estar, deixamos de lutar desesperadamente contra ela e focamos a nossa energia em compreendê-la melhor, procurando outra solução para lidar com ela. Quando aceitamos estamos efetivamente a viver a emoção e não aquilo que a nossa cabeça criou a respeito dela.

É então essencial aceitarmos que há coisas boas e coisas más na vida, e que para encontrarmos a nossa paz e a nossa felicidade temos de passar por algumas experiências menos positivas.

Ao estarmos nestes momentos, ao passarmos por eles, crescemos e aprendemos, mesmo que seja algo tão simples como “tenho a força para suportar e estar com aquela dor que parecia tão insuportável” ou que “tudo acaba por passar”, pois nada é para sempre: nem a dor, nem a tristeza, nem o medo, nem o sofrimento… que eventualmente acabam por sair.
_____________________________________________
 
Para saber mais sobre este projeto visite www.oficinadepsicologia.com ou http://www.facebook.com/oficinadepsicologia
Image and video hosting by TinyPic 
boasnoticias.pt

10 imagens em que nem tudo o que parece é… #31maio

Dizem por ai que este é o Penalty mais cómico de sempre e nem vão acreditar!

Professora rapa as axilas de aluna em sala de aula

axilas rapadasUma professora rapou as axilas de uma aluna de uma turma especial da escola de Victoria (Austrália) durante uma aula. A mãe de Taylah, a adolescente de 14 anos envolvida, ficou indignada, mas a administração do colégio afirmou que rapar as axilas é parte do currículo escolar.
“Conversei com a professora no dia seguinte e ela disse-me que tinha o direito de fazer aquilo, que era parte do currículo”, contou Melissa Woods, a mãe da aluna, à rádio 3AW.
De acordo com Melissa, a filha tinha manifestado em casa o desejo de manter os pelos debaixo dos braços.
A direção da escola desculpou-se por não ter enviado um documento a Melissa a pedir permissão para rapar as axilas de Taylah, mas insistiu que continuará a ensinar que as adolescentes devem tirar os pelos do local em questão.

arcodavelha.eu

Gaia: Vacinas e medicamentos para famílias carenciadas

Gaia: Vacinas e medicamentos para famílias carenciadas
A Câmara de Vila Nova de Gaia vai passar a ceder vacinas e medicamentos às famílias carenciadas locais, no âmbito de dois protocolos assinados, esta sexta-feira, com mais de quatro dezenas de farmácias municipais e instituições locais.
 
Os mesmos preveem a distribuição de duas vacinas não integradas no Plano Nacional de Vacinação a crianças pertencentes a famílias desfavorecidas., bem como a cedência de medicamentos a munícipes com menores recursos sociais e económicos.
 
Um dos protocolos envolve um investimento de 150.000 euros por parte da autarquia e estabelece a cedência de vacinas rotavírus e pneumocócica às crianças residentes no município, nascidas em 2013 e 2014. Essas vacinas serão entregues pelas farmácias aderentes aos encarregados de educação dos beneficiários, que deverão ser identificados pela rede de parceiros local (juntas de freguesia e IPSS).
 
Beneficiarão das vacinas aquelas crianças cujos agregados familiares tenham uma soma de rendimentos igual ou inferior ao salário mínimo nacional ou em que se verifique situação de desemprego de um ou mais elementos. As vantagens estendem-se às que pertencerem a famílias numerosas (com cinco ou mais elementos) ou a famílias em que, pelo menos, um elemento seja deficiente, acamado ou com incapacidade permanente.
 
O segundo protocolo, denominado 'Gaia com Farmácias Solidárias', prevê a cedência de medicamentos a munícipes gaienses com menores recursos sociais e económicos, em contexto de doença crónica, aguda, súbita, endémica ou relacionada com o processo de envelhecimento, identificados por uma entidade sinalizadora – a ARS/Norte, através dos ACES Gaia e Gaia/Espinho.

Neste caso, caberá às farmácias aderentes a disponibilização, às IPPS envolvidas no protocolo, de um plafond financeiro anual, convertido em medicamentos sujeitos a receita médica e indispensáveis ao tratamento de doença diagnosticada, aos beneficiários sinalizados.

Saiba mais AQUI.


boasnoticias.pt

Pistácios são arma secreta contra a diabetes 2

Pistácios são arma secreta contra a diabetes 2
As pessoas pré-diabéticas, que correm o risco de desenvolver diabetes tipo 2, podem evitar a doença através do consumo de 57 gramas de pistácios por dia, revela um novo estudo.

A investigação, realizada por investigadores da Universidade Rovira i Virgili, em Espanha, verificou que os pistácios podem ajudar a prevenir diabetes em indivíduos em risco de desenvolver a doença.

Para chegar a esta conclusão, a equipa testou um grupo de 54 pessoas diagnosticadas como sendo pré-diabéticas. Durante oito meses, os participantes consumiram uma média de 57 (cerca de 60 nozes) gramas de pistácios por dia.

Embora não se tenham verificado alterações ao nível do peso, os testes sanguíneos revelaram que os níveis de glucose e de insulina no sangue, bem como o colesterol “mau” (ou seja, o LDL), tinham descido de forma significativa. Estes são os indicadores que interessa reduzir quando se pretende prevenir a diabetes tipo 2.

Uma das autoras do estudo, Mònica Bulló, apresentou os resultados no Congresso Europeu de Obesidade, que está a decorrer na Bulgária, afirmando que os pistácios são nozes particularmente ricas em nutrientes benéficos para o organismo -como gorduras insaturadas, fibras, antioxidantes e carotenoides - que combinados fazem com que o corpo processe o açúcar de forma mais eficaz.

A diabetes tipo 2 é uma doença crónica que se caracteriza pelo aumento dos níveis de açúcar (glucose) no sangue. A idade média de diagnóstico ronda os 60 anos, mas há cada vez mais casos a partir dos 30 anos. Atualmente, em Portugal, calcula-se que existam entre 400 a 500 mil pessoas com diabetes, segundo a Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP).


sexta-feira, 30 de maio de 2014

Vencedor do euromilhões doa maior parte do prémio

Vencedor do euromilhões doa maior parte do prémio
Em França, o vencedor do prémio do Euromilhões no valor de 72 milhões de euros, em Feveriro, vai doar dois terços do montante a associações solidárias daquele país. Mantendo sempre o anonimato, o homem faz questão de distribuir 50 milhões de euros daquele que é um dos maiores valores alguma vez conquistado.
 
O boletim de aposta vencedor foi validado em Haute-Garonee, no sudoeste de França, sendo apenas reclamado alguns dias depois de conhecida a chave sorteada. Em jogo estavam 72.149.579 euros que, agora, três meses volvidos, o premiado quer dividir por cerca de uma dezena de instituições sociais do seu país.
 
Segundo a entidade francesa responsável pelos jogos da sorte, citada pela AFP, trata-se de um homem com cerca de 50 anos de idade, sem filhos, com uma forte "fibra solidária". Apesar da oferta, o "generoso doador anónimo" pretende seguir com "atenção o que irá acontecer com os fundos".
 
