quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Let It Go - Behind The Mic Multi-Language Version (from "Frozen")

12 resoluções para ser mais feliz em 2015

12 resoluções para ser mais feliz em 2015
A felicidade nem sempre está nas nossas mãos mas cabe-nos lutar por ela. Este ano, quando chegarem as 12 badaladas, lembre-se destas resoluções que aqui deixamos e prepare-se para um ano novo (ainda) mais feliz.

1. Faça mais exercício
Não há volta a dar: o exercício é mesmo essencial para o nosso bem-estar. Além de melhorar a nossa preparação física, evitando problemas de saúde, o exercício liberta endorfinas e está provado que ajuda a combater estados depressivos. Se não gosta de se mexer mentalize-se que isso vai ter de mudar. Inscreva-se num ginásio, deixe o carro à porta de casa, faça caminhadas. Qualquer forma de exercício compensa e não tem de ser um fanático do ginásio para usufruir destes benefícios. Clique AQUI e AQUI para saber mais sobre a importância que o exercício físico tem nas nossas vidas.

2. Durma mais e melhor
Dormir bem é fundamental para equilibrar o corpo e a mente. Diversos estudos comprovam que uma boa noite de sono ajuda o cérebro a livrar-se do lixo emocional acumulado durante o dia. Se tem problemas em dormir, aposte no conforto do seu quarto, em horários de sono regulares ou peça na sua farmácia ou junto do seu medico conselhos para melhorar as suas noites de descanso.

3. Passe mais tempo com as pessoas que ama…
E fuja das pessoas que lhe fazem mal. As relações sociais são um componente fundamental para o nosso bem-estar. George Vaillant, investigador da Universidade de Harvard que dirigiu um importante estudo sobre felicidade, não hesita em afirmar que ter “relações fortes e saudáveis é a única coisa que importa na vida”. Mesmo para os mais tímidos aqui fica o desafio: combine idas ao cinema, concertos, jantares ou um simples café ao fim do dia. Por outro lado. Fuja a sete pés das pessoas que o magoam. Mesmo que lhe custe, vai ver que compensa (e muito) além de criar espaço para que pessoas novas surjam na sua vida.

4. Saia de casa
Só o facto de andarmos na rua (sobretudo na natureza) faz a nossa felicidade disparar. Um estudo da Universidade de Sussex (Reino Unido) provou que os níveis de felicidade dos participantes da investigação aumentaram sempre que estavam junto ao mar, na montanha, num bosque ou em ambientes rurais. Se puder, aproveite o passeio ao ar livre (pode mesmo ser no jardim da sua cidade) para estar com amigos e fazer o seu exercício diário. Assim mata três coelhos de uma "cajadada só".
 
5. Aprenda com os erros

Já todos sabemos que “herrar” é humano. E não ter medo de errar é importante para irmos mais longe e arriscarmos. Mas nessa viagem pelo erro é fundamental tirar lições e aprender. Atenção: errar sistematicamente e nas mesmas áreas é contraindicado (significa que a lição não está a ser aprendida). Por outro lado, nunca errar pode significar que a pessoa não arrisca o suficiente (e passa ao lado do melhor que podia ter).

6. Seja resiliente
A propósito do ponto anterior, uma das características que torna as pessoas mais felizes é a sua resiliência (capacidade de voltar a tentar). Falhou no amor? Tente outra vez! Perdeu o emprego? Vá novamente à luta. Deixou de ir ao ginásio? Volte a inscrever-se. Qualquer altura é uma boa altura para mudar.

7. Seja altruísta
Guardar todo o dinheiro e tempo do mundo para si próprio pode parecer uma boa estratégia para algumas pessoas mas não compensa. Está provado que quem ajuda o próximo está a ajudar-se a si próprio a ser mais feliz. Um estudo recente da Universidade de Harvard demonstrou que dar algo aos outros nos faz mais felizes do que receber (quer se trate de um presente de alguém, quer de nós próprios).

8. Sorria
Rir, ou melhor, sorrir, pode ser o melhor remédio. Claro que um sorriso espontâneo é mais recompensador mas fazer um esforço para sorrir, pensando ao mesmo tempo em coisas positivas, ajuda mesmo as pessoas a sentirem-se mais felizes. Um estudo da universidade de Michigan (EUA) provou isso mesmo.

9. Faça meditação
Ou outro exercício meditativo, como o yoga ou exercícios de respiração profunda. Estas atividades ajudam a combater o stress e aumentam a capacidade de concentração. Um estudo da John Hopkins University demostrou que meia hora diária de meditação pode ajudar a aliviar os sintomas da ansiedade e da depressão de forma tão eficaz quanto os antidepressivos comuns

10. Alimente a sua fogueira!
Defina objetivos e faça as coisas que mais quer mas reduza a sua lista de tarefas ao mínimo para que possa riscar todas as tarefas e sentir-se bem consigo próprio. Depois, aos poucos e com mais confiança, poderá tornar-se mais ambicioso. Mas partir logo com demasiados objetivos e pouco realistas poderá conduzir a um falhanço sistemático que dá azo a frustrações.

11. Faça-se à vida.
Saia do sofá. Pinte um quadro. Escreva um livro ou simplesmente leia vários livros. Vá acampar. Viaje. Dentro daquilo que mais gosta, encontre coisas para fazer e faça-as. As pessoas que desfrutam da vida ao longo dos anos mantêm por mais tempo o seu bem-estar físico e psicológico, dizem os especialistas.

