domingo, 31 de agosto de 2014

Não fique aí parado!

Não fique aí parado!

O prazer que mata

O prazer que mata

Segredos do embrião

Segredos do embrião

Menina de 9 anos mata acidentalmente o instrutor de tiro

Uma menina de 9 anos matou, acidentalmente, o instrutor de tiro quando manuseava uma pistola-metralhadora Uzi, no Arizona, Estados Unidos.
 
foto YouTube
Menina de 9 anos mata acidentalmente o instrutor de tiro
Instrutor com a aluna antes do tiro fatal
 
O instrutor estava a dar a aula no campo de treino de tiro "Last Stop", no Arizona, quando o recuo do fogo automático levou a menina a perder o controlo da Uzi.
Charles Vacca, de 39 anos, foi atingido na cabeça e transferido por meio áereo para um hospital em Las Vegas, onde foi declarado o óbito, anunciou a polícia, na terça-feira.
A menina estava no campo de tiro com os pais, que filmavam a aula na altura em que ocorreu o disparo fatal.
O vídeo foi divulgado pelas autoridades locais mas termina antes do instrutor ser atingido.
Sam Scarmardo, diretor do campo de tiro "Last Stop", declarou à NBC que "a prática estabelecida na maioria dos campos de tiro" quanto à idade mínima dos alunos "é de oito anos de idade e com supervisão dos pais".




jn.pt

Jornal noticia suicídio de cão

Jornal noticia suicídio de cão
 
"Adeus, mundo cruel", terá ladrado um canídeo antes de se lançar da janela de um prédio, junto à Conservatória do Registo Civil de Esposende, pondo termo à própria vida. Aconteceu esta quarta-feira, por volta das 17.30.
Pode parecer brincadeira e, de facto, é. Da nossa parte. Não para o "Jornal Notícias de Esposende", que, no seu perfil do Facebook, noticiou a ocorrência, sob o título "Cão suicida-se em Esposende".
Complementada por uma foto em que pode ver-se, se a ampliarmos, o corpo do malogrado animal, tombado e descoberto entre as mesas de uma esplanada, a notícia explica: "Segundo apurámos no local o animal atirou-se da janela de um prédio (ao lado do Registo Civil) acabando por falecer pouco tempo depois".
Somos, ainda, informados de que "no local compareceu a Proteção Civil da Câmara Municipal, Veterinário e a GNR de Esposende", sendo que a imagem mostra dois agentes da referida força de segurança, eventualmente aguardando o levantamento do cadáver.


jn.pt

sábado, 30 de agosto de 2014

INE: Produção industrial nacional cresceu em Julho

INE: Produção industrial nacional cresceu em Julho
O índice de produção industrial cresceu 3,5% em Julho face ao período homólogo do ano anterior, revelou, esta sexta-feira, o Instituto Nacional de Estatística (INE).
 
De acordo com aquela entidade, o índice situou-se em 95,1, mais 3,5% do que em Julho de 2013 e 3,5 pontos percentuais (p.p) aciam da taxa de Junho.
 
Os números avançados pelo INE indicam que todos os grandes agrupamentos industriais apresentaram contributos positivos para a variação do índice agregado no último mês, destacando-se o do agrupamento de bens intermédios (aumento de 3,2%).
 
Os agrupamentos de energia e de bens de investimento, por seu lado, registaram aumentos homólogos de 6% e de 5,6%. O agrupamento de bens de consumo passou de uma taxa de variação de 2,5%, em Junho, para 1,7% em Julho, contribuindo com 0,5 p.p. para a variação do índice agregado.
 
Ainda segundo o INE, todas as secções apresentaram melhores desempenhos em Julho do que no mês precedente.
 
As indústrias transformadoras aumentaram 3,4% (1,1%, em junho), eletricidade, gás, vapor, água quente e fria e ar frio subiram 1,1%, e a secção das indústrias extrativas passou de uma variação homóloga negativa de 10,4%, em Junho, para um aumento de 4% no mês seguinte

boasnoticias.pt

Pele: Cremes portugueses tratam problemas graves

Pele: Cremes portugueses tratam problemas graves
Entre outras aplicações, os cremes podem ser utilizados com bons resultados no tratamento de problemas como a psoríase. © UMinho

Um grupo de investigadores portugueses desenvolveu uma série de cremes inovadores que ajudam no tratamento de problemas graves de pele, como queimaduras, feridas profundas e psoríase. Os cremes, que, por vezes, atuam em apenas algumas horas, já estão disponíveis no mercado e os resultados da sua utilização vão ser apresentados para a semana durante um congresso mundial que terá lugar em Guimarães.
 
A divulgação deste projeto português insere-se no 62.º Congresso Internacional e Encontro Anual da Sociedade de Plantas Medicinais e Investigação em Produtos Naturais (GA2014), a decorrer no campus de Azurém da Universidade do Minho (UMinho), na cidade-berço, entre 31 de Agosto e 4 de Setembro.
 
Em comunicado enviado ao Boas Notícias, Alberto Dias, coordenador do pólo do Centro de Investigação e de Tecnologias Agroambientais e Biológicas (CITAB9 da UMinho, explica que os cremes em causa "são dermacosméticos com funcionalidade hidratante e coadjuvantes para o tratamento de queimaduras, psoríase e feridas recalcitrantes (profundas e de difícil cura), que atuam em algumas horas ou alguns meses, consoante a gravidade dos casos". 
 