Este valor conquistado no Euromilhões corresponde ao sétimo maior prémio alguma vez atribuído em França desde o início da iniciativa, pelo que não é a primeira vez que um francês vencedor do Euromilhões se associa a ações de solidariedade.

Há, inclusive, o exemplo do detentor do recorde do prémio - 169 milhões de euros -, que, em Novembro de 2012, criou uma fundação de caridade.


boasnoticias.pt

Portugal cria tecnologia para voar com pensamento(ver demonstração em video)

Pode uma criança fazer você chorar com a sua voz? Aqui está a prova!

Professor mostra com máquina efeitos do tabaco nos pulmões(com video)

Évora vai albergar parque solar pioneiro na Europa

Évora vai albergar parque solar pioneiro na Europa
Nasceu, na cidade alentejana de Évora, um parque solar com tecnologia fotovoltaica de concentração inovadora na Europa, um investimento de cerca de cinco milhões de euros feito pela empresa Glintt Energy. A inauguração acontece esta quinta-feira, pretendendo-se que o parque se torne uma "montra" para captar negócios internacionais.
 
Em declarações à Lusa, Manuel Mira Godinho, diretor executivo da Glintt - Global Intelligent Technologies, detentora da Glintt Energy, afirmou que o parque "tem uma componente de 'showroom' internacional para mostrar ao cliente, a quem não basta a teoria, a quem quer ver para crer".
 
Segundo o responsável, a tecnológica portuguesa ambiciona "mostrar a sua competência para conceber e implementar um parque fotovoltaico de concentração". "Acreditamos tanto nesta tecnologia que arriscámos dinheiro da empresa para montar o parque", realçou Mira Godinho.
 
A central, localizada num antigo aterro sanitário próximo de Évora, envolveu um investimento de perto de cinco milhões de euros feito nos últimos quatro anos pela Glintt Energy, com sede no Parque de Ciência e Tecnologia do Alentejo (da qual a empresa é acionista), naquela cidade.  
 
De acordo com o diretor executivo da Glintt, a estrutura fotovoltaica de quarta geração, com 2.800 painéis solares e que começou a funcionar em Abril, tem 1,26 megawatts (MW) de capacidade instalada para uma produção anual estimada de dois gigawatts/hora (GWh) de energia.
 
"É o suficiente para abastecer 800 habitações, mais de 3.200 pessoas, e permite evitar anualmente cerca de 1.000 toneladas de emissões de gases com efeito de estufa (CO2)", estimou Mira Godinho.
 
O CEO da Glintt adiantou que o parque fotovoltaico eborense é "o primeiro da Europa" a utilizar um determinado tipo de células fotovoltaicas com base em tecnologia aplicada nas estações espaciais da NASA com o apoio dos norte-americanos da EmCore Corporation (propriedade da chinesa Suncore).
 
"O painel fotovoltaico acompanha a trajetória do sol e é muito fundo, como uma caixa. No interior, tem um prisma que concentra os raios solares para um ponto específico, para uma pequena célula fotovoltaica", especificou.

Graças a este sistema, é possível obter "uma produtividade muito maior dos raios solares captados" em comparação com um "painel tradicional".
Além disso, o parque é também "muito menos exigente em termos dos componentes nobres para o fabrico das células". "E, como tenho menos células instaladas nos painéis, gasto menos energia para o funcionamento da central", acrescentou Mira Godinho.
 
Através deste investimento, que permitiu "a reabilitação ambiental de uma zona degradada", a Glintt espera conseguir "um 'showroom' para desenvolver projetos internacionais", encontrando-se, atualmente, "a procurar expandir" os seus negócios para países de África e da América Latina.
 
"[A construção do parque] é, igualmente, uma forma de atrair gestores de topo para Évora e de promover o Alentejo e Portugal, porque temos levado ao parque presidentes de empresas e gestores internacionais", conclui o empresário.


boasnoticias.pt

França: Portugal com destaque em festival parisiense

França: Portugal com destaque em festival parisiense
© Théâtre de la Ville
Portugal volta a estar em destaque naquela que é já a 5ª edição do Festival 'Chantiers d'Europe', em Paris. O país foi um dos convidados para integrar o prestigiado certame de teatro, dança, música e cinema, a decorrer de 3 a 28 de Junho, em Paris.
 
Durante um mês, a 'cidade das luzes' vai servir de montra às criações artísticas produzidas em Portugal, Espanha, Grécia e Itália, distribuídas por cerca de 20 espaços culturais. O epicentro acontece no 'Théâtre de la Ville', dirigido pelo encenador lusodescendente Emmanuel Demarcy-Mota.
 
"É uma forma de solidariedade entre Paris e esses países, que atravessam situações económicas e situações no mundo cultural e artístico de grande dificuldade", refere à Lusa o proprietário. "Mas é também uma maneira de tentar mostrar a vitalidade de novas gerações que têm a capacidade de continuar a criar e a inventar - seja no teatro, na dança, na música ou no cinema".
 
O diretor do 'Théâtre de la Ville' é também o 'pai' deste festival, cuja primeira edição, dedicada à Itália, aconteceu em Junho de 2010. Em 2011, o país escolhido foi o Reino Unido, em 2012, a Grécia e novamente a Itália e, em 2013, Portugal.
 
"Tenho a obrigação moral, estética e artística de acompanhar e mandar um sinal positivo para os artistas portugueses, gregos ou espanhóis: somos iguais e acreditamos no ato artístico como um ato fundamental da liberdade dentro de uma sociedade", afirma.
 
Por outro lado, o objetivo passa por "tentar mostrar que a Europa não se pode reduzire a uma questão económica nem à questão da dívida". Como tal, convidou alguns artistas portugueses que já passaram pelo 'Théâtre de la Ville', e outros que vão ser revelados ao público parisiense, como, por exemplo, o musicólogo Paulo Lameiro, que apresenta 'Concertos para Bebés', a 15 de Junho, no teatro Paris-Villette.
 
Também a banda Oquestrada regressa a Paris, desta vez para tocar na sala 'Le Monfort', a 17 de Junho.
 
Na dança, o coreógrafo Tiago Guedes - diretor artístico do Teatro Virgínia em Torres Novas - apresenta 'Hoje', no 'Théâtre de la Cité Internationale', a 5 e 6 de Junho, e 'Materiais Diversos', no 'Théâtre de la Ville', a 7 de Junho.
De 10 a 14 de junho, o 'Théâtre des Abbesses acolhe o espetáculo 'Jim' do coreógrafo Paulo Ribeiro, atual diretor do Teatro Viriato de Viseu.
 
A 17 de junho, 'Tear Gás', da companhia Teatro Praga é apresentado no 'Théâtre de la Ville' e, a 20 e 21 de Junho, a companhia Cão Solteiro apresenta 'Encyclopedia: X', uma performance que vai colocar o público no centro do palco do 'Théâtre de la Cité Internationale'.
 