12. Perdoe-se a si próprio (e aos outros)
Lembra-se do Scrooge? O velho jarreta do romance de Charles Dickens que encontra a redenção na noite de Natal? Todos temos direito a uma segunda, terceira ou quarta oportunidade. Se errou na sua vida, reconheça os seus erros e prepare-se para corrigi-los. Perdoe-se assim a si (e aproveite para perdoar os que o magoaram – embora não seja preciso manter essas pessoas na sua vida) porque o perdão, está provado, traz consigo momentos de felicidade.
 
boasnoticias.pt

Operação a laser salva trigémeas dentro do útero

Operação a laser salva trigémeas dentro do útero
A cirurgia separou o fornecimento de sangue entre as bebés, que partilhavam a mesma placenta.

No Reino Unido, três gémeas vítimas da Síndrome da Transfusão entre Gémeos, que muitas vezes é mortal, foram resgatadas com sucesso ainda dentro do útero da mãe, graças a uma operação a laser.

Esta doença ocorre quando um dos bebés se torna dador de sangue e um outro receptor, fazendo com que as hipóteses de morte, ainda dentro do útero, sejam elevadas.

A delicada cirurgia - que raramente é efetuada, sobretudo no caso de trigémeos - separou com sucesso o fornecimento de sangue entre as bebés Eilah e Elsie que partilhavam a mesma placenta.

Elsie, que funcionava como dadora de sangue, estava em risco de não se conseguir desenvolver, e a sua irmã, Eilah, recebia demasiado sangue, o que poderia prejudicar o desenvolvimento do coração.

Eilah e Elsie, tal como a terceira bebé, Erin, nasceram saudáveis em Outubro, com cerca de um quilo cada uma. Hoje, as três gémeas pesam perto de três quilos, sendo Elsie a mais pequena e Eilah a maior.

Na semana passada, véspera de Natal, foi a vez de Elsie ir para casa ter com as duas irmãs, que tiveram alta no início de Dezembro, após dois meses internadas no hospital.

Os pais, Laura Slinger e Martin Halliwell, contaram ao jornal britânico Daily Mail que tinham sido informados pelos médicos de que "a única esperança" de salvar as três bebés seria esta operação, se não arriscassem pelo menos uma das suas filhas iria morrer.

Erin não estava afetada pela Síndrome, mas que também estava igualmente em perigo, caso a doença desenvolvesse uma infeção no útero, ou a cirurgia corresse mal.

"O melhor presente de Natal"

"É uma operação complicada, o terceiro bebé pode tornar difícil o alcance aos outros. Mas estou feliz por a operação ter corrido bem, e todas as bebés terem nascido sãs e salvas", explicou Amar Bride, o médico responsável pela operação.

Os dois jovens progenitores contam ao mesmo jornal que ficaram "devastados" com a descoberta do problema, detetado durante a 17.ª semana de gestação.

"Ficámos preocupados com a operação e sabiamos que poderia ser fatal para as bebés, mas também sabíamos que não haveria outra opção para tentar salvar as gémeas", explicou o pai, de 29 anos.

A cirurgia foi realizada no Hospital St.George, em Tooting, no sul de Londres. Os progenitores tiveram que esperar duas semanas para saber se o novo fornecimento de sangue das bebés estava a funcionar corretamente.

A mãe, Laura Slinger, expressou a sua felicidade ao jornal britânico Daily Mail: " Temos três filhas saudáveis e este é o melhor presente da Natal que podia ter", e o pai contou que se sente "orgulhoso" das filhas.
 
boasnoticias.pt

Animais ajudam crianças autistas a ser mais sociáveis

Animais ajudam crianças autistas a ser mais sociáveis
Viver com um animal de estimação ajuda as crianças autistas a tornarem-se mais sociáveis, melhorando as suas competências sociais. A conclusão é de um novo estudo norte-americano, que vem reforçar a importância da presença de cães, gatos e outros animais na vida social dos indivíduos e na qualidade das interações com os que nos rodeiam.
 
A investigação foi levada a cabo por Gretchen Carlisle, cientista do Centro de Investigação para a Interação Humana-Animal da Faculdade de Medicina Universidade de Missouri, nos EUA, que analisou 70 famílias com crianças ou jovens autistas com idades entre os 8 e os 18 anos.
 
De acordo com a investigadora, cerca de 70% das famílias que participaram no estudo tinham cães e perto de metade vivia com gatos, havendo, também, casos em que tinham, nos seus lares, animais de quinta ou outros, como peixes, roedores, coelhos, répteis, pássaros e até aranhas.
 
"Quando comparei as competências sociais das crianças autistas que viviam com cães com as da que não tinham um amigo de quatro patas, as do primeiro grupo apresentaram um melhor desempenho", afirma Carlisle, destacando que "as crianças que tinham em casa qualquer tipo de animal disseram ter mais facilidade em apresentar-se aos outros, pedir informações ou responder a perguntas".
 
Trata-se de interações sociais simples para a maioria mas que, tipicamente, jovens beneficiavam de maior assertividade quando viviam com um animalsão difíceis para as crianças autistas. No entanto, "o estudo mostrou que os ", destaca a investigadora, cujo estudo foi publicado recentemente na revista científica Journal of Autism and Developmental Disorders.

Animais que trazem mais benefícios variam com cada criança
 
Segundo Carlisle, os animais servem como "lubrificantes sociais", isto é, quando estão, por exemplo, presentes numa sala de aula, ajudam a que as crianças comuniquem mais entre si, um efeito que se estende aos autistas e que pode explicar o aumento da assertividade das que vivem com um animal.
 
"Quando uma criança com deficiência sai à rua acompanhada de um cão-guia, outras crianças param para comunicar com ela. As crianças com autismo têm dificuldades em interagir com os outros, mas se houver um animal em casa com o qual têm uma ligação e um visitante lhes fizer perguntas, têm maior probabilidade de responder", esclarece.
 