Além da apresentação dos efeitos destes cremes, desenvolvidos em parceria com a empresa portuguesa M&MBiotechnology Lda. e a Escola Superior de Tecnologia de Saúde do Porto, o evento vai incluir a divulgação de 800 trabalhos científicos, alguns dos quais poderão originar novos fármacos para o tratamento de doenças com as maiores taxas de mortalidade em Portugal e no mundo.
 
O programa do congresso inclui ainda um workshop sobre a produção de cannabis para fins medicinais e sobre as utilizações fitoterapêuticas da planta. São esperados mais de 170 cientistas, vindos de todo o mundo, que vão debater, entre outras questões, a aplicação de cannabis na medicina moderna.
 
"O consumo de plantas aromáticas e medicinais pode auxiliar no combate e na prevenção de várias patologias, em particular doenças cardiovasculares, cancro, diabetes, inflamações, doenças do foro neurológico e infeções fúngicas e bacterianas", realça Alberto Dias.

Plantas medicinais já são usadas em vários fármacos comuns
 
Segundo o especialista, há já várias plantas medicinais e aromáticas, "desde as mais comuns, como os orégãos, os coentros, a salsa, o caril e outras não comestíveis, que são incluídas em medicamentos convencionais. Um dos exemplos mais notórios é o taxol, que é utilizado no combate ao cancro da mama". 
 
Alberto Dias adianta, igualmente, que duas das grandes tendências do setor são a nanotecnologia e os chamados alimentos funcionais e nutracêuticos (com atividade farmacológica). "A nanotecnologia permite direcionar o tratamento para o foco do problema, o que se revela particularmente importante quando existem compostos que são tóxicos se administrados aos pacientes pelas vias convencionais", elucida. 
 
Os alimentos funcionais e nutracêuticos, por seu lado, além dos nutrientes que fornecem, "atuam como preventivos de algumas doenças", declara o investigador do CITAB, que dá como exemplo célebre o iogurte capaz de reduzir o colesterol.
 
Algumas espécies de plantas assumem-se também como alternativas viáveis a determinados medicamentos: uma espécie de ponto de equilíbrio entre o que a natureza oferece e a falta de recursos financeiros. “Muitas das comunicações previstas mostram as evidências científicas de plantas exóticas em países onde o acesso a medicamentos convencionais é limitado devido a condições socioeconómicas desfavoráveis”, esclarece Alberto Dias. 
 
Para o responsável, o GA2014, organizado pelo polo do CITAB da UMinho e apoiado pela academia minhota e pela Câmara Municipal de Guimarães, tem, "além dos benefícios evidentes para a ciência e para a investigação nacional", "impactos económicos indiscutíveis, pois foi necessário indicar alternativas de alojamento fora da cidade-berço para muitos dos mais de 900 participantes".

boasnoticias.pt

ONU escolhe laboratório luso para testar novos fármacos

ONU escolhe laboratório luso para testar novos fármacos
O laboratório do Infarmed, autoridade portuguesa do medicamento, foi um dos quatro selecionados a nível mundial pela Organização das Nações Unidas (ONU) para analisar fármacos no âmbito do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) com vista ao combate ao VIH-SIDA, à tuberculose e à malária.
 
Em comunicado divulgado esta terça-feira, a entidade nacional revela que o Infarmed vai, ao abrigo do contrato celebrado com a ONU, analisar "medicamentos destinados ao tratamento destas doenças para os gabinetes das Nações Unidas existentes em todo o mundo".
 
Segundo o mesmo documento, o Infarmed considera que o reconhecimento da ONU e da Organização Mundial de Saúde (OMS) "demonstra que a competência técnica desta agência se encontra entre as melhores do mundo".
 
Um dos objetivos deste programa das Nações Unidas, financiado pelo Fundo Global, é garantir o acesso a medicamentos de qualidade, eficazes e seguros, às populações dos países afectados por estas três pandemias.
 
Atualmente, encontram-se em curso financiamentos do Fundo Global em 26 países de África, Ásia, Europa, Médio Oriente e Américas.

boasnoticias.pt

Avião "transparente" dará vista panorâmica do céu

Avião "transparente" dará vista panorâmica do céu
© CPI

Admirar as nuvens a partir de uma minúscula janela de plástico durante uma viagem de avião pode estar perto de vir a ser uma coisa do passado. Uma equipa de investigadores britânicos está a trabalhar no desenvolvimento de um sistema que pretende tornar a fuselagem "transparente" e vai oferecer aos passageiros uma vista panorâmica do céu em tempo real.
 
O projeto dos cientistas e engenheiros do Centre for Process Innovation (CPI), localizado em Sedgefield, no Reino Unido, passa pela criação de ecrãs com tecnologia OLED ultra-flexíveis e de alta definição que serão usados para substituir as atuais janelas, "forrando" o interior do avião e exibindo, em direto, imagens da paisagem captadas por câmaras colocadas na parte de fora da aeronave.
 
De acordo com um comunicado divulgado este mês pelo CPI, além de proporcionar uma experiência inédita para os olhos, este "papel de parede" digital e interativo pode, igualmente, funcionar como entretenimento a bordo, já que dá aos viajantes a possibilidade de personalizar o ambiente que os rodeia, ajustando, por exemplo, a cor, ou alterando a câmara cujas imagens estão a ver em determinado momento.
 