Por outro lado, e em parceria com o festival, o Centro Cultural Português do Instituto Camões organiza debates em torno da projeção dos filmes 'Redemption', de Miguel Gomes, e 'Photo', de Carlos Saboga, enquanto a delegação parisiense da Fundação Calouste Gulbenkian propõe um espetáculo multimédia de dança de Paulo Henrique, e a Casa do Brasil da Cidade Universitária organiza um recital de poemas de Fernando Pessoa.
 
O 'pontapé de saída' do festival 'Chantiers d`Europe' (em português 'Estaleiros da Europa') é dado a 3 de Junho, com uma gala no 'Théâtre de la Ville' intitulada 'A Europa dos Poetas'.

A mesma serve de homenagem aos portugueses Fernando Pessoa, Nuno Júdice e Eugénio de Andrade, mas também aos espanhóis Antonio Machado e Federico García Lorca, aos italianos Pier Paolo Pasolini, Cesare Pavese e Dante, e aos gregos Yánis Rítsos, que Eugénio de Andrade traduziu para português, e o clássico Homero, entre outros.

boasnoticias.pt

Jovem despe-se em biblioteca cheia de estudantes na Holanda…(com video)

Telefones fixos passam da PT para a NOS

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Astronomia: Cegos vão poder "ver" o céu estrelado

Astronomia: Cegos vão poder "ver" o céu estrelado
No próximo sábado, em Moimenta da Beira, no distrito de Viseu, vai decorrer, uma concentração de astronomia onde, pela primeira vez, os invisuais vão poder "observar" o céu em tempo real. O mesmo será possível através da impressão do céu que se está a observar no momento em papel com relevo.
 
Pelo nome 'O céu nas tuas mãos - Astronomia tátil', a iniciativa será dinamizada no âmbito da concentração de mais de 40 telescópios naquela localidade do Norte de Portugal, onde "não há tanta poluição luminosa". O sítio escolhido foi o recinto do Santuário de São Torcato, em Cabaços, onde os participantes vão poder ter a iluminação pública desligada, por forma a que a noite fique ainda mais escura.
 
Esta é a quarta edição da concentração de astronomia a acontecer em Moimenta da Beira, sendo organizada pelo Clube das Ciências da Escola Básica e Secundária do concelho. "As expetativas são bastante grandes, até porque, atendendo ao número de pré-inscrições já feitas - 150 -, sabemos desde já que vamos ultrapassar as anteriores edições em termo de participantes e de telescópios presentes", conta Paulo Sanches, da organização.
 
Nos preparativos para a ação científica, em conversa com uma colega, o responsável teve a ideia de, de alguma forma, possibilitar a observação do céu, em tempo real, a invisuais. "Percebi que íamos precisar de 'webcams', computadores, impressoras normais e impressoras térmicas, pelo que o objetivo será imprimir em papel, com relevo, aquilo que estamos a observar no momento", revela.
 
A concentração de telescópios de Moimenta da Beira aconteceu pela primeira vez em 2009, no âmbito das comemorações do Ano Internacional da Astronomia. "Na altura pensei: se se faziam concentrações de motas, porque não haveria de fazer uma concentração de telescópios?", lembra o responsável.
 
Estando, ao início, apenas prevista para esse ano, a atividade acabou por se estender aos anos seguintes, tendo em conta o seu sucesso. Este ano, o programa integra a realização de várias palestras ao longo da tarde de sábado, nas quais participam, sobretudo, astrónomos, mas também professores de outras escolas e entusiastas pela astronomia.
 
A partir das 21h30, as perspetivas são de reunir cerca de 200 pessoas no recinto do santuário, para a observação noturna.


boasnoticias.pt

Canoagem: Três portugueses no top do 'ranking' mundial

Canoagem: Três portugueses no top do 'ranking' mundial
© Federação Portuguesa de Canoagem
Há três portugueses a figurar no top do 'ranking' internacional das diferentes categorias da modalidade de canoagem. Depois dos resultados nas primeiras etapas da Taça do Mundo, Fernando Pimenta, Teresa Portela e Hélder Silva fazem com que Portugal domine os cinco primeiros lugares da tabela.
 
Fernando Pimenta, vice-campeão olímpico de K1, só por si, é responsável por cinco das sete medalhas conquistadas por Portugal, nas três etapas da Taça do Mundo da época, que aconteceram em Itália, República Checa e Hungria. O feito faz com que o português ocupe o quarto lugar do 'ranking' dos praticantes de K1, com um somatório total de 14 pontos.
 
A tabela, elaborada pela Federação Internacional de Canoagem, é liderada pelo alemão Max Hoff, com 30 pontos.
 
Em K1 500, Teresa Portela soma 15 pontos em sexto lugar do 'ranking', depois da conquista do bronze, o fim-de-semana passado, em Szeged, na Hungria. A liderança é ocupada pela neozelandesa Lisa Carrington, com um total de 37 pontos.
 
Por sua vez, em C1 200, as honras vão para Hélder Silva, o português melhor classificado, com este a ocupar o terceiro posto em canoas e a somar 13 pontos. Aqui, a tabela é encabeçada pelo campeão olímpico alemão Sebastian Brender, com 30 pontos.

Saiba mais AQUI, no site da Federação Portuguesa de Canoagem.


boasnoticias.pt

Jogador chora e pede para abandonar jogo... o porquê deixa qualquer um emocionado!

Stephen Hawking cria fórmula para o ‘penalti perfeito’

penalti-01O físico Stephen Hawking, um dos homens mais inteligentes do mundo, criou uma fórmula para o penalti perfeito depois de analisar todas os jogos dos Mundiais de Futebol desde que os  penaltis foram introduzidos no torneio, em 1978.
O primeiro ponto para que um jogador marque um golo de penalti é ganhar velocidade. “Por isso, tome balanço de mais de três passos”, escreve Hawking no blog do site de apostas PaddyPower. De acordo com os cálculos do famoso cientista da Universidade de Cambridge, o jogador tem 87% de probabilidade de marcar um golo quando toma um balanço de mais de 3 passos. A probabilidade cai para 58% se a corrida for mais curta do que isso.
“Mas a velocidade não significa nada sem um bom posicionamento dos pés”, alerta Hawking. Ele recomenda o uso do interior do pé, em vez do peito do pé, ao chutar a bola. Isso aumenta em 10% as chances de se marcar um golo.
Hawking também determinou os lugares da baliza onde a bola tem mais probabilidades de entrar. “As estatísticas confirmam o óbvio. Chutar ao canto superior esquerdo ou direito”, afirma. Os penaltis batidos para estas zonas são convertidos em golo em 84% das vezes.
O cientista diz não ter evidências de que ser canhoto ou destro influencie as chances de golo.
Hawking ainda dá uma dica para os guarda redes. “Distraiam o jogador que bate o penalti pulando de um lado para o outro”, diz. Quando isto acontece, o GR tem 18% mais probabilidade de defender o remate.


arcodavelha.eu

Estradas de painéis solares podem alimentar um país

Porto: Jantar solidário quer ajudar jovem com cancro(veja como pode ajudar)

Porto: Jantar solidário quer ajudar jovem com cancro
© Hotel Intercontinental Porto
No Porto, uma associação de pais uniu-se para angariar fundos e ajudar uma aluna com cancro, que precisa de fazer tratamentos na Alemanha. A ação de solidariedade está a acontecer na Escola Clara de Resende e vai contar com um jantar, ao qual já aderiram oito chefs e um hotel da região.
 