O estudo concluiu, também, que as competências sociais das crianças aumentavam progressivamente com o aumento do período de tempo de convivência com o animal. Além disso, os jovens disseram, igualmente, ter relações mais próximas com os cães de pequeno porte.
 
"Descobrir que as crianças com autismo estabelecem uma ligação mais forte com cães mais pequenos e que os pais relatam boas relações entre as crianças e outros animais, como os gatos ou os coelhos, é uma evidência de que outro tipo de animal pode, além do cão, ser benéfico para estas crianças", realça Carlisle.
 
Isto significa que "os cães são bons companheiros para certas crianças autistas, mas podem não ser a melhor opção para todas elas". "As crianças com autismo têm uma personalidade única, pelo que outros animais podem ser tão ou mais benéficos que os cães", finaliza a investigadora, frisando que os dados "mostram uma melhoria comum a todas as que vivem com qualquer tipo de animal". 

Clique AQUI para aceder ao estudo (em inglês). 
 
boasnoticias.pt

Lizzard Squad já vende ataques DDoS

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Ignorou arma de ladrão porque tinha de fazer compras(com video)

Top 100 Best Songs Of 2014 (Year End Chart 2014)

Lamego ganha prémio mundial de iluminação sustentável

Lamego ganha prémio mundial de iluminação sustentável
Cidade foi premiada pela nova iluminação da escadaria do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios com recurso a tecnologia LED. © CM Lamego

A cidade de Lamego ganhou, este mês, o terceiro prémio do concurso internacional "Auroralia Awards 2014", que distinguiu o município português pela nova iluminação sustentável da escadaria do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios com recurso a tecnologia LED.
 
A nova iluminação da escadaria e das avenidas centrais de Lamego com recurso a esta tecnologia (LED - Light Emitting Diode) entrou em funcionamento em Janeiro deste ano graças a um projeto desenvolvido pela Associação Douro Alliance - Eixo Urbano do Douro.
 
O projeto valeu à cidade portuguesa um lugar de destaque neste que é um dos concursos mais importantes do mundo na área, promovido pela Schréder e pela LUCI - Rede Internacional de Cidades para a Iluminação Urbana - e que reconhece as iniciativas globais de iluminação exterior melhor minimizam o impacto ambiental.
 
A primeira fase do projeto correspondeu à aquisição e instalação de luminárias LED nas avenidas Dr. Alfredo Sousa e Visconde Guedes Teixeira tendo sido renovada a iluminação nos jardins destas vias, pertencentes ao Eixo Barroco, explica, em comunicado, a Câmara Municipal de Lamego.
 
Numa segunda fase, procedeu-se à iluminação cénica do escadório do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, igualmente com recurso à tecnologia LED.

A solução de iluminação "baseou-se na necessidade de valorizar o património, considerando os aspetos turísticos inerentes, uma vez que se garante uma perspetiva noturna da escadaria, anteriormente inexistente", esclarece a Câmara.
 
De acordo com a autarquia, em termos gerais, esta renovação ao nível da iluminação pública permite à cidade "um elevado grau de poupança energética", na ordem dos 70%, e "garante o enobrecimento dos jardins e espaços urbanos".
 
O objetivo dos "Auroralia Awards" é "premiar, anualmente, três cidades que implementem um projeto de iluminação exterior que reduza o impacto ambiental do modo mais percetível, exemplar e original possível utilizando soluções inovadoras".
 
Além de Lamego, que ganhou a medalha de bronze, o concurso premiou ainda as cidades de Eindhoven, na Holanda, a grande vencedora, e Málaga, em Espanha, que assegurou o terceiro lugar.
 
As cidades vencedoras foram escolhidas entre um total de 17 concorrentes por um júri independente composto por jornalistas e especialistas em iluminação urbana, urbanismo e desenvolvimento sustentável.
 
Este ano, a cerimónia de entrega dos prémios teve lugar durante o Festival Anual de Luz, que aconteceu a 6 de Dezembro na cidade de Lyon, França. Mais de 100 profissionais do setor da iluminação estiveram presentes no evento, que recebeu também representantes municipais, arquitetos e urbanistas.
 
boasnoticias.pt

Microscópio inovador deteta vários tipos de cancro

Microscópio inovador deteta vários tipos de cancro
Imagem divulgada pelos cientistas exibe uma amostra de tecidos vista através deste microscópio revolucionário sem lente. © Aydogan Ozcan/UCLA

Um grupo de cientistas norte-americanos acaba de anunciar o desenvolvimento de um microscópio inovador sem lente e de dimensões reduzidas capaz de detetar, com eficácia, a presença de vários tipos de cancro e anomalias celulares com a mesma precisão que outros equipamentos do género mais pesados e dispendiosos.
 
Em comunicado, os investigadores da Universidade da Califórnia - Los Angeles (UCLA), nos EUA, explicam que a invenção, criada no laboratório de Aydogan Ozcan, professor de engenharia eletrónica e bioengenharia, tem potencial para abrir caminho ao uso de tecnologias portáteis e mais baratas para a análise de tecidos, sangue e outro tipo de amostras biomédicas.
 
Segundo Ozcan e os colegas, o microscópio - o dispositivo mais recente de uma série de equipamentos de imagem e diagnóstico já construídos na UCLA - poderá ser particularmente útil em regiões remotas e em casos onde seja necessário analisar uma grande quantidade de amostras num curto espaço de tempo.
 
Outra vantagem deste equipamento é o facto de produzir imagens que são várias centenas de vezes superiores em área e profundidade às capturadas pelos microscópios óticos normais, o que torna mais rápido o processamento da informação.
 