Por se tratar de tecnologia OLED, os ecrãs, finíssimos, flexíveis e muito leves conseguirão fundir-se facilmente com a fuselagem e as superfícies interiores do aparelho, como a traseira dos bancos, otimizando o espaço e reduzindo o peso do avião, acrescenta o centro de inovação britânico.

Maior segurança e menor poluição da atmosfera
 
"Não só a vista dos céus vai oferecer aos passageiros uma experiência que transformará a viagem, como a eliminação das janelas vai diminuir o peso [da aeronave] e melhorar a segurança e resistência da fuselagem", explicam os cientistas do CPI, que realçam que o peso é uma preocupação constante e que por cada redução de 1% no peso é possível poupar, em média, 0,75% de combustível.
 
"Se pouparmos peso, pouparemos combustível. E menos combustível significa menos emissões de CO2 para atmosfera e menores custos operacionais", destaca a equipa, segundo a qual a construção de janelas requer ainda enorme precisão, visto que é obrigatório assegurar que a estrutura mantém a pressurização da cabine e resiste a elevadas altitudes.
 
A implementação destes ecrãs deverá começar a ser testada em voos não comerciais e já há uma companhia norte-americana interessada em incluí-los nos seus aviões do modelo Spike S-512 Supersonic Jet, prevendo-se que tal aconteça em 2018, ou seja, dentro de apenas quatro anos.
 
De sublinhar que a utilização da tecnologia OLED não se restringe ao setor da aviação: a mesma está, atualmente, a ser usada para a criação de telemóveis dobráveis e integrada em peças de roupa funcionais, mas tem também potencial para ser aplicada em áreas tão diversas como a arquitetura ou a medicina.

boasnoticias.pt

Como roubar codigos pin com camaras termicas(com video exemplificativo)

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Canábis: Composto atrasa progressão do Alzheimer

Portuguesa cria roteiros turísticos para invisuais

Jovem é presa por agredir homem que se recusou a fazer sexo com ela

Professora é presa acusada de dar nota generosa a estudante após sexo

Project wing do google faz entregas relâmpago via drones aéreos

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Excesso de conexões cerebrais pode explicar autismo

Science4you cria 160 novos empregos em Portugal

Uminho que produzir eletricidade a partir de urina

Cientistas rejuvenescem órgão idoso

Portugueses descobrem como travar leucemia infantil

terça-feira, 26 de agosto de 2014

O clima dos «records»

O clima dos «records»

Natureza: notícias

Natureza: notícias

Prtugal raz 10 medlhas do europeu adaptado

Portugal traz 10 medalhas do Europeu adaptado
Ao todo Portugal conquistou 10 medalhas nos cinco dias de competição: uma de ouro, seis de prata e três de bronze

Dez medalhas. É este o balanço da participação portuguesa nos Europeus de atletismo do Comité Paralímpico Internacional (IPC), que terminaram este sábado, em Swansea, País de Gales. Nuno Alves conquistou a medalha final: prata na prova dos 1.500 metros T11 (deficiência visual).
 
A prata de Nuno Alves, que já tinha conquistado a medalha de ouro na prova dos 5.000 metros, permitiu a Portugal fechar a competição, que terminou este sábado, com um total de 10 medalhas, noticia a Lusa.
 
Na prova dos 1.500 metros, Nuno Alves, que totalizou o tempo de 4.24,50 minutos, foi apenas superado pelo turco Semih Deniz (4.19,51) que arrecadou o ouro. O outro português em prova, Carlos Ferreira, foi quarto (4.40,52), terminado atrás do espanhol Manuel Garnica (4.26,83), medalha de bronze.
 
No sábado, o dia abriu com o bronze de Cátia Almeida nos 1500m T12 que terminou a prova com a sua melhor marca desta época: 5:03.98 minutos. A prova foi ganha pela hungara Ilona Biacsi (4:59.33), seguida pela sua compatriota Bernadett Biacsi (5:00.71).
 
No período da tarde, Maria Odete Fiúza entrou em pista para a prova dos 1500m T12 sendo a segunda mais rápida na prova, precisando de 5:26.25 minutos para completar a distância. A prova foi ganha por Elena Pautova que terminou quase com um minuto de avanço.
Ao todo Portugal conquistou 10 medalhas nos cinco dias de competição: uma de ouro, seis de prata e três de bronze. Na página do
facebook
do Comité Paralímpico de Portugal, os atletas partilharam uma foto com todas as medalhas ao peito (ver imagem acima).
 
Portugal participou com 22 atletas em 23 provas ao longo dos cinco dias de competição, nesta que foi a quarta edição  dos campeonatos. No total foram mais de 600 atletas, de cerca de 40 países a competir pelas quase 200 medalhas em disputa.

boasnoticias.pt

America airlines recruta pessoal fluente em português

American Airlines recruta pessoal fluente em português
A companhia aérea American Airlines está a recrutar assistentes de voo fluentes em inglês e português. As candidaturas decorrem online até 30 de Agosto.
 
Os assistentes de bordo terão como função servir refeições e bebidas, vender produtos a bordo do avião e garantir a segurança e o conforto dos passageiros, bem como gerir outras situações de contacto com o público.

Os candidatos selecionados terão de estar preparados para trabalhar em vários pontos do globo e por turnos. Os interessados devem falar português e escrever, ler e falar inglês fluentemente.

Segundo anúncio de recrutamento, depois de uma formação de oito semanas e meia, que decorre em Dallas, os candidatos devem estar disponíveis para residir nas cidades onde a American Airlines tem bases: Boston, Chicago, Dallas, Los Angeles, Miami, Raleigh-Durham, San Francisco, St. Louis, Nova Iorque ou Washington.