O objetivo é apoiar Inês Raio de Luz, como é conhecida esta jovem de 16 anos, diagnosticada com um tumor raro e resistente a químicos: carcinoma mioepitelial. Depois de vários tratamentos em Portugal, os resultados pareciam animadores. No entanto, ao fim de algum tempo, o cancro acabou por reincidir.
 
A alternativa passa por tentar um tratamento de imunoterapia com células dendríticas, numa clínica alemã, capaz de ativar o sistema imunitário para combater o cancro. No entanto, "as sessões, as viagens e as estadias são caríssimos e a família não tem capacidade para suportar estas despesas".
 
Helena Tavares, presidente da associação de pais daquela escola, tem vindo a acompanhar o caso e sabe que foram já realizadas algumas sessões, com resultados animadores, mas que a mãe, solteira e com três filhas para sustentar, não consegue assegurar mais despesas.
 
Como tal, há amigos e, inclusive, duas antigas professoras, a organizar eventos com vista a ajudar a jovem estudante. Até hoje, o mais importante, pelo número de pessoas envolvidas e valores angariados, foi um espetáculo realizado em Janeiro, no complexo municipal de ténis da Maia.
 
Ainda assim, tendo em conta a frequência dos tratamentos, as verbas angariadas ainda não são suficientes. Como tal, a associação de pais fez questão de arregaçar as mangas e organizar mais uma iniciativa de solidariedade, desta vez um jantar de 120 pessoas.
 
O mesmo terá lugar no próximo sábado, no Hotel Intercontinental, que cedeu gratuitamente o espaço, e será preparado por oito chefs de cozinha: Camilo Jaña, João Pupo lameiras, António José Vieira, Manuel Almeida, Nuno Inverneiro, Pedro Sequeira, Elísio Bernardes e Sara Oliveira.
 
O preço é de 35 euros por pessoa, sendo que os interessados devem inscrever-se através do e-mail apclararesende@gmail.com.

Acompanhe a história de Inês Raio de Luz AQUI.

boasnoticias.pt

Vulcão na Idonésia expele lava azul proporcionando imagens incríveis. Veja!

Estacionamentos na Coreia do Sul têm lugares maiores para mulheres

estacionamento mulheresA mais nova investida para tornar Seul (Coreia do Sul) a capital mais amigável para as mulheres alterou os estacionamentos da cidade. A partir de agora, elas têm vagas 20 centímetros maiores do que as vagas normais. A medida segue o exemplo de algumas cidades da China, Kuwait, Malásia, Indonésia, Áustria, Itália e Alemanha que também reservam vagas especiais para… mulheres!
O projeto sul-coreano inclui ainda melhoria das calçadas para que as mulheres possam transitar tranquilamente, mesmo usando saltos, instalação de mais 7 mil cabines de casas de banho (para mulheres) e a instalação de câmaras nas creches para que os pais possam monitorizar os seus filhos a partir do trabalho. Com esta medida, as autoridades esperam influenciar as mulheres a procurar trabalho.
As melhorias deverão ser feitas nos próximos quatro anos e prevê-se custarem pouco mais de 500 milhões de €.
Os espaços chamados “vagas para elas” são marcados com tinta cor de rosa e “ilustrados” por bonecos de saias no chão. Não está claro se os homens que estacionarem nas vagas destinadas às mulheres serão multados.
Cho Eun-hee, funcionária da Secretaria do bem-estar da família e da mulher, defendeu as medidas em entrevista ao “Korea Times”: “Quando uma mulher está feliz todo o mundo está feliz”.
As críticas à medida, chamada de paternalista e sexista, são muitas, mas as autoridades sul-coreanas consideram as vagas especiais um importante recurso para garantir mais segurança às mulheres. Os espaços estão localizados perto das lojas, onde há menos iluminação.

arcodavelha.eu

Facebook desiste de partilhar tudo sobre todos

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Despedidos de empresa por não votarem no patrão

Dois trabalhadores da construção civil dizem-se dispensados porque o patrão não venceu as eleições para a Junta da União de Freguesias de Monte/Queimadela, em Fafe, onde se realizou novo sufrágio este domingo.
 
foto CARLOS RUI ABREU/JN
Despedidos de empresa por não votarem no patrão
Agostinho e Jorge à entrada da empresa
 
Na segunda-feira, quando Agostinho Simões e Jorge Costa se apresentaram para trabalhar foram surpreendidos. "Ele fazia parte da lista PS/PSD e ameaçou--nos que se perdesse nos punha à porta. Não estávamos em nenhuma lista, mas ele disse-nos que se não votássemos nele que nos punha à porta, mas nós votamos em quem quisermos", explicou Agostinho, depois de surpreendido com "duas cadeiras à porta" do escritório da empresa.






jn.pt

Empresa lusa equipa novo hotel de luxo no Dubai

Empresa lusa equipa novo hotel de luxo no Dubai
© Vicaima
Depois das prestigiadas 'The Gate Towers, em Abu Dhabi, a marca portuguesa Vicaima volta a vingar no Médio Oriente, desta vez no Sofitel Dubai Downtown, nos Emirados Árabes Unidos.
 
O trabalho da empresa lusa foi selecionado para equipar o mais recente empreendimento da cadeia francesa Sofitel Luxury Hotels com soluções 'taylormade' como portas, aros e painéis de revistimento.
 
Entre as encomendas de luxo à marca portugesa encontra-se uma solução inovadora que apresenta o conjunto de porta e aro faceado com os painéis, numa única peça. A mesma foi desenvolvida para responder às exigências técnicas do projeto, cumprindo todos os requisitos ao nível de corta-fogo e isolamento acústico.
 
Presente na entrada dos quartos, nas zonas comuns e de serviços, bem como nas portas comunicantes, a mesma é feita essencialmente à base de folha natural de bamboo, de encontro à modernidade e elegância do hotel de luxo.
 
Destaque também para as portas com bandeira em painel contínuo, portas de duas folhas e de correr. Além disso, a Vicaima foi também a empresa responsável pelo fornecimento dos painéis de revestimento, peças para mobiliário, roupeiros e rodapés para aquela que é já a terceira unidade do grupo francês, no Dubai.
 
Antes deste projeto, a mesma empresa lusa tinha já assinado a arquitetura de interiores das 'The Gate Towers' e o Central Market, em Abu Dhabi, e o Standpoint Burj Dubai.

boasnoticias.pt

Mágico volta a deixar todos de boca aberta na semi-final do show Britains Got Talent!