"Este é um marco importante no trabalho que temos feito", afirma Ozcan, explicando que "esta é a primeira vez que amostras de tecidos são transformadas em imagens 3D com um microscópio com 'chip' e sem lente", conforme revela o estudo publicado a propósito da invenção na revista científica Science Translational Medicine.

Equipamento mostrou eficácia em 99% dos exemplos testados
 
De acordo com a UCLA, o equipamento funciona através da utilização de um 'laser' ou LED para iluminar amostras de sangue ou de tecido colocadas numa lâmina e inseridas no seu interior. Através de um sensor no 'microchip' do microscópio, idêntico ao da câmara fotográfica de um telemóvel, o dispositivo captura e regista, depois, o padrão de sombras observado.
 
Este padrão é processado como uma série de hologramas, formando imagens a três dimensões da amostra e proporcionando ao pessoal médico uma visão 'virtual' com profundidade de campo e contraste, simplificando a deteção de anomalias.
 
Testes realizados, até ao momento, com este microscópio, utilizando amostras de tecidos de cancro do colo do útero e de cancro da mama e amostras de sangue indicadoras de anemia, mostraram que o equipamento conseguiu detetar, com eficácia, os problemas presentes em 99% dos casos.
 
"Se for acompanhada de avanços gráficos na 'interface' de utilizador, esta plataforma pode vir a crescer em termos de uso com fins clínicos, biomédicos, científicos, educacionais e até relacionados com as ciências sociais, entre outros", antecipa Ozcan. 

Clique AQUI para aceder ao estudo que dá conta desta invenção (em inglês). 
 
boasnoticias.pt

EUA: Cirurgião salva menina de tumor "inoperável"

EUA: Cirurgião salva menina de tumor "inoperável"
Lily Decker © Nationwide Children

Todos os médicos diziam à jovem norte-americana Lily Decker que o seu tumor cerebral era inoperável. Até que, em Novembro, um cirurgião arriscou e salvou Lily do seu 'inimigo'.
 
Em Novembro, o chefe de neurocirurgia do hospital Nationwide Children (EUA) pediu para ver os 'scans' do tumor de Lily. Depois de analisar os exames, o médico Jeffrey Leonard disse à família que poderia operar o cérebro da menina. 
 
Leonard operou Lily esta semana, na véspera de Natal, retirando o tumor pedaço a pedaço, até não restar nada. No início, quando foi diagnosticado, o tumor tinha o tamanho de uma ervilha: agora estava do tamanho de uma noz.

Parte do tumor estava colado ao hipotálamo, a parte do cérebro responsável por gerir funções vitais como o sono ou a fome, mas os testes MRI confirmaram que a operação foi um sucesso e que o cérebro da menina já não está sujeito àquela ameaça. 
 
Lily lutava há seis anos contra tumor

A pequena Lily ainda está internada mas está garantidamente fora de perigo. O cirurgião está de tal forma otimista que acredita que não será preciso continuar com a quimioterapia.

Foi a melhor prenda de Natal para esta família que lutava há seis anos contra o cancro da sua filha. "Até conhecermos Jeffrey nunca ninguém nos tinha falado numa cura", disse o pai de Lily à imprensa norte-americana.
 
"Nunca tive coragem para pensar que a poderia ver no liceu ou na universidade. Agora posso imaginar essas coisas, mas continua a ser difícil", disse por seu turno Erika, a mãe da jovem que agora tem todo um novo futuro pela frente.
 
boasnoticias.pt

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

BEST FAILS OF 2014 Compilation || TNL

EUA vão oferecer estágios a alunos portugueses

EUA vão oferecer estágios a alunos portugueses
Vai ser lançado, no próximo ano, um programa que dará aos alunos portugueses do ensino superior a oportunidade de realizar um estágio de quatro semanas nos EUA. A iniciativa é da responsabilidade da associação de estudantes e investigadores portugueses nos Estados Unidos (PAPS).
 
Os estágios do programa "PAPS Summer" vão realizar-se entre Julho e Setembro de 2015 e as bolsas concedidas vão suportar os custos de deslocação, alojamento e a estadia dos estudantes no decurso da realização do estágio, prevendo-se o anúncio do número final de bolsas a atribuir a alunos de licenciatura e mestrado para Março ou Abril.
 
Em declarações à Lusa, Ana Margarida Almeida, uma das responsáveis da PAPS, disse que "o objetivo [do programa]" não passa só por levar "alunos portugueses a estagiar nos EUA, mas também aproximar os membros da PAPS de Portugal".
 
"Sentimos que esta é uma oportunidade única para as duas partes e esperamos que esta seja só a primeira ediçãod e um programa de estágios único que veio para ficar", explicou Ana Margarida Almeida.
 
De acordo com a consultora, a PAPS está, atualmente, em contacto com várias entidades governamentais e privadas para estabelecer parcerias e apoio financeiro para a realização dos estágios, o que vai determinar o número de bolsas a atribuir.
 
"Os alunos poderão fazer parte de uma universidade ou empresa de renome mundial, o que poderá abrir portas para o seu futuro, seja num doutoramento ou mais focado no empreendedorismo", esclareceu Ana Margarida Almeida.
 
A primeira fase de candidaturas está, neste momento, a decorrer, encontrando-se aberta até 31 de Janeiro. No decurso da primeira fase, os membros da PAPS que queiram ser mentores dos projetos de estágio devem candidatar-se.
 
Num segundo momento, que acontecerá entre Março e Abril, os estudantes portugueses de licenciatura ou mestrado poderão escolher de entre os projectos aprovados na fase inicial, informou a responsável.
 