Apresentando-se como a maior companhia aérea do mundo, a American Airlines afirma que procura novos candidatos para integrar a sua equipa, garantindo aos passageiros um serviço exemplar e seguro”.

“Os nossos assistentes de bordo são a cara da American Airlines sendo profissionais de alto calibre, que proporcionam um serviço de excelência”, diz a empresa.
 
A idade mínima situa-se nos 20 anos. Os candidatos devem apresentar
excelentes capacidades de comunicação e interpessoais e uma imagem profissional (não são permitidas tatuagens ou piercings visíveis).

A companhia não exige experiência anterior na função, mas os interessados devem ter em sua posse um passaporte válido e devem ter permissão para pedir um visto de trabalho para os EUA.
 
Clique AQUI para se candidatar

boasnoticias.pt

Fast & Furious 6 dá 33 meses de cadeia

domingo, 24 de agosto de 2014

Cientistas portugueses travam doença de Machado-Joseph

Cientistas portugueses travam doença de Machado-Joseph

Mente: notícias

Mente: notícias

Tratamento inovador para as hérnias disponível em Portugal

Tratamento inovador para as hérnias disponível em Portugal

Traiin

Lifehouse

Quando o desafio do balde de água gelada não corre bem(com video)

sábado, 23 de agosto de 2014

Organização portuguesa entrega 14 mil livros a Timor

Organização portuguesa entrega 14 mil livros a Timor
Nos últimos três anos, a ONG já enviou mais de cem mil livros para o Ministério da Educação de Timor-Leste

Uma ONG portuguesa acaba de enviar à Secretaria de Estado da Descentralização Administrativa de Timor-Leste cerca de 14 mil livros em língua portuguesa que serão distribuídos por várias bibliotecas do país.
 
A divulgação da língua portuguesa em países de expressão lusófona é uma das principais missões da associação Karingana Wa Karingana que nos últimos três anos já enviou mais de cem mil livros para o Ministério da Educação de Timor-Leste.
 
Esta campanha de recolha de material pedagógico contempla ainda a entrega de projetores, telas de cinema, leitores de DVD e centenas de DVD em língua portuguesa que serão distribuídos em Díli, durante o próximo mês de Outubro, num projeto coordenado por Isabel Ruak, Primeira- Dama de Timor-Leste.

"Além disso, fizemos uma aproximação através da música, graças à realização de dois concertos inesquecíveis com Luís Represas e Miguel em Timor-Leste”, diz em comunicado de imprensa Tiago Bastos, presidente da Karingana Wa Karingana.
 
A iniciativa de recolha e entrega dos livros contou com o apoio de diversas instituições portuguesas como a Universidade do Minho, a Guarda Nacional Republicana, a Associação Pró-Infância Santo António, as Escolas São João de Deus, bem como entidades empresariais como a NOS Lusomundo Audiovisuais, a HICON e a Duvideo Filmes, entre outros.
 
A Karingana Wa Karingana (que em português significa “Era uma Vez”) é uma organização não governamental, composta por elementos de várias áreas da sociedade portuguesa, que tem como objetivo promover ações de solidariedade, cooperação, apoio e desenvolvimento junto dos povos, comunidades e países de expressão lusófona.

boasnoticias.pt

Pais reencontram 2.º filho 10 anos após o Tsunami

Pais reencontram 2.º filho 10 anos após o Tsunami
© AFP/Getty Images - Jannah (à direita) e Arif (esquerda) com os seus pais e o irmão mais novo

Dez anos depois do violento Tsunami que atingiu o Sudeste asiático, o jovem indonésio Arif Pratama Rangkuti, irmão da jovem Jannah que foi reencontrada em Junho, também foi encontrado pela sua família biológica, a cerca de 900 quilómetros de casa, onde se tinha tornado um menino de rua.

Os irmãos indonésios Arif e Jannah foram levados pelo Tsunami no dia 26 de Dezembro de 2004. Com sete e quatro anos, respetivamente, foram acolhidos por um pescador e pela sua mãe, residentes numa vila próxima de Aceh, o local de residência da família.

Em Junho deste ano, 10 anos depois do Tsunami, um tio dos irmãos desaparecidos viu uma menina muito parecida com Jannah a cerca de 100 quilómetros de Aceh.

Pouco depois confirmou-se a identidade da menina, como noticiou o Boas Notícias. No reencontro, Jannah, agora com 14 anos, deu uma boa notícia à família: a de que tinha sido resgatada juntamente com o seu irmão Arif.

De acordo com a agência France-Press, Arif tinha-se tornado um rapaz de rua, em  Payakumbuh, uma província indonésia a cerca 900 quilómetros de Aceh.

Arif vivia nas ruas

Ao ver a fotografia de Arif em criança nas notícias, um casal de Payakumbuh acreditou tratar-se do jovem sem-abrigo que eles tinham deixado dormir no seu cybercafé.

O casal abordou Arif, que hoje usa o nome de "Ucok," e mostrou-lhe a fotografia da mãe, Jamaliah Rangkutti. O jovem exclamou: "É a minha mãe!" O reconhecimento foi imediato, além de se lembrar do nome completo da progenitora.