Chrome passa a bloquear extensões que não estejam na Web Store

Jovem assassinada viaja 400 quilómetros dentro de caixa

foto DR
Jovem assassinada viaja 400 quilómetros dentro de caixa
Cadáver viajou 400 km através do serviço postal japonês
 

As autoridades japonesas estão a investigar o assassinato de uma mulher de 29 anos cujo cadáver foi enviado por correio desde Osaka até Tóquio. O corpo de Rika Okada viajou mais de 400 quilómetros dentro de uma caixa que aparentava ser uma encomenda.
A caixa, com dois metros de comprimento, tinha uma etiqueta que dizia "Boneca" e foi encontrada num armazém de depósito em Hachioji, no oeste da cidade.
Desaparecida desde março, a enfermeira tinha deixado uma mensagem na sua página do Facebook onde dizia que estava com um amigo que não via há muitos anos.
A principal suspeita é uma brasileira que terá utilizado o passaporte de Rika para viajar. Os cartões de crédito da vítima terão sido usado para pagar o envio da encomenda e o depósito no armazém.
A suspeita já se entregou no consulado geral do Japão, em Xangai, na China, mas a sua identidade ainda não foi revelada.

jn.pt

A inesperada amizade entre uma menina e uma águia

A inesperada amizade entre uma menina e uma águia
Foto © Cater/ Asher Svidensky
Aos 24 anos, o fotógrafo israelita Asher Svidensky já sabe bem o quer: contar estórias com a sua câmara. No final de 2013, viajou até à Mongólia, no interior da Ásia. Ali encontrou tradições antigas que estão a passar para as novas gerações. E uma menina que percorre as montanhas com uma águia na mão.

por Patrícia Maia
 
No topo da montanha, a menina e a águia partilham o mesmo céu. Para encontrar esta imagem, o jovem fotógrafo Asher Svidensky teve que “ouvir o sussurro” da sua “voz interior”. Valeu a pena. As fotos dos caçadores-águias da Mongólia foram publicadas em jornais e revistas do mundo inteiro e valeram-lhe fama internacional. 

Num mundo saturado de imagens, Asher acredita que para marcar a diferença, enquanto fotógrafo, é preciso ir mais longe. “Não penso que os 'smartphones' e as câmaras digitais ameacem a nossa carreira, mas tento acrescentar algo de mais valioso, aliando as minhas imagens à minha vontade de contar estórias”, explica em entrevista ao Boas Notícias, a partir de Israel.

Para encontrar uma boa estória, é preciso procurar. Depois de trabalhar três anos como fotógrafo do exército e dois anos na área da publicidade, Asher conseguiu juntar dinheiro para ir atrás dos seus instintos e encontrar o que procurava.
 
Asher Svidensky com duas crianças na Mongólia

“Fiz muitas coisas que não queria como fotógrafo”

“Tentei trabalhar como foto jornalista mas percebi que não havia dinheiro: estavam sempre a pedir-me para trabalhar de graça. O que consegui, durante dois anos, foi trabalhar para publicidade. Fotografei produtos, embalagens, joias… Fiz muitas coisas que não queria mas durante esses dois anos consegui poupar dinheiro para as viagens”, recorda.

Asher começou por viajar até à China, onde lhe disseram que “conseguiria boas imagens para vender”. “Mas desde o dia em que saí de Israel com destino à China, tudo o que aconteceu, de bom e de mau, conduziu-me a esta reportagem. Não foi planeado, foi como se estivesse a ser conduzido. Só percebi isso no final mas foi o que aconteceu”, explica.
 
“Ver com os meus próprios olhos” 
 
Na China, senti-me “muito sozinho, senti que as minhas fotos não acrescentavam nada de novo ao que já tinha sido feito: pouco fugiam das imagens batidas de camponeses idosos ao pôr-do-sol”.

Asher decidiu seguir a sua voz interior: “Estava intrigado pela Mongólia porque não encontrei praticamente informação nenhuma sobre o país. Se perguntares a qualquer pessoa no mundo que te diga qualquer coisa sobre África ou sobre Nova Iorque, as pessoas conseguem dizer qualquer coisa. Mas a Mongólia é um mistério. Há quem nem saiba que existe. Isso intrigou-me. Quis ser eu a contar a estória desse país, quis ver com os meus próprios olhos”.

Image and video hosting by TinyPic
O fotógrafo Asher Svidensky a mostrar as suas fotografias a uma das famílias da Mongólia

Esteve 40 dias na Mongólia a fotografar. Contratou um tradutor para ficar “mais próximo das pessoas”, percorreu quilómetros a cavalo. Foi em Ulgii, uma cidade na zona oeste do país, que ouviu falar nos caçadores-águia. Na Mongólia, esta é uma tradição com vários séculos. Os caçadores são iniciados por volta dos 13 anos, altura em que já têm força para segurar uma águia com as mãos. As aves são domesticadas desde bebés e são usadas para caçar animais como raposas ou marmotas.
 
“Encontrar estas famílias foi um desafio. Ouvimos dizer que existiam mas não sabíamos exatamente onde estavam. Andámos muitos quilómetros a cavalo, em montanhas que chegavam aos 20 graus negativos, perguntando às pessoas se conheciam algum caçador. Ao fim de uns dias batemos à porta de uma casa e quando o miúdo abriu a porta percebi logo que tinha encontrado a pessoa certa”, recorda o fotógrafo.
 
Depois de passar alguns dias com a família do jovem Irka Bolen e de o fotografar treinando a águia com o seu pai, Asher continuou à procura de mais personagens para completar a sua estória. Chegou a fotografar o menino-caçador mais jovem da Mongólia. Bahak Birgen tem hoje 14 anos, mas começou a treinar a sua águia quando tinha apenas 8 anos. Mesmo depois destas imagens, o fotógrafo israelita sentia que continuava a faltar qualquer coisa.
 
“Momentos que me fazem sentir vivo”
 
Foi então que a sua busca conduziu à estória que viria a marcar a diferença: a única rapariga que convive, tal como os rapazes, com uma águia. A tradição mongol dita que apenas os homens devem ser iniciados nesta arte, mas a jovem Ashol Pan prova que, mesmo na Mongólia, a tradição nem sempre é o que era. São estes momentos que “me fazem sentir vivo e que me fazem sentir que o que faço vale a pena”, conclui o fotógrafo.
 
O jovem fotógrafo com dois caçadores com águias nas montanhas de Ulgii, Mongólia

Asher está de novo em Israel mas vai regressar, já este Verão, à Mongólia, para trabalhar com as Nações Unidas na preservação das tradições mongóis junto das gerações mais novas.

Para breve, o jovem fotógrafo espera fazer uma reportagem sobre o xamanismo, na Sibéria, “porque é um daqueles temas sobre o qual não há informação”, explica. E de onde virá o dinheiro? Asher tem a resposta preparada: “Senão arranjar dinheiro vou financiar eu a viagem. Precisamos acreditar em nos próprios!”.

Clique AQUI para visitar o site oficial de Asher Svidensky e conhecer melhor o seu trabalho.

boasnoticias.pt

Parecia um lindo amanhecer na cidade do Panamá, mas algo se aproxima e tudo muda em segundos!