"Seguir-se-á um processo rigoroso de seleção, dado o grande número de candidaturas esperadas", acrescentou Ana Margarida Almeida, explicando que os critérios para a escolha dos estagiários incluirão o currículo dos candidatos, a carta de motivação e o desempenho na entrevista.
 
O “PAPS Summer” baseia-se no sucesso de um projeco semelhante da associação PARSUK, que acontece no Reino Unido desde 2013 e contou este ano com cerca de 250 candidaturas.
 
A PAPS (sigla em inglês para Portuguese American Post-gGaduate Society) existe desde 1998 e, com cerca de 1.000 membros, procura desenvolver as relações entre a comunidade de estudantes e investigadores portugueses nos EUA e a sociedade norte-americana.

Os interessados podem solicitar mais informações sobre o programa através do e-mail papsummer@papsonline.org
 
boasnoticias.pt

Descoberta potencial cura para a calvicie

Descoberta potencial cura para a calvície
Um grupo de cientistas espanhóis descobriu, acidentalmente, uma nova forma de desencadear o crescimento do cabelo que poderá contribuir para a cura da calvície. A descoberta tem também potencial ao nível da regeneração de tecidos, do combate ao envelhecimento e do tratamento do cancro.
 
Os investigadores do Centro Nacional de Investigação do Cancro de Espanha (CNIO), coordenados por Mirna Perez-Moreno e Donatello Castellana, encontraram uma ligação inesperada entre o sistema de defesa do organismo e a regeneração da pele associada ao trabalho de um tipo específico de células, os macrófagos.
 
Trata-se de células do sistema imunitário que são responsáveis por "digerir" os patogénos (agentes infecciosos) que atacam o organismo e que, segundo descobriram agora os cientistas, conseguem também envolver e ativar as células da pele com capacidade regenerativa, as células estaminais, incentivando, entre outros processos, o crescimento do cabelo.
 
"Descobrimos que os macrófagos, células cuja função principal é, tradicionalmente, o combate às infeções e a cicatrização de feridas, estão também envolvidos na ativação das células estaminais dos folículos capilares em peles não inflamadas", explica, em comunicado, uma das autoras do estudo publicado na revista científica PLOS One.
 
A descoberta aconteceu enquanto Perez-Moreno e os colegas se dedicavam a uma outra investigação e foi desencadeada pelo facto de a cientista ter constatado que os ratinhos com os quais trabalhavam começaram a ganhar mais pêlo quando lhes foram administrados fármacos anti-inflamatórios.
 
Curiosos para compreender se a comunicação entre as células estaminais e imunitárias poderia justificar esta ocorrência, os investigadores do laboratório de Perez-Moreno começaram a procurar, em vários tipos de células envolvidas na defesa do organismo, um papel no crescimento capilar.
 
A equipa acabou por descobrir que, quando as células cutâneas estão "dormentes", uma parte dos macrófagos morre naturalmente mas, tanto as células que morrem como as que sobrevivem ativam as células estaminais ao seu redor, fazendo com que o cabelo volte a crescer.
 
Além disso, quando os investigadores "trataram" os macrófagos com um fármaco inibidor de uma das suas moléculas, as Wnts, observaram que a ativação do crescimento capilar sofreu uma desaceleração, o que demonstra a contribuição destas moléculas para o sucesso do processo.
 
Embora o estudo tenha sido conduzido em modelos animais, Perez-Moreno e os colegas acreditam que a descoberta poderá facilitar o desenvolvimento de novas terapêuticas para tratar a calvície em humanos, evitando a necessidade de transplantes capilares.
 
"Graças a esta investigação, sabemos agora que os macrófagos desempenham um papel fundamental no ambiente que rodeia as células estaminais", afirmam os autores do estudo, que "destaca a importância" destas células do sistema imunitário "enquanto modeladoras dos processos de regeneração da pele". 

Clique AQUI para aceder ao estudo (em inglês). 
 
boasnoticias.pt

Trocar mimos depois do sexo beneficia a relação

Trocar mimos depois do sexo beneficia a relação
Apostar na ternura pode ser o segredo para uma vida sexual mais satisfatória e para uma maior harmonia com o parceiro. A conclusão é de um estudo canadiano, que revela que a troca de mimos depois das relações sexuais é muito benéfica para o bem-estar dos casais, em especial dos que têm filhos.
 
De acordo com a investigação, conduzida por Amy Muise, cientista da Universidade de Toronto Missisauga, nos EUA, o que os casais fazem, em conjunto, depois do sexo, tem um grande impacto na forma como encaram a sua satisfação a nível sexual e a sua relação com o outro.
 
Muise estudou os efeitos dos comportamentos tidos após as relações sexuais em relacionamentos românticos monogâmicos e constatou que, "embora, ao pensar em sexo, as pessoas tendam a focar-se nas próprias relações ou no orgasmo", a investigação "sugere que o aspeto afetuoso do sexo é importante para a satisfação no relacionamento".
 
Para chegar a estas conclusões, a investigadora levou a cabo um estudo em duas partes, baseando-se num inquérito online feito a 335 indivíduos e numa experiência de 21 dias a que foram submetidos 101 casais, incentivados a trocar mimos após o sexo durante um período superior ao habitual (fixado numa média de 15 minutos).
 
A investigação mostrou que os casais que dedicam um pouco mais do seu tempo aos beijos, às carícias ou, simplesmente, a uma conversa carinhosa são, também, os que se dizem mais satisfeitos com a sua vida sexual e o seu relacionamento, benefícios que parecem prolongar-se no tempo, conforme indicou um inquérito de acompanhamento feito três meses depois.
 
Além disso, as vantagens associadas à troca de mimos parecem ser independentes da frequência das relações sexuais e são particularmente importantes para casais com filhos, aponta o estudo publicado na revista científica Archives of Sexual Behavior.
 