Arif contactou imediatamente os pais, por telefone, e está novamente reunido com a sua família biológica.

boasnoticias.pt

Botox pode ajudar a tratr cancro do estômago

Botox pode ajudar a tratar cancro do estômago
© Universidade de Columbia - O Botox é absorvido pelos nervos impedindo a libertação de neurotransmissores que promovem o crescimento dos tumores

Uma nova investigação vem demonstrar que os nervos desempenham um papel crucial no crescimento do cancro do estômago e que bloquear os sinais dos nervos, com recurso a cirurgia ou ao Botox, pode ser um tratamento eficaz para esta doença.
 
O estudo - realizado, em parceria, por investigadores do Centro Médico da Columbia University (EUA) e por um especialista norueguês – foi publicado esta semana no jornal Science Translational Medicine.
 
“Há muito tempo que os investigadores confirmaram que os tumores malignos têm vários nervos no seu interior e à sua volta”, salienta Timothy C. Wang, da Columbia University, em comunicado de imprensa. "Com esta investigação quisemos compreender melhor que papel desempenham estes nervos no aparecimento e no crescimento do cancro do estomago”, acrescenta.
 
Estudando ratinhos com três tipos de cancro de estômago diferentes, a equipa liderada por Wang percebeu que, ao cortar parte dos nervos, através de uma cirurgia conhecida como vagotomia, o crescimento dos tumores diminuía, aumentando a taxa de sobrevivência dos ratinhos.
 
A equipa quis, depois, verificar se obtinham resultados semelhantes recorrendo a uma solução farmacológica, ou seja, injetando Botox (toxina butolínica) para bloquear as transmissões de sinais entre os nervos do estômago. Esta alternativa revelou-se tão eficaz como a cirurgia, reduzindo o crescimento dos tumores.

Taxa de sobrevivência pode aumentar 35%
 
A equipa conseguiu reforçar a sua descoberta, analisando 37 pacientes que tinham reincidido na doença após vários anos. À exceção de um participante, todos os outros 12 que tinham feito vagotomias não voltaram a desenvolver tumores na zona operada. Por contraste, nos outros 24 pacientes (que não tinham feito a vagotomia) os tumores reincidiram no mesmo local onde tinham surgido anteriormente.
 
Agora, a equipa de Wang quer investigar métodos de tratamento que conciliem as terapias tradicionais com os tratamento que apostam no bloqueio dos nervos. A equipa afirma que a utilização de Botox em combinação com a quimioterapia aumenta a taxa de sobrevivência em 35 por cento, em comparação com o tratamento exclusivo de quimio.

O cancro do estômago é o quarto tipo de cancro mais comum no mundo e um dos mais mortais, lê-se ainda no comunicado.

Clique AQUI para ler o comunicado da universidade.


boasnoticias.pt

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Música: Plataforma lusa destacada em site mundial

Música: Plataforma lusa destacada em site mundial
A plataforma portuguesa Tradiio que é, ao mesmo tempo, uma rede de música nova e um jogo, foi destacada, na semana passada, como um "Mobile of the Day", no site dos Favourite Website Awards, um dos mais importantes da indústria digital.
 
Lançado em 2000, no Reino Unido, o projeto FWA distingue sites e aplicações que usam tecnologia de ponta, juntamente com ideias inspiradoras, e que têm potencial para influenciar as gerações futuras.

O site do FWA é o mais visitado de prémios digitais em todo o mundo, tendo acumulado até à data com 170 milhões de visitantes.
 
Lançado em Portugal a 05 de Maio de 2014, o Tradiio tem tido uma aceitação exponencial junto do público e das bandas, contando já com mais de 25 mil utilizadores e 800 bandas registadas.
 
Esta plataforma portuguesa - que permite ouvir nova música, investir moeda virtual nos artistas de que mais se gosta e competir com outros utilizadores por prémios - está igualmente disponível como aplicação para Windows Phone e IOS desenvolvida em parceria com a empresa Thing Pink.
 
O lançamento do Tradiio em Inglaterra está previsto para acontecer ainda este ano

boasnoticias.pt

Cabeleireiro corta cabelo a pessoas sem-abrigo

Cabeleireiro corta cabelo a pessoas sem-abrigo
© Mark Bustos

Mark Bustos é cabeleireiro num salão de luxo de Nova Iorque. Mas além do seu trabalho remunerado, Bustos passa todos os domingos a oferecer cortes de cabelo a pessoas sem-abrigo que aceitem os seus serviços. 
 
Bustos partilha as fotos do seu trabalho de voluntariado no
Instagram
. Nas imagens podemos ver os homens já arranjados e com um sorriso de agradecimento. 
 
De acordo com o jornal online Huffington Post, Bustos pratica esta ação de solidariedade desde 2012 nas ruas de Nova Iorque mas também já esteve na Jamaica e na Costa Rica a oferecer os seus serviços.
 
Ao lado das imagens, o cabeleiro deixa breves legendas sobre a pessoa fotografada. Num dos casos, Bustos conta que, a primeira coisa que o homem disse após o corte de cabelo foi: “Sabe de alguém que esteja a contratar?”. "Apetece-me começar de novo", terá dito um outro sem-abrigo.
 
Bustos tem já mais de 160 mil seguidores no seu Instagram que admiram e incentivam o seu trabalho. “Adoro o que fazes, é amoroso e inspirador. Continua. Muito amor da Argentina”, diz uma das seguidoras do cabeleireiro.

“Adoraria começar um movimento inspirado no que fazes. Sou esteticista talvez possa começar a oferecer limpezas faciais ou a distribuir protetor facial às pessoas que vivem na rua”, diz outra seguidora.