As suas preferências sexuais afinal estão escritas na… sua cara!

rostoA sua cara pode dizer mais de si do que pensa, mais, pode mostrar mais de si do que imagina, como uma espécie de radiografia que revela muito para além daquilo que vemos a olho nu.
Com base na arte milenar chinesa de leitura facial, a sexóloga britânica Tracey Cox resolveu fazer um estudo da personalidade sexual e chegou às seguintes conclusões:
Bocas pequenas atingem rapidamente o orgasmo, mas bocas grandes também são bons amantes, pouco egoístas e que se demoram a dar prazer aos companheiros ou companheiras.
Sobrancelhas pequenas e finas revelam pouco interesse no sexo. São pessoas muito mais racionais. Pelo contrário, as sobrancelhas farfalhudas dizem do outro que é um bom parceiro sexual e com muita queda para novas experiências eróticas.
Descemos até aos olhos.A sexóloga faz a distinção entre os olhos claros, que se satisfazem rapidamente, e os olhos negros diz que estes são «dinamite na cama», como cita o «Daily Mail».
Narizes empinados recebem quase nota negativa, ao contrário dos batatudos que gostam de fazer sexo e fazem imenso sexo.
A partir do momento que ler este texto, já não vai dizer tão mal das rugas, do queixo ou dos olhos, porque podem não dizer assim tão mal da sua performance sexual.
Brincadeiras de fora, o estudo do rosto é algo que apaixona investigadores há muito, já que a cara pode ter sete mil expressões diferentes e tal como as impressões digitais, nem os gémeos verdadeiros são iguais

arcodavelha.eu

terça-feira, 27 de maio de 2014

Quando 12 patinhos, de apenas alguns dias, apanham uma escada para subir… Incrível! (será que conseguem subir,vejam o video)

Nova vacina contra meningite B chega a Portugal

Nova vacina contra meningite B chega a Portugal
Já está disponível em Portugal a primeira e, atualmente, única vacina contra a meningite B para crianças com dois ou mais meses de idade. No

No entender dos especialistas, a vacinação é a melhor forma de prevenção contra o meningococo do grupo B, cuja manifestação é potencialmente epidémica e pode ser fatal em apenas 24 horas.
 
A notícia foi avançada pela farmacêutica Novartis que, em comunicado enviado ao Boas Notícias, explica que a meningite é um problema de saúde pública devido à sua natureza agressiva, constituindo-se a meningite B como a principal causa de doença meningocócica e septicémia no mundo desenvolvido.
 
De acordo com a empresa, os sintomas iniciais da meningite não são claros e a sua progressão clínica é rápida, podendo a mesma surgir repentinamente em indivíduos previamente saudáveis. 
 
Segundo a Novartis, a taxa de incidência da meningite B em crianças com idade inferior a quatro anos é de 20 a 50 casos por 100.000 habitantes em países desenvolvidos. Entre 8% a 10% dos casos são fatais e cerca de 20% das crianças afetadas sofrem sequelas graves.
 
Em Portugal, os dados epidemiológicos mais recentes indicam que entre 1 de Janeiro e 31 de Dezembro de 2011 se registaram 85 casos de doença invasiva meningocócica

boasnoticias.pt

Anónimo anda a espalhar dinheiro por São Francisco

Anónimo anda a espalhar dinheiro por São Francisco
Foto © Hidden Cash
Alguém anda a espalhar envelopes com notas de 100 dólares (cerca de 73 euros) pelas ruas de São Francisco, nos EUA. O misterioso benfeitor tem uma conta de twitter onde vai deixando dicas sobre o local onde serão deixadas as próximas notas.
 
São já mais de 50 mil os seguidores da conta do twitter Hidden Cash. Na última publicação, o homem (ou a mulher) que anda a distribuir dinheiro pelas ruas, já avisou que o próximo envelope vai ficar no bairro de San Jose.
 
De cada vez que um envelope vai a caminho das ruas, o benfeitor anónimo deixa uma pista no seu tweet. O autor desta generosa ação tem também pedido a quem encontra as notas que publique fotos da sua descoberta. E são já dezenas as fotos e os vídeos publicados online pelas pessoas que tiveram a sorte de se cruzar com os valiosos envelopes.
 
De acordo com alguns sites norte-americanos, que terão falado com o benfeitor anónimo através de email, o objetivo é estender o projeto Hidden Cash a outras cidades dos EUA.
 
"Para mim não há problema de dar pelo menos 1.000 dólares por dia, não vai afetar as minhas finanças”, garante o benfeitor citado pelo Huffington Post. "O plano é ampliar o projeto a outras cidades”, acrescenta, apontando Las Vegas e Nova Iorque como as próximas candidatas.
 
Ainda de acordo com o site Huffington Post, o objetivo deste anónimo milionário é “dar origem a um movimento nacional” de donativos.
 
De acordo com outras fontes norte-americanas, o benfeitor é um magnata do ramo imobiliário que tem o sonho de retribuir algo do que tem recebido à comunidade.
 
“Ganhei milhões de dólares nos últimos anos, mais do que alguma vez pensei que pudesse ganhar, contudo continuo a ter amigos que não têm dinheiro para comprar uma casa modesta”, disse o homem ou a mulher ao site Bold Italic. 

boasnoticias.pt

Scott mckenzie(san francisco)


Governo abre quase 2.000 vagas para professores

Governo abre quase 2.000 vagas para professores
O Ministério da Educação e Ciência (MEC) prepara-se para abrir um total de 1.954 vagas para Quadros de Zona Pedagógica (QZP). De acordo com um despacho publicado recentemente em Diário da República, os professores vão poder concorrer aos lugares existentes através de concurso externo extraordinário.
 
Segundo o diploma, as quase 2.000 vagas destinam-se a educadores de infância e professores dos ensinos básico e secundário e os grupos de recrutamento com maior número de vagas dizem respeito às disciplinas fundamentais, nomeadamente o Português, a Matemática, Física e Química, Biologia e Geologia e Ciências da Natureza.
 
Em comunicado, o MEC realça ainda que, "à semelhança do verificado na primeira vinculação, há também um número relevante de vagas para docentes de Educação Especial, dando continuidade ao reforço e à atenção que o Governo tem dado a esta área".
 
Os cálculos daquele Ministério estimam que, graças aos concursos abertos no ano passado e ao novo processo de vinculação extraordinária de docentes do ensino artístico que deverá iniciar-se em breve, até Setembro deste ano (e desde o início da legislatura) deverão estar vinculados àquele orgão mais de 2.600 professores.
 
Saliente-se que a portaria agora publicada surge poucos dias depois do diploma que veio alterar o decreto-lei que regula os concursos de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente, introduzindo a obrigatoriedade da passagem aos quadros de todos os docentes que completem cinco anos de serviço. 

Clique AQUI para aceder ao despacho publicado em Diário da República

boasnoticias.pt

Ninguém esperava acontecer aquilo quando pano caiu! Foi no show Britains Got Talent!