"Os pais tendem a ter menos tempo para o sexo e o romance, pelo que o tempo que passaram a trocar mimos depois das relações sexuais teve um maior impacto nos seus relacionamentos do que nos dos que não têm filhos", realça Muise, em comunicado.
 
Segundo a investigadora, "é possível que um momento adicional para promover a ligação entre o casal após o sexo seja ainda mais importante para aqueles que têm dificuldade em encontrar tempo para estabelecer uma relação íntima".
 
"Se conseguir, dedique um pouco mais de tempo a este tipo de momentos com o parceiro. Encontre oportunidades para a partilha da intimidade, das carícias, dos beijos e das conversas", aconselha Muise.

Clique AQUI para aceder ao estudo (em inglês). 
 
boasnoticias.pt

domingo, 28 de dezembro de 2014

Revista do ano 2014: Segundo semestre - desporto

Novo site ajuda a identificar origem da dor nas costas

Novo site ajuda a identificar origem da dor nas costas
Foi lançada este mês a campanha Não Vire Costas À Dor de Costas. A iniciativa pretende incentivar as pessoas que sentem dor crónica nas costas a visitarem o website www.naovirecostas.pt para identificarem as possíveis causas.

O website www.naovirecostas.pt fornece informações básicas sobre os diferentes tipos e causas de dor nas costas. As pessoas que sentem dor nas costas durante um período superior a três meses são incentivadas a responder a um breve questionário online, ler mais sobre as possíveis causas, e encorajadas a consultar o seu médico.

Em comunicado enviado ao Boas Notícias, os responsáveis da campanha explicam que na maioria dos casos, a dor lombar crónica é mecânica, isto é, causada por um esforço maior ou uma lesão. Mas em cerca de 3% dos adultos, a dor lombar crónica é causada por inflamação, tendo que ser gerida de forma diferente.

Existem várias causas para a dor inflamatória da coluna e, em alguns casos, pode levar até 10 anos para ser corretamente diagnosticada. Este atraso no diagnóstico constitui uma preocupação porque, ao longo do tempo, as causas de dor inflamatória da coluna podem provocar restrições nos movimentos e, em casos mais graves, provocar a fusão dos ossos da coluna vertebral.

Fernando Pimentel, reumatologista, afirma no comunicado que “os sintomas da dor inflamatória da coluna passam por dores que persistem durante pelo menos três meses, que se agravam com o repouso e melhoram com o exercício, estão associadas a rigidez matinal e aliviam com medicamentos anti-inflamatórios”.

O reumatologista sublinha que “estas queixas constituem um importante problema de saúde pública, precisamente porque afetam uma parte significativa da população em idade cativa, conduzindo ao absentismo laboral, à quebra de produtividade e muitas vezes a uma retirada prematura do mercado de trabalho. Podem também ser responsáveis por uma mudança do estilo de vida do indivíduo, comprometendo a prática de atividade física e de atividades da vida diária (vestir, calçar, tomar banho)”.
 
boasnoticias.pt

Michelin já fabrica pneus sem ar que nunca furam

sábado, 27 de dezembro de 2014

Revista do ano 2014: Os primeiros seis meses - desporto

Festas de norte a sul para receber 2015

Festas de norte a sul para receber 2015
De Norte a Sul do país, há eventos de entrada livre para festejar a passagem de ano. Concertos, fogo-de-artifício e outras animações para dar as boas-vindas a 2015 de braços abertos.
 
VIANA DO CASTELO
A Câmara Municipal organiza a festa de passagem de ano aberta ao público, a partir das 23.00, na Praça da Liberdade, que, segundo um comunicado da autarquia, "vai ficar no seu coração".

PORTO
O fim de ano no Porto comemora-se na Baixa, na Avenida dos Aliados, em frente à Câmara Municipal. A partir das 22.30 os Clã marcam o ritmo da noite. Às 24.00, decorre o tradicional fogo-de-artifício. Nas primeiras horas de 2015 a animação fica a cargo dos Expensive Soul e do DJ Party.
22.30 - Concerto dos Clã
24.00 - Espetáculo Pirotécnico

AVEIRO
A Câmara Municipal promove o tradicional espetáculo de fogo-de-artifício no centro da cidade (Rossio). Já no dia 03 de janeiro cantam-se as Janeiras na Praça Joaquim de Melo Freitas e outras ruas do centro histórico.
24.00 - Espetáculo de Fogo-de-Artifício.

VISEU
Fogo-de-artifício, música e uma performance de video-mapping marcarão a contagem decrescente para 2014 em Viseu e os primeiros momentos de 2014.
 
A Câmara Municipal promove um espetáculo intitulado "Águas Dançantes": uma "dança" sincronizada, que inclui música, projeção de imagens 3D, 134 vulcões multicolores e 2.100 efeitos pirotécnicos.

COIMBRA
A Câmara Municipal e a Agência de Promoção para a Baixa de Coimbra organizam um conjunto de iniciativas que vão trazer a festa às ruas da cidade. Na Praça do Comércio atuam os Quinta do Bill e a Banda Red. Na praça 8 de Maio acontece um "Revival Night", organizado pela discoteca NB. Já no Largo da Portagem atua a banda OrangoSamba e haverá teatro de rua protagonizado pela Viv'Arte. Além disso, a noite conta com animação itinerante no Terreiro da Erva, Largo Paço do Conde e Largo do Poço.
Quinta do Bill.

A Universidade de Coimbra associa-se à festa com a contagem decrescente para a meia-noite, assinalada no relógio da Torre e a ser transmitida através de ecrãs instalados nos três locais chave onde decorrem as comemorações na Baixa.