Acompanhe AQUI a conta de Mark Bustos no Instagram.


boasnoticias.pt

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Austrália: Homem cego e surdo aprende a fotografar

Suecos criam loiça que não precisa de ser lavada

Suecos criam loiça que não precisa de ser lavada
Se tem pratos acumulados no lava-loiça, esta poderá ser a solução ideal para si. Um estúdio sueco criou um conjunto de taças e pratos de cozinha feitos de celulose revestida com uma cobertura hidrofóbica que repele a comida.
 
As peças foram criadas pelo estúdio Tomorrow Machine, em parceria com a empresa de investigação Innventia, e não precisam de ver a cor do detergente, mantendo-se sempre limpas – o que poupa trabalho, água, e evita a poluição das águas. 

Além disso, são peças biodegradáveis uma vez que são produzidas num material feito à base de celulose. A pasta de celulose criada pela Innventia é aquecida e depois colocadas em moldes, tornando-se tão rígida como uma peça de cerâmica. Contudo, "é mais leve e não se parte”, explica a designer Hanna Billqvist, do estúdio Tomorrow Machine, ao site Dezeen.

O revestimento foi desenvolvido pelo KTH Royal Institute of Technology e simula a textura de uma folha de lótus para tornar as superfícies superhidrofóbicas.

A designer explica que este revestimento ainda está em fase de desenvolvimento pelo que, por enquanto, os protótipos da Tomorrow Machine ainda não estão prontos para serem comercializados.

boasnoticias.pt

UE aprova novo tratamento para esclerose múltipla

UE aprova novo tratamento para esclerose múltipla
O tratamento reduz surtos, progressão da incapacidade e lesões cerebrais

A Comissão Europeia (CE) autorizou, em Julho, a comercialização do medicamento PLEGRIDY no tratamento de adultos com esclerose múltipla por surto-remissão (EMSR), a forma mais comum da doença.
 
O PLEGRIDY é o único interferão peguilado (proteína) aprovado para a utilização na EMSR e reduz vários parâmetros de atividade da doença, incluindo número de surtos, lesões cerebrais e progressão da incapacidade.

Esta aprovação baseia-se nos resultados de um dos maiores e principais estudos conduzidos com interferão beta, o ADVANCE , que envolveu mais de 1.500 doentes com EMSR. O tratamento é administrado de duas em duas semanas com um novo auto-injetor pronto a usar.

No ensaio clínico ADVANCE, o novo tratamento reduziu significativamente a taxa anualizada de surtos (TAS) ao final de um ano em cerca de 36 por cento quando comparado com placebo. Os resultados de dois anos de ADVANCE confirmam que a sua eficácia robusta é mantida além do controlo com placebo no primeiro ano de estudo.

Em comunicado de imprensa enviado ao Boas Notícias, João de Sá, neurologista do Hospital de Santa Maria, diz que se trata de “uma formulação distinta de interferão beta 1-a, que vai seguramente revolucionar a terapêutica de primeira linha da esclerose múltipla evoluindo por surto-remissão.”

O especialista acrescenta ainda que este tratamento oferece “um perfil de eficácia e segurança bem conhecidos e uma formulação que permite ser administrada duas vezes por mês, o que representa indiscutivelmente uma opção terapêutica extremamente cómoda para os doentes com esta doença que poderão ver assim muito melhorada a sua qualidade de vida.”

boasnoticias.pt

Tampão inovador protege contra VIH

Tampão inovador protege contra VIH
Em breve, a proteção contra o vírus VIH poderá vir na forma de um simples tampão de tecido que se dissolve no organismo e que basta introduzir alguns minutos antes da relação sexual.
 
Uma equipa de bio engenheiros da Universidade de Washington (EUA) desenvolveu um novo método que fornece ao organismo um medicamento que, em poucos minutos, deixa as mulheres protegidas contra o VIH.
 
Neste momento, nos EUA, já são administrados, como forma de prevenção, antirretrovirais a pessoas com comportamentos de risco. Está também a ser testada, naquele país, a administração de cremes ou de medicamento em forma de gel. Contudo, estas duas opções (creme e gel) não têm obtido resultados satisfatórios nos testes.
 
Para serem eficazes, os tratamento tópicos usados para prevenir o VIH têm de ser administrados em doses elevadas, antes da relação sexual. O problema é que as mulheres raramente aplicam o creme ou gel na quantidade necessária.
 
Por isso, a equipa da UW criou um tecido de fibras suaves que está embebido com altas doses de Maraviroc, um medicamento utilizado na prevenção e no tratamento da doença. Cerca de 30 por cento do tecido está embebido com o tratamento, enquanto no caso do gel e dos cremes a substância representa apenas 03% da composição.
 
O tecido pode depois ser moldado na forma de um tampão que se insere facilmente na vagina. De acordo com o comunicado de imprensa da Universidade, estas fibras demoram apenas seis minutos a dissolver-se e a libertar o Maraviroc.
 
“Esta solução pode oferecer às mulheres uma forma mais eficaz e discreta de se protegerem da infeção por VIH”, diz no comunicado Cameron Ball, a investigadora principal do estudo cujos resultados foram publicados na edição de Agosto do jornal Antimicrobial Agents and Chemotherapy.