10 imagens de primeira à segunda (feira) #26maio

Bosch tem dezenas de oportunidades em Portugal

 Bosch tem dezenas de oportunidades em Portugal
A Bosch Portugal tem, neste momento, mais de 10 processos de recrutamento em aberto, para várias áreas profissionais e nas três cidades do país - Braga, Aveiro e Ovar – onde tem unidades de produção.
 
A maior parte das vagas são para o pólo mais importante da Bosch no nosso país, Aveiro, onde a empresa produz os esquentadores da Vulcano. Para esta unidade a Bosch procura um engenheiro de ‘software’, um engenheiro Mecânico de Desenvolvimento, um gestor de projetos de Industrialização, em engenheiro, e vários engenheiros de ‘hardware’.

Ainda em Aveiro, há uma vaga para um Estágio Profissional na área dos Processos de Melhoria Contínua.

Para a unidade da Bosch em Braga, há uma vaga para designer gráfico de automóveis, para um engenheiro de Produto e Produção, para engenheiro de mecânica e um lugar para engenheiros de Gestão Industrial. Procura-se ainda um planeador de Material Logístico.
 
Já na unidade de Ovar, há um estágio aberto no Departamento de Qualidade e um estágio profissional para Programador Web.

Na página de recrutamento da empresa é possível consultar os requisitos de cada função, bem como o contacto da pessoa responsável pelo recrutamento. As candidaturas devem ser apresentadas online.
 
No total, incluindo o departamento comercial em Lisboa, a Bosch Portugal emprega cerca de 3.200 pessoas em território nacional, tendo obtido vendas de 865,2 milhões de euros em 2012.

Clique AQUI para consultar todas as oportunidades na Bosch.

boasnoticias.pt

Mulher arma confusão e diz «Não viajo ao lado de um negro»! Só não esperava o que ia acontecer depois!(video de uma campanha contra o racismo)

Banquete no Vaticano irritou o Papa Francisco

Uma festa de 18 mil euros, para 150 pessoas, realizada num terraço com vista para a Praça de São Pedro, por ocasião da cerimónia de canonização de João XXIII e João Paulo II, deixou o Papa Francisco irritado, por não se enquadrar no estilo de simplicidade que defende.
 
Banquete no Vaticano irritou o Papa Francisco
Imagem do banquete no terraço da prefeitura dos Assuntos Económicos
 
No passado dia 27 de abril, aquando da cerimónia de canonização de João XXIII e João Paulo II, realizou-se uma festa privada no terraço da prefeitura dos Assuntos Económicos, na Praça de São Pedro.
Cerca de 150 pessoas, entre conhecidos empresários, religiosos e jornalistas italianos, desfrutaram de um banquete que custou 18 mil euros e que, apesar de ter sido pago por patrocinadores privados, não caiu bem ao Papa Francisco.
Foi o cardeal Giuseppe Versaldi, presidente da prefeitura dos Assuntos Económicos, que fez saber do desagrado do Papa em relação ao evento, por considerar que não se enquadra no seu ideal de simplicidade. "Não posso revelar o que disse [o Papa]. Informei-o e só posso dizer que não ficou muito contente. Mas posso garantir que estes episódios não voltarão a repetir-se", disse, segundo declarações citadas na edição online do jornal "El Mundo".
O cardeal Versaldi, que assegura não ter tido conhecimento prévio da festa, diz ter ordenado um inquérito para apurar quem organizou o evento. O semanário "L'Espresso" - que revela o caso esta sexta-feira - diz que foi uma jovem relações públicas contratada pelo Vaticano no âmbito da comissão de reforma das finanças da Santa Sé.
"Esta história é uma idiotice e deve-se aos meus inimigos, que querem desacreditar-me perante o Santo Padre. Eu estava presente como membro da comissão. Não chamei nenhuma empresa. Foi tudo organizado pela prefeitura. Versaldi diz que não sabe de nada? Pode dizer o que quiser. Eu não tenho necessidade de fazer lóbi no Vaticano: naquele dia só rezei, bebi um copo e fui embora", garante a relações públicas Francesca Immacolata Chaouqui.
As fotografias da festa que foram divulgadas publicamente contribuíram para aumentar o desagrado do Papa Francisco, em especial as que mostram o sacerdote espanhol Lucio Ángel Vallejo Balda, secretário da prefeitura, a distribuir a comunhão com as hóstias numa peça de loiça do "catering".
"Estou surpreendido e indignado com esta mistura [entre o mundano e o religioso]. Informei as autoridades superiores para apurar o responsável disto tudo, que choca com o estilo que o Papa Francisco quis dar a esta celebração, um nível de sobriedade e de participação popular", frisou o cardeal Versaldi.
Em causa está o contraste entre os milhares de fiéis que passaram a noite nas ruas de Roma ao relento para assistir à cerimónia de canonização e o generoso banquete que decorreu no terraço da prefeitura dos Assuntos Económicos. O convite tinha o símbolo da prefeitura e o nome dos patrocinadores: uma seguradora de saúde (Assidai) contribuiu com 13 mil euros e a uma petrolífera italiana (Medoilgas) custeou os 5000 euros do "catering".


jn.pt

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Vaga de incêndios em carros causados por… ninhos de pássaros!

ninhosAlguma vez passou pelo azar/incómodo do seu carro pegar fogo? Sabia que a causa desse incêndio pode ser um ninho de pássaro!?
Uma onda de incêndios está a deixar em polvorosa o arquipélago de Orkney (Escócia). Nas últimas semanas três carros arderam na região.
Não foram incêndios criminosos. Na verdade, por de trás do fogo estão ninhos de pássaros construídos debaixo do capô dos veículos. Ora os pássaros estão a usar o compartimento do motor dos carros para fazerem os ninhos. Depois, em andamento os motores e as tubagens aquecem e fazem com que os componentes secos dos ninhos (ramos ecos, palhas, papéis) peguem fogo!
Por causa da ausência de árvores, os pássaros de Orkney estão a fazer os ninhos em qualquer espaço seco que encontram, de acordo com o “Scottish Express”

arcodavelha.eu

França encomenda 2.000 carruagens que não cabem nas estações

comboio_francaA companhia francesa de caminhos de ferro, SNCF, investiu 15 mil milhões de euros em duas mil carruagens. Mas as medidas terão sido mal tiradas e agora as composições não cabem nas plataformas das estações.
Terá sido o gestor da infra-estrutura, a RFF (Rede Ferroviária de França), a fornecer as medidas erradas à companhia SNCF, que fez a encomenda das composições Regiolis à Alstom.
O erro levou a que a SNCF já tivesse gasto, segundo a Reuters, 80 milhões de euros em obras de adaptação das plataformas de algumas estações das linhas regionais. Mas o montante pode aumentar, já que, segundo a BBC, há ainda mil destes cais por ajustar.
Um porta-voz da RFF confirma que a empresa “descobriu o problema um pouco tarde”.
O ministro francês dos Transportes, Frédéric Cuvillier, culpou o “absurdo sistema ferroviário” pelo engano: “Quando se separa o operador ferroviário da companhia de comboios é isto que acontece”.

arcodavelha.eu

Ofício dos chocalhos candidato a Património Mundial

Ofício dos chocalhos candidato a Património Mundial
© JF Alcáçovas
A arte portuguesa de fazer chocalhos, ofício tradicional com particular importância no Alentejo mas que se estende por todo o país e que corre risco de desaparecer, acaba de ser aceite como candidata a Património Cultural Imaterial com Necessidade de Salvaguarda Urgente da UNESCO.
 