A entrada no novo ano será também assinalada com um espetáculo piromusical, com a duração de dez minutos: fogo-de-artifício, lançado nas margens do rio Mondego, junto à Ponte de Santa Clara, sincronizado com a música do DJ Tom Enzy, num "set" produzido para o efeito, que atua no Largo da Portagem.
 
LEIRIA
Alcobaça
O Município de Alcobaça organiza, pelo quinto ano consecutivo, a passagem do ano junto à Baía de São Martinho do Porto. A noite conta com um espetáculo piromusical, e muita música e animação pela madrugada dentro.
24.00 - Espetáculo Piromusical.

CASTELO BRANCO
A Câmara Municipal promove um espetáculo musical protagonizado por um artista popular no Campo Mártires da Pátria (Devesa). À meia-noite decorre o tradicional espetáculo de fogo-de-artifício.
22.30 / 02.00 - 03.00 - Espetáculo Musical
24.00 - Espetáculo Pirotécnico

SANTARÉM
Santarém
A Câmara Municipal organiza uma festa ao ar livre, no Largo do Seminário, com as tradicionais comidas e bebidas. A contagem decrescente para a entrada em 2015 é feita ao som de grandes êxitos musicais pelo grupo Omega Music e, à meia-noite, há fogo-de-artifício lançado da Parada da antiga Escola Prática de Cavalaria.

 
LISBOA
A Câmara Municipal organiza, no Terreiro do Paço, dois concertos protagonizados pelos artistas portugueses José Cid e a banda Xutos e Pontapés, que decorrem antes e depois da meia-noite. Para as 24.00 está marcado um espetáculo de fogo-de-artifício.
Xutos e Pontapés.
 
SETÚBAL
Sesimbra
A Câmara Municipal e a Turifórum organizam um conjunto de iniciativas na vila onde o "réveillon" já se tornou um dos principais atrativos em cada ano. O espetáculo piromusical, subordinado ao tema "O Mar", acontece às 24.00 em dois pontos: na Praia da Califórnia e na Praia do Ouro. Depois da meia-noite, a festa prossegue nos restaurantes e bares da cidade pela madrugada dentro. Além disso, com o objetivo de manter viva uma tradição iniciada em 2007, cerca de 20 mergulhadores entram no novo ano no fundo do mar.

Troia
O Troia Resort, em parceria com as Câmaras Municipais de Grândola e Setúbal, promovem a 4.ª edição do "Fim de Ano Azul" na Baía do Estuário do Sado, com diversas iniciativas entre as duas margens rio para dar as boas-vindas a 2015. A Doca dos Pescadores, em Setúbal, vai ser palco, a partir das 22.30, de um concerto protagonizado pelo grupo Daniela4teto. Perto das 00.00, a festa continua com o DJ Monchique, e a partir das 02.00 prolonga-se pelos bares da cidade.

Já na outra margem do rio, na Marina de Troia, as comemorações têm início marcado para as 23.00, com música e projeção dos melhores momentos da agenda de eventos do ON Troia 2014. Após as 00.00, a animação estende-se pela madrugada dentro no Casino de Troia.

Destaque também para um espetáculo de fogo-de-artifício sobre o plano de água do rio Sado, e que pode ser apreciado de ambas as margens.
 
Cacilhas
A Câmara Municipal de Almada organiza uma festa com entrada livre na zona ribeirinha de Cacilhas. Tendo como cenário a Fragata D. Fernando II e Glória e o rio Tejo, às 23.00 sobem ao palco os Melech Mechaya, uma banda de Almada e Lisboa cuja sonoridade é inspirada nas músicas portuguesa, balcânica e árabe. À meia-noite decorre o espetáculo de fogo-de-artifício nas margens do rio Tejo.
 
BEJA
A Câmara Municipal de Beja promove vários concertos para dar as boas-vindas a 2015. Nomes como Fagulha, Amor Electro, Fábio Lagarto e Dj Ezzra vão marcar presença na última noite deste ano e na madrugada do novo. À meia-noite há fogo-de-artifício.

Vidigueira
A Câmara Municipal assinala a noite com muita animação: música, dança, gastronomia, fogo-de-artifício e oferta de um "kit" são algumas das propostas.
 
ALGARVE
Albufeira
A noite de passagem do ano em Albufeira é já um dos marcos da cidade que atrai muitos turistas e visitantes ao concelho, sendo o principal "motor" desta época. A 13.ª edição desta iniciativa resulta de uma parceria entre o Município e a Agência de Promoção de Albufeira (APAL) e começa na noite de 31 de dezembro. A noite com o grupo D.A.M.A e o ex-vocalista dos Toranja, Tiago Bettencourt. Pelo meio, há um espetáculo piromusical na Praia dos Pescadores e na Oura, onde volta a desfilar a Star Parade, um conjunto de artistas circenses que animam as ruas e os estabelecimentos comerciais. A animação continua fim de semana a dentro com uma Feira Medieval na aldeia de Paderne e o regresso do festival de humor Solrir, e só termina no dia 04 de Janeiro.

Faro
A Câmara Municipal de Faro promove um concerto da Wallabee Jam Band, uma banda de "covers" que mistura reggae, funk disco, soul e rock. À meia-noite há fogo-de-artifício. A noite continua com animação proporcionada por Dj's convidados.
 
Lagos
A Câmara Municipal de Lagos organiza um espetáculo, a partir das 22.30, com a presença da cantora portuguesa Aurea. À meia-noite há ainda fogo-de-artifício.
 
Monte Gordo
Os Duo Reflexo e os Top Som dão as boas-vindas a 2015. À meia-noite decorre um espetáculo pirotécnico na marginal da cidade. A festa prossegue na tenda gigante com Smash e Mike Simon.
 