Clique AQUI para aceder ao comunicado da Universidade de Washington.


boasnoticias.pt

Cão foi eleito "mayor" numa pequena cidade dos EUA

Os habitantes de uma pequena cidade do Minnesota, nos Estados Unidos, elegeram como autarca um cão. Duke tem sete anos e "ganhou por larga margem".
 
foto YouTube
Cão foi eleito "mayor" numa pequena cidade dos EUA
Duke foi eleito "mayor"
 
Duke foi eleito "mayor" por 12 habitantes da cidade de Cormorant, após cinco semanas de "campanha". O outro adversário era Richard Sherbrook, dono de uma loja, e teve metade dos votos.
O novo "autarca" tem sete anos e faz a comunidade sentir-se mais segura, o que inclui impedir que os condutores excedam o limite de velocidade.
"Ganhou por larga margem e agora não sabe como lidar com tanta publicidade", disse uma residente, Tricia Maloney, à WDAY6.




jn.pt

Teste sanguíneo poderá detetar 13 tipos de cancro

Teste sanguíneo poderá detetar 13 tipos de cancro
Em breve, uma simples análise ao sangue poderá ser suficiente para detetar os 13 tipos de cancro mais comuns. A investigação japonesa promete criar “o primeiro sistema de deteção de alta precisão do mundo”.
 
O grupo de investigadores aspira ter disponível o novo sistema num prazo de cinco anos, de acordo com um comunicado conjunto destas instituições, citado pela agência Efe.

A equipa de investigação conta com membros do Centro Nacional de Cancro (CNC) do Japão, do Centro de Desenvolvimento de Novas Tecnologias e Indústrias (NEDO), bem como elementos de universidades e sete empresas.

O objetivo é diagnosticar cancros de estômago, esófago, pulmão, fígado, trato biliar, pâncreas, cólon, ovários, próstata, bexiga urinária e peito, assim como o sarcoma e o tumor glial.

O método está baseado na detecção do micro ARN (ácido ribonucleico) no sangue, cuja presença se considera um indicador do desenvolvimento de cancro.

Atualmente são conhecidos cerca de 2.500 micro ARN presentes no sangue e outros fluidos corporais do ser humano, e todos eles podem servir de medidores para diferentes tipos de cancro, segundo o consórcio.

O projeto tem um orçamento de 7.900 milhões de ienes (57 milhões de euros), financiados pelo NEDO, uma organização de investigação e pesquisa científica independente.

Os investigadores começarão a analisar amostras de sangue e tecidos cutâneos de cerca de 65.000 pessoas para afinar o equipamento de deteção.

Tratar-se-ia do "primeiro sistema de diagnóstico de alta precisão do mundo" para o cancro, segundo afirma na nota o presidente do CNC, Tomomitsu Hotta, que assinalou que o método "permitiria aumentar a esperança de vida" dos pacientes.

Simultaneamente, o NEDO trabalhará no desenvolvimento de um sistema semelhante para o alzheimer, diz ainda o comunicado do consórcio de investigadores.

boasnoticias.pt

Decoração: Portuguesas conquistam prémio mundial

Decoração: Portuguesas conquistam prémio mundial
© Spaceroom Design

A empresa Spaceroom, de Mariana Esteves Serra e Rita Valadão Gomes, acaba de conquistar um dos mais importantes prémios internacionais da área do Design, o A’Design Award & Competition, na categoria de "Interior spaces in exhibition”.
 
Este ano, concorreram aos prémios 12.536 projetos em 105 categorias de 208 países. O A’Design Award & Competition é um dos maiores concursos internacionais da área e destaca os melhores trabalhos em Arquitetura e Design. 
 
Os prémios foram entregues numa cerimónia que decorreu dia 09 de Agosto na cidade de Como, em Itália. A Spaceroom foi reconhecida na categoria "interior spaces in exhibition" com o projeto de arquitetura e design de interiores White Timeless em Talatona, Angola.


White Timeless é um apartamento triplex familiar em Angola. O cliente pretendia uma casa totalmente branca.
 
Mariana e Rita apostaram numa decoração minimalista, baseada na simplicidade das formas, com apontamentos de materiais quentes como a madeira. Criaram uma atmosfera suave, onde a luz natural e a sensação de espaço predominam.
 
“O objetivo para esta casa era uma decoração eterna e acreditamos que o resultado seja eternamente belo. Criámos um projeto atual, com peças deste século (XXI) mas nunca ignorando os grandes designers que o século XX nos deu. Estes continuam a ser para nós uma enorme fonte de inspiração”, revela a equipa da Spaceroom num comunicado de imprensa enviado ao Boas Notícias.
 
Para as designers o desenvolvimento de cada trabalho obriga a critérios rigorosos de escolha de materiais, cores, texturas. “Todos os projetos assinados pelo atelier Spaceroom são feitos de pormenores”, sublinham.

Clique AQUI para ver mais fotos do apartamento na página dos prémios.




boasnoticias.pt

Idosa de 99 anos costura um vestido por dia para África

Idosa de 99 anos costura um vestido por dia para África
Lillian Weber tem uma máquina de costura que nunca ganha pó. Atualmente com 99 anos, esta avó norte-americana começou, há dois anos, a costurar diariamente vestidos que depois são enviados para países africanos.

Até hoje Lillian já costurou 840 vestidos, sendo que todos os dias costura uma peça nova. O objetivo de Lillian, segundo contou ao canal WQUAD8, é atingir a meta de 1.000 vestidos em Maio de 2015, altura em que celebra 100 anos.