A aceitação da candidatura foi comunicada à Lusa na passada sexta-feira pelo coordenador da iniciativa, Paulo Lima, que contou que o processo, tal como exige a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) foi entregue por Portugal antes do fim de Março em Paris, França, e "agora chegou a confirmação de que foi aceite".
 
"A UNESCO confirmou-nos que a candidatura cumpre os requisitos para ser analisada. Lá para Setembro ou Outubro, se for necessário, vão começar a pedir-nos informações adicionais e, depois, em Fevereiro de 2015, se tudo estiver em ordem, [a candidatura] segue para a comissão de especialistas", adiantou o responsável.
 
Segundo Paulo Lima, é esta comissão que, mais para "o final de 2015" irá " avaliar e decidir se a arte chocalheira candidatada por Portugal, a par de dezenas de candidaturas de outros países, é ou não classificada".
 
Apesar de ainda faltarem largos meses até ser conhecida a decisão da UNESCO, o coordenador da candidatura diz-se otimista em relação à possibilidade de aquela organização vir a aprovar a integração da arte de fabricar chocalhos naquela que é a sua "mais importante lista".
 
"A candidatura cumpre profundamente os requisitos para ser aprovada", considerou, assegurando que a mesma "é sustentada no conhecimento das técnicas tradicionais, envolve um conjunto de entidades capaz de suportar a sustentabilidade e transmissão desta arte e está em risco de extinção".

Arte chocalheira é "transversal ao país"
 
O projeto de candidatura é liderado pelo Turismo do Alentejo, que tem trabalhado em parceria com a Câmara de Viana do Alentejo e a Junta de Freguesia de Alcáçovas e conta ainda com o apoio de outros municípios portugueses nos quais continua a haver quem se dedique ao fabrico de chocalhos.
 
Trata-se de uma manifestação cultural que é, de acordo com os promotores, "transversal ao país", embora tenha "maior expressão" na região do Alentejo, onde abrange três municípios: Estremoz, Reguengos de Monsaraz e Viana do Alentejo.
 
Inicialmente, a candidatura centrou-se na freguesia de Alcáçovas, no concelho de Viana do Alentejo, onde a arte chocalheira tem especial importância e representtividade, já que ali existem ainda hoje "à volta de cinco chocalheiros", notou Paulo Lima, admitindo que os responsáveis acabaram depois por decidir alargá-la ao resto do país.
 
"Já só existem 13 mestres chocalheiros em Portugal", pelo que foi considerado "mais interessante fazer uma candidatura do país", uma vez que "há também chocalheiros em Bragança, Tomar, Cartaxo, Estremoz, Reguengos de Monsaraz e Angra do Heroísmo, nos Açores", salientou.
 
Esta é a primeira candidatura portuguesa à Lista do Património Cultural Imaterial com Necessidade de Salvaguarda Urgente, isto é, que se destina "ao património em risco de desaparecer", facto que a torna particularmente "inovadora".
 
Além disso, é também "a primeira vez" que Portugal apresenta à UNESCO "uma candidatura que é nacional, porque vai de Bragança até Angra do Heroísmo", distinguindo-se o processo por estar a ser desenvolvido "de forma ética ao nível das parcerias institucionais", o que prova "que o turismo pode contribuir com boas prátcas para a salvaguarda do Património Imaterial", concluiu Paulo Lima.

boasnoticias.pt

Design: Dupla lusa distinguida como Agência Europeia

Design: Dupla lusa distinguida como Agência Europeia
© R2
No passado sábado, a dupla de designers portugueses R2, composta por Lizá Ramalho e Artur Rebelo, foi distinguida como Agência Europeia de Design 2014, na Alemanha. O reconhecimento é feito no âmbito dos European Design Awards (ED-Awards), entregues na cerimónia que este ano acontece em Colónia, na Alemanha.
 
Especializado em design de comunicação visual, o estúdio R2 foi fundado em 1995, no Porto, e vai, agora, receber, também dois Gold Awards pelo 'Jornal dos Arquitetos', na categoria de melhor revista, e pelo logótipo desenvolvido para a produtora 'Um Segundo Filmes'.
 
Na categoria dos livros, o projeto desenvolvido no âmbito da programação da Guimarães 2012, Capital Europeia da Cultura, 'Collecting Collections and Concepts', foi premiado com um Silver Award.
 
Em 2011, os R2 foram distinguidos nos ED-Awards com o projeto desenvolvido para a 'Casa do Conto', uma composição tipográfica de baixo relevo em betão. Em 2012, foram premiados na categoria de design de exposição com o projeto expositivo 'Eduardo Souto de Moura - Concursos 1979-2010', apresentado na Faculdade de Arquitetura do Porto.
 
Criados em 2006, os European Design Awards são uma organização que distingue anualmente o melhor do design gráfico, ilustração e design digital.
 
Lizá Ramalho e Artur Rebelo são professores do curso de Design e Multimédia, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra. Como estúdio de design, têm criado projetos para clientes nacionais e estrangeiros como o Museu Coleção Berardo, o Museu de Serralves, a Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa e Paris), Esquire Magazine (Estados Unidos), Casa da Música e Eduardo Souto de Moura

boasnoticias.pt

Homem tem academia para o seus cachorros! Não acreditam?

Preservativos entopem casa de banho e empresa envia alerta anti-sexo

preservativosUm e-mail enviado pela direção da imobiliária Abacus Savills, de Londres, Reino Unido, causou estranheza entre os funcionários. Na mensagem, a todos é lembrado de que é proibido fazer sexo na sede da empresa. Segundo a direção, o e-mail foi enviado após os canalizadores terem encontrado uma grande quantidade de preservativos usados, a entupir os canos da casa de banho num dos andares do edifício. As informações são do Daily Mail.
O e-mail, que circulou entre os 50 funcionários da imobiliária de luxo, foi divulgado nesta sexta-feira. Na mensagem, o diretor da empresa, Richard Gutteridge, afirma que o aviso é óbvio, mas tornou-se necessário.
“Além de ser inconveniente ter casas de banho fora de serviço durante um dia inteiro, este problema trouxe prejuízos para a empresa, que teve que desembolsar uma quantia considerável de dinheiro para remover os preservativos dos canos”, disse o diretor.
Os canalizadores foram chamados pela direção da Abacus Savills para solucionar um problema de entupimento, que teria deixado a casa de banho em manutenção durante 24 horas. Depois da retirada dos preservativos, a casa de banho voltou a funcionar

arcodavelha.eu

Publicação em destaque

A tosse de fumador pode esconder problemas de saúde graves

http://ptjornal.com/a-tosse-de-fumante-pode-esconder-problemas-de-saude-graves-62045