Quarteira
A Câmara Municipal da Quarteira promove um concerto de tributo à mítica banda britânica Queen, no âmbito do espetáculo intitulado "Kind of Magic", e reserva para a meia-noite um espetáculo pirotécnico. A noite prolonga-se com a animação a cargo de Dj's convidados.
 
Tavira
Promovida pela Câmara Municipal de Tavira, a festa decorre a partir das 22.00, na Praça da República, com as atuações do DJ Guilherme G e da VJ Zayle. Pelas 23.00, a Banda IRIS sobre ao palco. À meia-noite há fogo-de-artifício e depois disso a música continua pela madrugada dentro. 2
 
Vila Real de Santo António
Animação a cargo dos Bailasons.
 
MADEIRA
Funchal
Na Madeira, os festejos da passagem do ano estão muito associados ao fogo-de-artifício. O espetáculo tem a duração de cerca de oito minutos e está distribuído por diversos postos de queima de fogo localizados no "anfiteatro" do Funchal, na orla marítima, baixa citadina e no mar.
 
AÇORES
Ponta Delgada
A Câmara Municipal de Ponta Delgada promove uma série de concertos e um espetáculo de pirotecnia, que se estende do Forte de São Brás até à Calheta, alongando o palco onde a luz, cor e música chamam a atenção de todos. O ritmo da noite é marcado pelo grupo Anjos & Diabos, Alberto Indio e pelos Dj's Henry Josh & MC Katorz. A partir da 01.00, o Coliseu Micaelense abre as portas para receber o Grande Baile de Reveillon, uma gala que anualmente mobiliza centenas de pessoas, movidas pela animação de qualidade e um ambiente ímpar. Durante o baile atuam, no palco principal da maior casa dos Açores, a banda Oceanus e a Orquestra Ligeira de Ponta Delgada.
 
boasnoticias.pt

Rússia: Ladrões devolvem prendas de crianças órfãs

Rússia: Ladrões devolvem prendas de crianças órfãs
As prendas de uma fundação russa que trabalha com órfãos foram roubadas e devolvidas, no próprio dia, já que os ladrões terão apercebido de que os presentes se destinavam a crianças dos orfanatos.
 
Ladrões que levaram caixas de uma carrinha entregaram-nas depois num orfanato porque se terão apercebido de que continham prendas de Natal para órfãos, revelou à agência Interfax a presidente da fundação de caridade russa Vladmama.
 
Uma viatura da Vladmama foi assaltada na noite de Natal na cidade de Vladivostok, tendo sido roubados todos os bens de valor assim como cerca 55 prendas para órfãos, contou a presidente da fundação Svetlana Kania, citada pelo jornal The Moscow Times
 
No entanto, algumas horas mais tarde, os presentes apareceram num dos orfanatos da fundação, na mesma cidade, adiantou a responsável que acredita que os ladões ficaram "com peso na consciência" quando viram o logotipo e perceberam que estas "prendas eram destinadas a órfãos".

As prendas roubadas e entretanto devolvidas foram angariadas no âmbito de uma campanha de doações da Vladmama que conseguiu, nos últimos dias, reunir prendas para mais de 1.600 crianças. 
 
boasnoticias.pt

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

UB40-Tears From My Eyes

Roma: Papa distribui sacos-cama pelos sem-abrigo

Roma: Papa distribui sacos-cama pelos sem-abrigo
O Papa Francisco distribuiu 400 sacos-cama por centenas de sem-abrigo das ruas de Roma, em Itália. O gesto de solidariedade teve como objetivo comemorar o aniversário do Sumo Pontífice da Igreja Católica, que celebrou 78 anos no passado dia 18 de Dezembro.
 
De acordo com a Associated Press (AP), os sacos-cama foram entregues por voluntários - entre os quais freiras e membros da Guarda Suíça Pontifícia, responsável pela segurança papal - que percorreram a cidade num mini-autocarro com vista a ajudar aqueles que encontrassem a dormir ao relento.
 
Os sacos-cama, decorados com o brasão de armas do Vaticano, dispõem de um 'capuz' incorporado para proporcionar calor adicional. "Este é um presente do Papa por ocasião do seu aniversário e pedimo-vos que orem por ele", terão dito os voluntários aos sem-abrigo.
 
Recorde-se que, o mês passado, como o Boas Notícias avançou à data, o Papa Francisco tinha já ordenado a instalação de chuveiros para os sem-abrigo perto da Basílica de São Pedro, uma iniciativa paga pelo Vaticano com os fundos angariados junto dos crentes e estimulada por uma experiência vivida pelo cardeal polaco Konrad Krajewski. 

Krajewski conheceu, recentemente, um sem-abrigo de 50 anos nas ruas de Roma e decidiu convidá-lo para jantar, mas o homem recusou por dizer que "cheirava mal". "Eu levei-o a jantar de qualquer das formas", contou o arcebispo.
 
"Durante a refeição, ele explicou-me que os sem-abrigo de Roma têm mais dificuldade em encontrar um espaço para se lavarem do que algo para comer", recordou Krajewski, cuja história inspirou a instalação dos chuveiros dentro das casas-de-banho normalmente utilizadas pelos peregrinos, citado pela AP.
 
Estimativas da comunidade católica de Sant'Egídio de Roma, que distribui sopas e proporciona apoio aos refugiados e aos imigrantes, apontam, atualmente, para a existência de cerca de 8.000 pessoas sem-abrigo na capital italiana.
 
boasnoticias.pt

Publicação em destaque

A tosse de fumador pode esconder problemas de saúde graves

http://ptjornal.com/a-tosse-de-fumante-pode-esconder-problemas-de-saude-graves-62045