Lillian começa a trabalhar nos vestidos de manhã, faz um intervalo para o almoço, e à tarde termina os pormenores finais. Em cada vestido, Lillian faz questão de acrescentar algum detalhe especial, para os tornar únicos.

"Aprendi a fazê-los e pensei ‘porque não dar-lhes algum uso?’”, conta a idosa, acrescentando que tem necessidade de “estar ocupada”. Quando completar o vestido número 1.000, se conseguir, Lillian espera continuar a costurar.

Os vestidos são enviados para a associação “Little Dresses for Africa”, com sede no Estado de Michigan, que depois os encaminha para orfanatos e escolas em África.

A fundadora da associação, Rachel O’Neill, afirma que a associação já entregou mais de 2.5 milhões de vestidos, desde que foi fundada. A associação conta com várias voluntárias, em diferentes cidades dos EUA, que costuram os vestidos. 


boasnoticias.pt

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Projeto "Expose" revela beleza real das mulheres

Projeto "Expose" revela beleza real das mulheres
© Liora K

São mulheres comuns, com rugas, gorduras, imperfeições ou peitos descaídos. O projeto fotográfico "Expose" quer mostrar que há beleza em todas as mulheres, para além dos estereótipos ditados pela moda.

A iniciativa é da bloguer Jes Parker e da fotógrafa Liora K, duas norte-americanas que, em 2013, através do
Facebook
, desafiaram mulheres 'reais' a voluntariar-se para serem fotogradas despidas.

O desafio teve uma forte adesão e culminou em três sessões fotográficas, a primeira em 2013 e outras duas em 2014, na cidade de Tucson, no Arizona (EUA). Ao todo participaram quase 170 mulheres, com manchas, cicratizes e marcas na pele e medidas imperfeitas.

“Todas estas mulheres tinham algo a ganhar com a experiência: foi um teste à sua autoconfiança. Quiseram desafiar todo este tempo em que lhes disseram que os seus corpos não eram adequados às câmaras”, explicam as mentoras do projeto. 

“Mas também queriam mostrar algo ao mundo. Despiram-se porque queriam revelar as suas curvas e ângulos, os sorrisos, a firmeza ou a flacidez, a força e o medo... Queriam mostrar a outras pessoas que não estão sozinhas no que diz respeito à sua forma física”, acrescentam.
 
As fotos estão reunidas no site oficial do projeto "Expose" provando que as mulheres são bonitas quando são elas próprias. 

O projeto não terminou por aqui. Jes Parker e Liora K pretendem viajar até outras cidades para fotografar mais e mais mulheres, de modo a que todas se sintam "representadas" e elogiadas na sua beleza.

Clique AQUI para consultar o site "Expose" com todas as fotografias.


boasnoticias.pt

Português faz pranchas de surf com rolhas de cortiça

Português faz pranchas de surf com rolhas de cortiça
© Ferox

Foi durante a Feira da Serra de São Brás de Alportel, no final de Julho, que Octávio Lourenço, criador da marca Ferox, deu a conhecer as novas pranchas de surf da marca, revestidas com rolhas de cortiça recicladas. 

As pranchas de cortiça eram um projeto antigo de Octávio Lourenço que aproveitou o estágio de uma turma de desporto do concelho na oficina da Ferox para dar corpo à sua ideia.

"É um projeto que já tinha há muitos anos, mas nunca tinha tido disponibilidade para estar a colar rolha a rolha porque é um processo muito demorado", disse o 'shaper' de pranchas de surf à agência Lusa, acrescentando que as rolhas recicladas foram recolhidas e coladas na prancha pelos alunos.

Estas pranchas não são o produto principal da empresa, por serem pouco funcionais no mar, mas já houve encomendas com vista à sua utilização na decoração de espaços.

Ferox recebe encomendas de vários países
 
O interesse de Octávio Lourenço pelo surf e pelas pranchas, aliado à sua formação em artes plásticas, fez nascer há cerca de 14 anos a empresa, cujo nome foi inspirado numa espécie de tubarão existente na costa algarvia e que visa mostrar a 'garra' da marca.

Segundo o 'shaper', na Ferox cada prancha é feita à medida do cliente, desde o peso à dimensão até as características relacionadas com a performance e à própria assinatura do proprietário.

A empresa ficou instalada num concelho algarvio sem ligação direta ao mar, terra natal do seu criador. Apesar disso, os pedidos para as pranchas com assinatura da Ferox têm estado a chegar à Ferox de toda a parte. Alguns surfistas estrangeiros encomendam as pranchas com antecedência para as terem prontas quando chegam de férias à região, explica.

A carteira de clientes é ampla, abrangendo tanto aqueles que se estão a iniciar na modalidade, como os que já têm um nível mais avançado e também os que já se retiraram das competições mas querem continuar a surfar. 

Octávio Martins também aproveitou a Feira de São Brás de Alportel para lançar pranchas de surf feitas em madeiras de pita agave, um cacto do México mas que também se encontra no Algarve.
 
O criador diz tratar-se de um material que depois de trabalhado se torna leve, ainda que implique técnicas exigentes. "Andamos sempre a tentar pensar em materiais novos, principalmente a conjugação de materiais. Temos um que não podemos revelar que é de produção mesmo aqui da casa, em que já temos algumas pranchas produzidas nesse material, inclusive para surf adaptado", revelou.


boasnoticias.pt

Publicação em destaque

A tosse de fumador pode esconder problemas de saúde graves

http://ptjornal.com/a-tosse-de-fumante-pode-esconder-problemas-de-saude-graves-62045